2

Eu quero utilizar algo similar ao org.springframework.transaction.annotation.Transactional do Spring que configura uma Transação só que utilizando apenas a API do Jersey. Algo parecido com o código que segue abaixo:

@Resource
private SessionFactory factory;

private Class<E> entity;

private String tableName;

public DataProvider(Class e) {
    this.entity = e;
    this.tableName = entity.getAnnotation(Table.class).name();
}

@Transactional(readOnly = true)
public E get(final Long ID) {
    return (E)factory.getCurrentSession().get(entity, ID);
}

@Transactional(readOnly = true)
public List<E> getAll() {
    Session s = factory.getCurrentSession();
    return s.createQuery("FROM " + tableName ).list();
}

É possivel?

2 Respostas 2

4

Não, não é possível fazer com o Jersey controle transações do Hibernate.

Entenda que Jersey é feito para comunicação REST e não tem nada haver com transação do hibernate.

Você poderia utilizar CDI para realizar o controle de transação, mas não tem nada haver com Jersey.

Com CDI você precisa criar um Interceptor:

@Target({METHOD, TYPE})
@Retention(RetentionPolicy.RUNTIME)
@InterceptorBinding
public @interface Transaction {
    boolean readOnly() default true;
}

E depois você criaria seu interceptador como:

@Interceptor @Transaction(readOnly = false)
public class MethodWithTransaction {

    @Inject
    private EntityManager entityManager;

    @AroundInvoke
    public Object manageTransaction(InvocationContext context) throws Exception{
        EntityTransaction transaction = null;
        try{
            transaction = entityManager.getTransaction();
            transaction.begin();
            Object methodResult = context.proceed();
            transaction.commit();
            return methodResult;
        } catch (Exception ex){
            if(transaction != null && transaction.isActive()){
                transaction.rollback();
            }

            throw ex;
        }finally {
            entityManager.close();
        }
    }
}

Para utilizar você aplicaria como:

@Transaction(readOnly = false)
public void fazAlgo(){
    //
}

A única diferença é que você precisará criar um interceptor para quando o readOnly for true.

  • 1
    Apenas para completar, desde o Java EE 7 já é possível utilizar a anotação Transactional diretamente em beans administrados pelo CDI (ou seja, em servidores de aplicação como o Wildfly e o Glassfish 4 basta anotar o bean, você não precisará implementar os interceptors). Em containers servlet (Tomcat, Jersey, etc) você precisa configurar as implementações na mão (e.g , Weld + Hibernate + Atomikos)😮 – Anthony Accioly 5/10/14 às 4:15
2

Caso esteja usando um servidor de aplicações como Wildfly, você pode fazer com que seu serviço seja também um EJB Stateless (adicione @Stateless no topo da classe), e todos os métodos REST serão automaticamente envolvidos em uma transação.

Caso não esteja usando, porquê não? Pelo quem e parece, você vai acabar fazendo uma integração manual que já está pronta para uso em servidores Java EE "completos"...

  • Existem diversos motivos para não usar um JBoss ou Glassfish da vida. Não ter que acoplar EJB já é um bom motivo. Para ser um arquiteto java, por exemplo, na prova você tem que responder em que casos EJB não são aconselháveis. [= – uaiHebert 18/02/14 às 17:38
  • "Não ter que acoplar EJB já é um bom motivo" -- Não, o motivo é saber os pontos fortes e fracos de EJB. EJB por si só não é desvantagem. – jpkrohling 19/02/14 às 8:14
  • Dependendo do seu sistema, sim EJB será desvantagem. Foi isso que eu quiz dizer. [= – uaiHebert 19/02/14 às 16:52
  • 1
    @uaiHebert, sem querer entre flamewars, esse é o típico caso em que EJBS são aconselháveis: necessidade de transações e uma camada de negócios acessando JPA (quase não existe diferença de performance entre managed beans do CDI e stateless session beans do EJB). Além disso hoje em dia considero a plataforma Java EE bem mais prática que o Spring. Como diria Bob Dylan, The times they are a changin. – Anthony Accioly 5/10/14 às 4:24
  • Eu creio que tudo vai da necessidade. C você vai rodar apenas um projeto de CRUD e tem máquina limitada, o Tomcat é uma ótima saída. Ou seja, eu sempre vejo que vai do requisito. [= – uaiHebert 6/10/14 às 14:18

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.