5

Estou tendo um problema com os parâmetros em uma função PHP.

Por exemplo:

function exemplo($par1 = 1, $par2 = 2) {
    return $par1 . " - " . $par2;
}

exemplo();        // 1 - 2
exemplo(3);       // 3 - 2
exemplo(3, 4);    // 3 - 4
exemplo(null, 4); //   - 4

Na última chamada, estou tentando passar apenas o segundo parâmetro e manter o primeiro como default, mas não é o que acontece (a variável fica com valor null).

É possível alcançar o comportamento desejado neste caso?

5

Não tem como 'pular' o primeiro parâmetro, mas o que você pode fazer é uma condição para o null ser trabalhado com o parâmetro.

function exemplo( $par1 = 1 , $par2 = 2 )
{
    return ( ! isset( $par1 ) ? 1 : $par1 ) . " - " . $par2;
}

exemplo( null , 4 );

output : 1 - 4

Atualizei a resposta para usar operador ternário em uma linha.

3

O PHP ainda não possui parâmetros nomeados, assim como há no Python, portanto, o que pode ser feito (além das alternativas já mencionadas) é passar um array como parâmetro para a função.

Porém existem certas desvantagens, como os parâmetros disponíveis não são documentados na assinatura, é necessário olhar no código da função para descobrir, outra desvantagem é que requer mais código para implementar, porque o valores padrões devem ser mesclados com os valores indicados na chamada da função.

A implementação inicial dos parâmetros nomeados pode ser visto aqui.

Exemplo:

function exemplo(array $args) {
    $pares = array('par1' => 1, 'par2' => 2);
    $args = array_merge($pares, array_intersect_key($args, $pares));
    list($par1, $par2) = array_values($args);

    return $par1 .' - '. $par2;
}

Utilização:

echo exemplo([]) . "\n";                         // 1 - 2
echo exemplo(['par1' => 3]) . "\n";              // 3 - 2
echo exemplo(['par1' => 3, 'par2' => 4]) . "\n"; // 3 - 4
echo exemplo(['par2' => 4]) . "\n";              // 1 - 4

DEMO

  • Para ficar menos gambistico, php.net/manual/pt_BR/… – Édipo Costa Rebouças 25/04/15 às 14:17
  • 2
    @ÉdipoCostaRebouças Não acho que seja gambiarra, até porque a página do PHP que citei, futuramente pretende adotar uma sintaxe parecida com está, veja a seção Open questions, aproveite e veja também a seção func_* and call_user_func_array. – stderr 25/04/15 às 14:22
  • 1
    Entendi o seu ponto, acho que você poderia citar o named params de forma mais clara na sua resposta, ao invés de usar "este recurso". – Édipo Costa Rebouças 25/04/15 às 14:33
2
function exemplo($par1 = null, $par2 = null) {
    $_par1 = null === $par1 ? 1 : $par1;
    $_par2 = null === $par2 ? 2 : $par2;
    return $_par1 . ' - ' . $_par2;
}

Comportamento consistente se você usar exemplo(null, null)

  • 1
    Se o padrão é $par1 = null, $par2 = null, porque passar exemplo(null, null)? Basta exemplo() ou tirar o default da função exemplo($par1 , $par2 ) – Papa Charlie 24/04/15 às 20:49
  • se o segundo parâmetro for o resultado de uma função, esse comportamento é útil, pois esse resultado pode ser null. – Édipo Costa Rebouças 24/04/15 às 20:54
  • Não quis dizer isso... Sua resposta está correta e mais completa que a minha por sinal, a OBS que fiz foi que a chamada exemplo() já faz uso dos valores padrões sme precisar passar NULL , NULL. – Papa Charlie 24/04/15 às 20:56
  • No comentário eu respondi sua pergunta: "porque passar exemplo(null, null)?". – Édipo Costa Rebouças 24/04/15 às 20:59
2

A melhor maneira de se tratar esse tipo de situação é utilizar a função func_get_args(). A utilização é simples: Você declara a função sem nenhum parâmetro e dentro da função utilize o func_get_args() para coletar os parâmetros passados. Um exemplo seria:

function exemplo() {
   $parametros = func_get_args();
   if(!empty($parametros)) {
       $parametro1 = $parametros[0];
       $parametro2 = $parametros[1];
       ...
       $parametroN = $parametros[N];
   }
}

exemplo();
exemplo('arg1', 'arg2');
exemplo('arg1', 'arg2', ..., 'argn');
1

Olha, não digo que seja o mais correto, porém, sempre que preciso usar parâmetros com valores default, tento deixá-los por último na função, da seguinte forma:

function exemplo ($arg1, $arg2 = null) {
    // Corpo da função
}

Desta forma fica fácil de controlar, parâmetros obrigatórios devem ser passados primeiro, já os que possuem valores default, por último.

As chamadas à função ficariam assim:

exemplo($arg1);
exemplo($arg1, $arg2);

Há uma maneira nova de fazer o que foi proposto, mas como requisito, você deve ter instalado o PHP 5.6 ou superior, que seria:

function somar (...$numeros) {
    $soma = 0;
    foreach ($numeros as $numero) {
        $soma += $numero;
    }
    return $soma;
}

...$numeros - Indica que a função irá ter um número variável de parâmetros, e estes serão armazenados nessa variável do tipo Array

As chamadas à função ficariam assim:

somar(1, 3, 5);
somar(5, 7, 18, 20, 63, 72, 12, 54);
  • Eu sempre deixo os opcionais por último. Quanto aos parâmetros utilizando ... é só utilizar func_get_args... – Oeslei 16/05/15 às 20:51

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.