5

Atualmente muitas linguagem possuem práticas de deploy que automatiza todo o processo, conceito como CI (Continuous Integration).

A cada commit no repositório é sistema de deploy (acredito que o Jenkins ou Capistrano) executa os teste unitário/TDD e se tudo estiver ok ele faz o envio dos arquivos para o servidor.

Minhas duvida é de como é feito o deploy para aplicações em PHP e quais ferramentas são usadas para isso ?

Jenkins e Capistrano. São usados geralmente em Ruby. O Jenkins permite executar teste unitários ou qualquer outros testes e se tudo passar faz o deploy para o servidor. Quem faz o gerenciamento deploy no servidor é o Capistrano, ele mantém os arquivos da ultima release que estava funcionando corretamente e cria um link simbólico para a nova release que foi subido e se caso ocorra alguma falha na nova release o Capistrano volta apontar para o release anterior.

Quero entender como usar o Jenkins e o Capistrano para aplicações em PHP ou ferramentas parecidas.

  • Alguma das respostas satisfez sua duvida? se sim aceite uma das respostas ou explique algum ponto não satisfeito pelas respostas. – Ricardo 2/05/15 às 0:57

2 Respostas 2

1

Eu não entendi o que você quer exatamente, mas há duas ferramentas para isto

  1. Simple PHP Git deploy script:

    Automaticamente faz o deploy do código usando PHP e Git.

  2. Deployer

  3. Conforme o autor solicitou Jekins para PHP

    • Jenkins para PHP: http://jenkins-php.org

      Requerimentos: PHPUnit, PHP_CodeSniffer, PHPLOC, PHP_Depend, PHPMD, PHPCPD e phpDox

Nota: Pelo que li sobre, você pode sim fazer o deploy de aplicativos PHP com ele, praticamente da mesma maneira que faz com aplicativos escritos em Ruby.

  • interessante o deployer. Vc já usou o jenkins e capistrano. São usados geralmente em Ruby. O jenkins permite executar teste unitários ou qualquer outros testes e se tudo passar faz o deploy para o servidor. Quem faz o gerenciamento deploy no servidor é o capistrano, ele mantém os arquivos da ultima release que estava funcionando corretamente e cria um link simbólico para a nova release que foi subido e se caso ocorra alguma falha na nova release o capistrano volta apontar p o release anterior. – Leandro Macedo 22/04/15 às 13:17
  • @LeandroMacedo Não, sou mais do tipo que faço as tarefas na mão. Mas um dia quem sabe eu testo. – Guilherme Nascimento 22/04/15 às 13:22
  • ferramentas de automatizações são uma mão na roda. Ainda mias com os de devOps e CI. Recomendo que aprenda e muito interessante. – Leandro Macedo 22/04/15 às 13:23
  • de curiosidade, que tipo de teste vc costuma fazer para sua aplicações ? – Leandro Macedo 22/04/15 às 13:24
  • @LeandroMacedo Eu realmente faço muitas coisas na mão, eu sou muito focado no desenvolvimento de Classes/códigos para uso de outras ferramentas e não "soluções completas", mas vou estudar isto quando tiver um tempo :) ... Editei a resposta. – Guilherme Nascimento 22/04/15 às 13:33
0

Há um artigo em inglês explicando como deploy é feito com o Git Artigo em inglês, versão em português editada Traduzida e Editada

Trecho do artigo: Repositório local Se você já possui um repositório local, pule para o pŕoximo passo. Tudo começa com a criação de um repositório Git simples: Ferramentas utilizadas durante o processo:

$ mkdir website && cd website
$ git init
Initialized empty Git repository in /home/thiagobelem/website/.git/
$ echo 'Olá, mundo!' > index.html
$ git add index.html
$ git commit -q -m "Iniciando o repositório"

Agora que seu repositório local está pronto, o index.html foi criado e o primeiro commit feito, vamos criar o repositório remoto no ambiente de produção (servidor onde o site está/vai rodar). Repositório remoto Partindo do princípio que o seu site vai rodar em um servidor que você possui acesso SSH facilitado, vamos criar o repositório lá que será uma cópia do servidor local:

$ mkdir website.git && cd website.git
$ git init --bare
Initialized empty Git repository in /home/thiagobelem/website.git/

Agora vamos começar a criar o git-hook que será responsável por copiar todos os arquivos - do repositório bare - para a pasta onde o site vai rodar, no ambiente de produção:

$ cat > hooks/post-receive
#!/bin/sh
GIT_WORK_TREE=/var/www/meusite.com.br git checkout -f
$ chmod +x hooks/post-receive

Veja que primeiro definimos a variável de ambiente GIT_WORK_TREE como a raíz do site e depois executamos um git checkout -f que irá mover os arquivos sem nenhum vestígio do seu repositório Git. Agora é só voltar para a sua máquina e adicionar o repositório remoto:

$ git remote add web ssh://meusite.com.br/home/thiagobelem/website.git
$ git push web +master:refs/heads/master

Atualizando os arquivos À medida que você for trabalhando no site e quiser atualizar o servidor no ar, é so rodar o comando (após fazer o commit):

git push web

Como o foco mudou para o jenkins deixarei alguns links de Tutoriais de utilização do PHP com o Jenkins como complemento.

Git

Deployer

Heroku

  • interessante o deployer. Vc já usou o jenkins e capistrano. São usados geralmente em Ruby. O jenkins permite executar teste unitários ou qualquer outros testes e se tudo passar faz o deploy para o servidor. Quem faz o gerenciamento deploy no servidor é o capistrano, ele mantém os arquivos da ultima release que estava funcionando corretamente e cria um link simbólico para a nova release que foi subido e se caso ocorra alguma falha na nova release o capistrano volta apontar p o release anterior. – Leandro Macedo 22/04/15 às 13:19
  • @LeandroMacedo, conhecia o Jenkins (usado em um projeto java feito na faculdade) mas estou conhecendo agora este Capistrano – Ricardo 22/04/15 às 13:22
  • vi a utilização do Capistrano para aplicações web em Ruby, e de cara me apaixonei. É muito prático e auxilia mto no deploy. Inclusive evite aqla situação de quando estamos subindo novos arquivos do sistema e ele fica inatendível. – Leandro Macedo 22/04/15 às 13:27

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.