1

Tenho esta estrutura de dados:

typedef struct
{
    ListaCartao tabelaCartao[HASHSIZE];
    ListaArtigos tabelaArtigos[HASHSIZE];
    char localidade[MAXLOCALIZACAO];
}tCelulaSuperdume, *SuperDume;

SuperDume superMercadoLocal[CONJUNTOSUPERDUME];
char localSuperDume[MAXLOCALIZACAO];
int indiceLocalSuperDume = 0;

Dentro de SuperDume tenho duas tabelas de Hash. Depois tento guardar um SuperDume em ficheiro e não consigo:

void EscreveFicheiro(char nomeFich[])
{
    FILE* f;
    if (fopen_s(&f, nomeFich, "wb") == NULL)
        printf("Erro");

    else
    {
        SuperDume aux;
        for (i = 0; i < CONJUNTOSUPERDUME; i++)
        {
            aux = superMercadoLocal[indiceLocalSuperDume];          
            fwrite(&aux, sizeof(SuperDume) * CONJUNTOSUPERDUME,1,f);
        }
        fclose(f);

    }
}

O ficheiro abre, só que não consegue fazer o fwrite, retornando-me o seguinte erro:
Erro

Editado. Tenho o seguinte código

void EscreveFicheiroCartoes(char nomeFich[])
{
    FILE* f;

    if (fopen_s(&f, nomeFich, "wb") == NULL)
        printf("Erro");

    ListaCartao aux;
    for (i = 0; i < HASHSIZE; i++)
    {
        aux = superMercadoLocal[indiceLocalSuperDume]->tabelaCartao[i];

        if (aux == NULL)
            continue;

        else
        {
            while (aux != NULL)
            {
                fwrite(&(aux), sizeof(ListaCartao), 1, f);
                aux = aux->proximo;
            }
        }
    }
    fclose(f); 
}
1

Eu não consigo achar a descrição de fopen_s no Standard de C; deves estar a usar um compilador não Standard :-)

A descrição de fopen_s fornecida pela Microsoft e a maneira como usas o valor devolvido pela função não são coerentes ... por isso deduzo que também não seja essa a versão que estás a usar.

Vê no manual do teu compilador como funciona o teu fopen_s.

Ou usa a função do Standard que já tem dado provas ao longo de tantos anos

f = fopen(nomefich, "wb");
if (f == NULL) {
    perror(nomefich);
    exit(EXIT_FAILURE);
}

Edit: encontrei o fopen_s no Standard C11, no apendice K, como facultativo.

A descrição no Standard é coerente com a descrição da Microsoft.

Returns

The fopen_s function returns zero if it opened the file. If it did not open the file or if there was a runtime-constraint violation, fopen_s returns a nonzero value.

Ou seja, quando a função devolve 0 é porque "funcionou"

// NULL é automaticamente convertido para 0
if (fopen_s(&f, nomeFich, "wb") == NULL)
    /* fopen_s funcionou */
else
{
    /* fopen_s não funcionou */
}

Nota: a meu ver fica melhor usar 0 na comparação; não há vantagem em "meter NULL ao barulho"

  • obrigado , pensei que a forma segura do fopen funciona-se de igual forma que o fopen. Mas mesmo assim , não consigo escrever a estrutura em ficheiro, apenas me escreve um caracter : 'è' , nada mais – Quim Cardoso 10/05/15 às 0:37
0

aux é um ponteiro.

fwrite(&aux, sizeof(SuperDume) * CONJUNTOSUPERDUME,1,f);
//     |     ^^^^^^^^^^^^^^^^^ tamanho dum ponteiro
//     \--> endereço dum ponteiro

Experimenta

if (fwrite(aux, sizeof *aux, CONJUNTOSUPERDUME, f) != CONJUNTOSUPERDUME) /* erro */;
//              \---------/  ^^^^^^^^^^^^^^^^^ numero de elementos
//                tamanho de cada elemento

Mas não ponhas o fwrite dentro dum ciclo; ou então mete, mas com a esrita de apenas 1 elemento de cada vez.

  • ja tentei escrever o SuperDume (tipo de dados constituido por duas hash tables e uma "string" ) Mas não consegui nada, perguntei a um professor de outra linguagem de programação e ele disseme para utilizar o serialize. Andei a procura mas não entendi nada daquilo. Entao decidi comerçar a guardar em ficheiro apenas as listas ligadas. – Quim Cardoso 10/05/15 às 18:08

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.