2

Tenho uma aplicação de processamento de batch, atualmente ela é multithreads, preciso saber quantas vezes estamos executando o método salvar.

Alguém teria alguma ideia? Pois preciso aumentar o número de threads durante a noite e gostaria de ter algum parâmetro para esta minha decisão.

4

De acordo com o que você falou, você tem um método salvar, deve ser estático ou não. Seja como for, você quer saber quantas vezes ele é executado. durante um período de tempo.

Use AspecjJ

Com AspectJ, você será capaz de lastrear o numero de execuções de determinados métodos.

Sugiro que você decida entre salvar essa informação para um arquivo de log, ou incrementar uma variável que você possa ler posteriormente.

Como?

Vou partir do pressuposto de que você está utilizando Maven para gerenciar o ciclo de vida dos seus builds. Primeiramente, tenha as dependencias do AspectJ, você vai precisar dos seguintes artefatos:

<dependency>
    <groupId>org.aspectj</groupId>
    <artifactId>aspectjrt</artifactId>
    <version>1.6.11</version>
</dependency>
<dependency>
    <groupId>org.aspectj</groupId>
    <artifactId>aspectjweaver</artifactId>
    <version>1.6.11</version>
</dependency>

Agora, crie um JoinPoint Para os métodos desejados:

//A seguinte classe deve servir de template para você:
import org.aspectj.lang.JoinPoint;
import org.aspectj.lang.annotation.Aspect;
import org.aspectj.lang.annotation.Before;

@Aspect
public class TrackingMethodsAspect {

    public long volatile executedTimes = 0;

    @Before("execution(* SuaClasse.seuMetodo(..))")
    public void track(JoinPoint joinPoint) {
        executedTimes++;
    }

}

Nesta estratégia, posteriormente você pode ler o valor escrito para variável executedTimes e tomar decisões de como melhor gerenciar suas threads, e a quantidade de objetos.

O que o AspectJ fará serpa instrumentar suas classes, no caso seu método e permitir que você insira byde-codes. Tanto em runtime quanto em buildtime

E por último e não menos importante utilize o plugin do AspectJ para que efetivamente a instrumentação aconteça.

Você deve ter este plugin na sessão de plugins do POM.XML

<plugin>
  <groupId>org.codehaus.mojo</groupId>
  <artifactId>aspectj-maven-plugin</artifactId>
  <version>1.2</version>
  <executions>
    <execution>
      <goals>
        <goal>compile</goal><!-- to weave all your main classes -->
        <goal>test-compile</goal><!-- to weave all your test classes -->
       </goals>
     </execution>
   </executions>
  <configuration>
  <weaveDependencies>
  <weaveDependency>
  <groupId>com.seuprojeto</groupId>
  <artifactId>ProjectB</artifactId>
  </weaveDependency>
  </weaveDependencies>
  <showWeaveInfo>true</showWeaveInfo>    
  <source>${maven.compiler.source}</source>
  <target>${maven.compiler.target}</target>
  </configuration>
</plugin>

No exemple acima a instrumentação ocorrerá em build-time E não em runtime, é importante se atentar a esse detalhe.

  • É um bom caminho sim, achei até interessante a abordagem. Na realidade utilizo o gradle para o build das aplicações. – Flávio Granato 3/06/15 às 15:43
  • @Flávio Granato Você aplicar aspectos em Runtime. E também é possível sim utilizar aspectJ sem O Maven. E também tem a flexibilidade de usar com Spring(AspectJ + Spring.) Cheque esse tutorial, você conseguir instrumentar bem rápido com essas técnicas: mkyong.com/spring3/spring-aop-aspectj-annotation-example – Filipe Miranda 3/06/15 às 16:17

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.