25

Por exemplo, em javascript temos o console.log para debugar, descobrir onde estão os erros, etc. E em PHP, quais seriam as melhores maneiras?

  • 1
    Há vários depuradores para PHP prontos a usar. Geralmente, encher tudo de prints não é a melhor solução, seja em PHP seja noutras linguagens. Breakpoints/Watches/etc. são melhores (não sei a tradução para português disto) – luiscubal 16/02/14 às 23:42
  • Eu utilizo o xdebug, e um plugin para utilizá-lo no Sublime Text 3 (adicionar breakpoints, etc). – Calebe Oliveira 17/02/14 às 0:47
  • Pessoal, editei a pergunta para evitar que ela seja fechada por ser baseada em opiniões pessoais. Aos interessados olhem no histórico de edição e, se necessário, melhorem ou revertam alguma alteração – Emerson Rocha 17/02/14 às 4:55
  • Em vez de var_dump, muitas vezes uso: echo '<pre>' . print_r( $variavel, true ) . '</pre>'; – brasofilo 11/04/14 às 17:09
19

Considere usar a função debug_backtrace do PHP, mas somente em desenvolvimento, pois a função tem um grande custo computacional.

Documentação: http://php.net/debug_backtrace


Use assim:

$is_dev = true;

function debug() {
    global $is_dev;

    if ($is_dev) {
        $debug_arr = debug_backtrace(DEBUG_BACKTRACE_IGNORE_ARGS);
        $line = $debug_arr[0]['line'];
        $file = $debug_arr[0]['file'];

        header('Content-Type: text/plain');

        echo "linha: $line\n";
        echo "arquivo: $file\n\n";
        print_r(array('GET' => $_GET, 'POST' => $_POST, 'SERVER' => $_SERVER));
        exit;
    }
}

// ...

if (/* ... */) {
    debug();

    /*
    Nesse ponto, a execução do script será interrompida
    e serão impressos o nº da linha atual, o nome do arquivo e as variáveis
    $_GET, $_POST e $_SERVER
    */
}

Fazendo algumas adaptações para o seu caso, a função fica ótima para debugar o código!

Veja também:

  • Se vai citar essa pergunta, é bom comentar também do debug_print_backtrace. Outro ponto é que console.log de javascript é diferente do debug_backtrace. Um imprime uma variável, enquanto o outro imprime o caminho até aonde ela é executada. Se pelo menos citar esses pontos ganha meu +1 por deixar mais claro sua resposta. – Emerson Rocha 16/02/14 às 23:29
9

Em PHP, o equivalente direto de console.log seria print_r, var_dump e o var_export.

Se tiver o xdebug habilitado, também pode usar o xdebug_var_dump que exibe a saída de modo também pre-formatado e colorido.

Agora, quanto ao melhor modo de debugar? Bem, isso depende de cada caso. Pode ser imprimindo as telas como falei, ou então com uma IDE integrada com xdebug ou equivalente pré-definido e podendo até mesmo setar breakpoints.

Sumário curto, com principais diferenças

  • print_r : mais simples. Não exporta com tipos
  • var_dump: mais detalhado. Exporta tipos. Útil em casos aonde tem valores 0, '', NULL.
  • var_export: parecido com var_dump, porém exporta um código que pode ser reusado novamente no seu Script.

Avançado

Também é possível debugar uma aplicação durante a execução do código. Para isso vai precisar de uma IDE e algum módulo que, quando seu script é executado, permite que qualquer ferramenta que se conecte em uma porta específica possa interagir com seu script.

Responde passo a passo isso é motivo para uma outra pergunta exclusiva, porém uma referência para saber mais sobre isso pode ser visto em Depurando o Código-Fonte do PHP no NetBeans IDE

Ainda que seja o meio mais avançado, ele pode ser complexo de configurar e mais demorado do que testar com print_r e die. Mas é excelente em aplicações mais complexas.

6

Em nós temos o var_dump() que retorna o elemento a ser debugado e todas as suas propriedades.

Mencionando a documentação do php o var_dump() dve ser utilizado assim:

Exemplos

Exemplo #1 Exemplo da var_dump()

<?php
$a = array (1, 2, array ("a", "b", "c"));
var_dump ($a);
?>

O exemplo acima irá imprimir:

/* mostrará:
array(3) {
  [0]=>
  int(1)
  [1]=>
  int(2)
  [2]=>
  array(3) {
    [0]=>
    string(1) "a"
    [1]=>
    string(1) "b"
    [2]=>
    string(1) "c"
  }
}

Exemplo #2 Exemplo da var_dump()

<?php

$b = 3.1;
$c = true;
var_dump($b,$c);

?>

O exemplo acima irá imprimir:

float(3.1)
bool(true)
5

A opção mais prática para realizar debug no PHP é instalar um debbuger como xdebug ou Zend Debugger em conjunto com um IDE (Eclipse, NetBeans, PhpStorm etc) essa combinação permite:

  • Que o código PHP seja pausado a qualquer momento com um breakpoint.

  • Inspeção das das variáveis e seus respectivos valores.

  • É possível fazer profile de desempenho, o que ajuda a detectar de forma eficiente gargalos ou lentidão.

Instalação xdebug

Vá até http://xdebug.org/ baixe a versão especifica do seu php e jogue o arquivo na pasta de extensões (geralmente a ext).

Configuração

Abra o php.ini e adicione as seguintes linhas e reinicie o apache para colocar em vigor as alterações.

[XDebug]
zend_extension = "php_xdebug.dll"
xdebug.remote_handler = "dbgp"
xdebug.remote_host = "localhost"
xdebug.remote_port=9000
xdebug.remote_enable = On

Assim o Xdebug será ativado via demanda, ou seja é necessário informar a query string XDEBUG_SESSION_START em todas as páginas que deseja ativá-lo. Para facilitar o processo existem extensões para o Firefox (xdebug cute) e Chrome (xdebug helper) que fazem esse trabalho.

Caso queira ativar o debug em todas as requisições feitas adicione essa linha:

xdebug.remote_autostart=On
  • A opção xdebug.remote_autostart=On é útil caso esteja testando algo via console. Não testei pra ver se o impacto na performance local é muito grande, porém é bem mais prático :) Mesmo via browser e com o add-on para inserir o cookie enche o saco. – gmsantos 20/09/16 às 22:48
  • @gmsantos ele roda mais lento, se vc usa o phpmyadmin a ide pausa o código até dar 'resume', é meio incômodo. Eu gostei mais dos add-on. – rray 20/09/16 às 23:40
3

Não sei onde você está desenvolvendo, mas se fosse em um sistema Linux seria legal você desabilitar os erros pelo php.ini mudando as chaves expose_php = off e display_erros = off. Assim seu sistema ficaria mais seguro e poderia visualizar os erros no kernel.

Pelo Ubuntu você utilizaria o seguinte comando:

$: tail -f /var/log/apache2/error.log
2

Você pode utilizar uma lib chamada dephpugger. É como o ipdb para python ou o byebug para ruby. Você digita xdebug_break() no seu código e ele para no terminal.

https://github.com/tacnoman/dephpugger

1

Se você quer saber o valor de uma variável, pode apenas utilizar:

die(var_dump($variavel));
1

Coloque esta linha no ponto que vc quer debugar:

echo "TRACE at:".__FILE__.":".__LINE__.":<br\><pre>". debug_string_backtrace()."</pre>"; exit;
  • function debug_string_backtrace() { ob_start(); debug_print_backtrace(); $trace = ob_get_contents(); ob_end_clean(); // Remove first item from backtrace as it's this function which // is redundant. $trace = preg_replace ('/^#0\s+' . FUNCTION . "[^\n]*\n/", '', $trace, 1); // Renumber backtrace items. $trace = preg_replace ('/^#(\d+)/me', '\'#\' . ($1 - 1)', $trace); return $trace; } – Joao Carlos Holland Barcellos 20/09/17 às 11:53
0

Uma estratégia que funciona em quase todos os ambientes é escrevendo um arquivo de log:

<?php
$test = 'My variable value';
file_put_contents('./my-log.txt', 'test='.$test);

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.