10

Já pesquise sobre o assunto, mas sempre acabo ficando confuso. Achei um artigo em inglês que explica muito bem alguns motivos para a existência do tipo e como usa-lo. Segundo esse artigo o tipo serve para representar tamanhos em bytes de objetos, porém sempre vejo em livros e códigos usando o tipo size_t em vários lugares que não representam tamanhos.

Então quando devo usar o size_t e quais vantagens esse uso pode trazer?

0

Na verdade não tem um momento exato que você deve usar o size_t. Por ele ser o mesmo que 'unsigned int' você o ultiliza em qualquer lugar que você utilizaria um 'unsigned int', a unica difereça é que um 'unsigned int' é mais apropriado para tamanhos, pois por se tratar de um unsigned, todos seus valores que seriam negativos vão para o espaço dos valores positivos o que é melhor já que praticamente não se mede tamanho em bytes com valores negativos. E a vantagem de usar o tipo int é que tamanhos em bytes são medidos em numeros inteiros, não em decimais, assim seria inútil usar float ou double.

O size_t foi feito mais especificamente para ser usado como resultado do operador sizeof, mas ele é geralmente usado também para indexação de arrays e contador de loops(for, while) que são operações que geralmente não usam valores negativos ou decimais.

Então basicamente, a vantagem de usar o size_t é a mesma de usar o 'unsigned int' no local apropriado, mas por uma questão de organização, o size_t é mais usado para representar tamanhos, afinal, não faria sentido usa-lo para outros propositos se podemos usar o 'uint32_t' que representa a mesma coisa.

  • std::size_t não é equivalente a unsigned int segundo a especificação: eel.is/c++draft/support.types.layout#3 – Mário Feroldi 16/01 às 19:52
  • Olá @MárioFeroldi, Aparentemente link que você citou está quebrado. De qualquer forma, não sei sei você chegou a consultar mais fontes, mas aparentemente desde as padronizações antigas do C como o ISO/IEC 9899 (C99) link, na maioria das fontes encontradas na internet e até mesmo no código fonte do GCC link o size_t é tratado como um unsigned int. – FelipeDurar 4/02 às 3:14
  • Consegui acessar o link citado, e aparentemente lá esta afirmando a mesma coisa que foi respondido. "The type size_­t is an implementation-defined unsigned integer type that is large enough to contain the size in bytes of any object", ou seja, confirma que size_t é uma implementação definida de unsigned int – FelipeDurar 4/02 às 12:03
  • 1
    Erradíssimo. O que a implementação faz (GCC nesse caso) não é relevante para a padronização. "Unsigned integer" é qualquer tipo não sinalizado inteiro, isto é, pode muito bem ser uint8_t, uint16_t, uint32_t, ou uint64_t. Isso é facilmente provado empiricamente se você testar sizeof(size_t) == sizeof(unsigned int) onde a implementação define size_t como unsigned long long (e.g., maioria das arquiteturas 64 bit). – Mário Feroldi 4/02 às 14:23
  • Por favor, corrija a sua resposta. – Mário Feroldi 4/02 às 14:25
4

Eu uso basicamente em 2 situacoes

1) tamanhos para alocacao

size_t len;
// calcula len
ptr = malloc(len * sizeof *ptr);

2) para indexacao de arrays

for (size_t i = 0; i < sizeof array / sizeof *array; i++) {
    // work with array[i];
}
  • Faço uso semelhante. Geralmente, quando estou interagindo com funções da STL que usam muito size_t. Para garantir que estou utilizando o mesmo tipo e evitar comprarar int e unsigned, por exemplo. – Lucas Lima 4/05/15 às 17:53
3

Segundo esse artigo o tipo serve para representar tamanhos em bytes de objetos

Corretíssimo.

As respostas (até o momento da postagem dessa aqui) estão equivocadas ao dizerem que size_t é equivalente ao primitivo unsigned int.

Primeiro, o parágrafo relevante da padronização é o seguinte:

[support.types.layout]/3

The type size_­t is an implementation-defined unsigned integer type that is large enough to contain the size in bytes of any object ([expr.sizeof]).

As ênfases (minhas) claramente dizem: size_t é um tipo inteiro sem sinal. Em outras palavras, size_t pode muito bem ser equivalente a uint8_t, como também pode ser equivalente a uint64_t, ou outros tipos de característica similar. Portanto, size_t não é garantido de ser equivalente a unsigned int. É permitido, sim, mas é diferente de ser garantido.

Voltando para a pergunta:

[…] porém sempre vejo em livros e códigos usando o tipo size_t em vários lugares que não representam tamanhos.

size_t é normalmente usado pra indexar arranjos (arrays) e fazer contagem em laços (loops). Por quê? Vamos usar um exemplo: ao usar um tipo diferente, como unsigned int, para indexar um arranjo, é possível que a operação de indexação falhe em sistemas 64-bit quando o índice exceder o valor de UINT_MAX, ou se o índice depende de aritmética modular para voltar ao valor zero após incrementar o índice máximo 1.

Mas, mesmo assim, o tipo apropriado pra indexar os contêineres (std::vector, std::string etc) é sempre o membro ::size_type, um typedef que é dado por tais contêineres (std::vector<int>::size_type por exemplo). Normalmente, entretanto, ::size_type é definido como sinônimo de size_t 1. As funções membros size() dos contêineres também retornam um ::size_type.

Por contraste, o tipo ptrdiff_t também pode ser usado para indexação de arranjos, embora seja direcionado para o tipo do valor da diferença de ponteiros (e ::difference_type para diferença de iteradores) 2.

-2

size_t é um typedef para unsigned int. Então qualquer situação que couber seu uso, é válido e você pode usar. Claro que observando os limites máximos para a situação.

Historicamente, essa definição foi feita para indexação de vetores, loops bem como para o resultado da utilização do operador sizeof.

Porém, pode ser compreendido como um tipo qualquer e usado sem problema em qualquer situação que for plausível.

  • Não há em lugar algum na especificação dizendo que size_t é sinônimo de unsigned int. – Mário Feroldi 11/01 às 18:58
  • @MárioFeroldi, aqui está a definição, ela se encontra no header stddef.h. – bpinhosilva 16/01 às 19:40
  • Não, isso é um detalhe de implementação, e não o que a especificação define. Na especificação, std::size_t deve ser capaz de guardar o tamanho máximo de qualquer objeto de qualquer tipo (percebe que linhas depois GCC define como unsigned long). Em sistemas 32bit, por exemplo, std::size_t pode ter 4 bytes (assumindo 1 byte = 8 bits), e em sistemas 64bit, std::size_t pode ter 8 bytes. Mas tudo isso é detalhe de implementação, o que realmente é relevante é o que a especificação diz. – Mário Feroldi 16/01 às 19:46
  • E aqui está o parágrafo relevante: eel.is/c++draft/support.types.layout#3 – Mário Feroldi 16/01 às 19:53
  • Tranquilo, tem a definição mas ele sofre uma ligeira variação dependendo da arquitetura na qual o programa será compilado e executado. A especificação sugere, mas as implementações variam. – bpinhosilva 17/01 às 20:18

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.