7

Em um médio banco de dados (~2GB) MySQL que está todo com o engine MyISAM. Realizando a conversão para InnoDB, qual será o impacto em meu sistema? Posso simplesmente converter pelo phpMyAdmin, por exemplo?

Alguém já passou por esta experiência?

  • 1
    Para bases pequenas como essa, não haverá uma perda de performance grande, provavelmente a base ou pelo menos os índices cabem todos em memória... realmente acredito que só tem a ganhar indo para myisam... a não ser que tenha uma unica tabela gigantesca e acessada constantemente com pouca escrita... nesse caso melhor deixar em myisam – BrenoZan 17/02/14 às 18:35
  • Entendi... Meu maior problema é casos de select demorado em tabelas onde simultaneamente é feito um update. Neste caso, o update fica aguardando e toda a tabela trava (locked). Pelo que entendi, o InnoDB trava somente a linha. Certo? – Marcony Felipe 17/02/14 às 18:41
  • 1
    sim.. vai pra inno é a solução... myisam faz table lock mesmo.. momentaneamente sugiro que faça um delayed insert se a consistência cronológica não for importante – BrenoZan 17/02/14 às 18:43

2 Respostas 2

4

Como tudo em quase tudo "Depende" Myisam é mais rápida para consultas lineares e tem muito poucas checagens em inserts e updates, tornando mais rápida para a escrita. Innodb é muito mais robusta e garantida em termos de consistência dos dados, como chaves estrangeiras que funcionam de verdade

Avalie

1º: precisa de velocidade muito alta e não tem referencias difíceis de recuperar entre tabelas? (sim: myisam +1, não: innodb +1)

2º: a partição onde se encontram a base esta em um volume em RAID? (sim: impacto negativo da escrita do innodb diminui, innodb +1)

3º: Muitas escritas concorrentes em uma mesma tabela ou linha?(sim: innodb +1,não: myisam +1)

existem muitos outros fatores mais para computar... mas esses acredito que sejam os mais impactantes.

Quanto a migração, é braçal, não adianta... pode(vai!) ter problemas com falta de consistência passando de myisam para innodb, e vai ter que corrigir na mão para ter garantia de que tudo foi importado como deveria...

obs: myisam é mais rapida quando o tamanho das tabelas é fixo.. do contrario pode ser inferior.. (exemplo uso de varchar sempre)

  • Perfeito Breno, poderia me dar um exemplo do primeiro item? – Marcony Felipe 17/02/14 às 18:36
  • 1
    o exemplo que um cara da SUN me deu quando o mysql ainda era deles.. operadoras telefônicas usando MySQL para consulta de numero de telefone e central a qual pertencia, é uma lista quilométrica e com muito mais consulta do que escrita... se não fosse a portabilidade do numero talvez um ldap fosse a solução ideal.. mas hoje em dia não é.. então muitas operadoras usam myisam, no qual eles possuem o cadastro dos clientes para reconstruir a tabela de modo trivial se necessário, obs innodb corrompido é adeus a base, restore backup mais logbinario.. myisam tem o myisamcheck – BrenoZan 17/02/14 às 18:40
  • Entendi... E no caso de +500 tabelas, por exemplo? Seria recomendável fazer parte MyISAM e parte InnoDB? Estou fazendo um levantamento para uma empresa desta questão. – Marcony Felipe 17/02/14 às 18:44
  • 2
    Da forma como está redigido, parece que InnoDB tem performance ruim para READ. Isso não é verdade. Ele pode ser um pouco mais lento, mas definitivamente isso não impede de ser usado. Não por acaso que o padrão de engine há anos é InnoDB em vez de MyISAM. A não ser que tenha-se certeza do porque usar MyISAM, em 2014 é melhor usar InnoBD. – Emerson Rocha 17/02/14 às 18:44
  • 1
    no seu caso é innodb a solução... muitos inserts em uma unica tabela que tem leitura constante.. – BrenoZan 17/02/14 às 18:48
1

Tem dois tipos de impacto, o durante a migração e o após durante o uso.

Impacto durante o uso

Praticamente tudo que o MyISAM faz, o InnoDB faz, em especial se você usar versões mais novas do MySQL ou do MariaDB. Não deve notar diferença significativa, e se sua quantidade de writes é significativa, deve ter uma melhora percepivel.

Não obstante, se você fizer no mesmo servidor que tem o MyISAM, provavelmente vai ter problemas de performance porque seu servidor pode estar otimizado para MyISAM e não InnoDB. Certifique-se de conferir se a performance não sofreu penalidade e, se foi, leve a sério configuração do servidor

Outro ponto é que você vai provavelmetne vai precisar de mais espaço em disco, em especial se tiver muitas chaves primárias e indices.

Impacto durante a migração

Isso vai depender da sua estrutura de dados, mas estamos falando de minutos de downtime, ou mesmo horas. Tudo depende de como é sua estrutura de tabelas e da potência do seu servidor. Teste fora do seu servidor para ver se o tempo de parada é aceitável, e, se não for, leia a respeito de como otimizar o InnoDB para conversão inicial, algumas dicas podem diminuir tempo de 30 horas para 30 minutos em bancos de dados enormes e não otimizados para usar toda memória disponível.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.