4

Estou começando a estudar o Vagrant junto ao Chef e já percebi que ele é ótimo para ambiente de desenvolvimento, facilitando muito a vida quando se é bem configurado, porém ele não monta um ambiente seguro o suficiente para ser reproduzido em produção, pelo menos eu não encontrei formas de deixa-lo seguro em produção ainda. O que quero saber é se é possível e o q devo fazer para manter 100% de semelhança entre meus ambientes de desenvolvimento, teste e produção e ainda desfrutar das facilidades do Vagrant e Chef?

  • Acredito que você tenha que configurar o box para deixa-lo igual a produção, dai o box vc configura como linux mesmo, no arquivo Vagrantfile não sei se vai dar pra colocar todas config. Mas seja mais especifico com o que você quer fazer. – Guerra 14/02/14 às 17:07
  • é que no meu servidor de produção eu usao senha no linux e no mysql, e dou as permissoes necessarias. No caso da senha do linux eu posso troca-la por ssh. No vagrant daria pra eu associar minha chave ssh? pq o vagrant cria uma pasta compartilhada com o hospedeiro e é ae que esta a falha de segurança que impede o uso em produção. Estou correto em afirmar isso? – renatomattos2912 14/02/14 às 18:09
  • Tava pensando aqui, qual é o proposito exato de usar Vagrant na produção? Voces montam muitos servidores por dia? – Guerra 14/02/14 às 20:01
  • nao, sao poucos, o vagrant em producao serviria para duas coisas creio eu. 1 - manter a igualdade do server de desenvovimento, testes e producao e manter a evolucao destes servidores sempre alinha. tudo isso ao alcance de um vagrant up – renatomattos2912 14/02/14 às 21:24
  • Eu não consegui ficar satisfeito com o Vagrant para produção. Hoje eu uso vbox, a mesma imagem, faço deploy no servidor local e produção. Faço isso a anos e sinceramente, não mudaria isso por nada. – user314 20/02/14 às 2:22
1

Sinceramente, eu acho que o uso do vagrant e mais para homomlogação, tendo em vista a questão da segurança, organização (particionamento de disco) da so, hardering e o uso da virtualização (bare metal) como o provider do virtualbox. Eu como sysadmin, uso mais para gerar um simulação do cenário de produção, rodando via vagrant 3-6 vms com diferentes sistemas operacionais como está em produção, de acordo com o projeto. Aí posso alterar algum quesito, seja na interconexão, ou versões e etc, que sei que vai roda em produção, e para fazer o deploy de fato em produção, uso o docker. Assim, na so em homologação pelo vagrant, usamos o docker que isola somente a aplicação ( o filé ) e jogar para o servidor em produção sem nenhuma problema de compatibilidade.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.