2

consegui achar um script que salva um arquivo texto (client-side). link de acesso: http://thiscouldbebetter.neocities.org/texteditor.html

A dúvida: digamos que eu "printe" isso na caixa de texto e mande salvar, como salvar o arquivo exatamente identado assim:

gostaria de imprimir no arquivo assim, com as linhas "puladas"

    <p class="algo">algumacoisa
    <span class="label" id="label1"><img src="img/img1.png" /></span>
    <span class="sucesso" id="sucesso1"><img src="img/img2.png" /></span></p>
    <textarea  name="justresp1" ></textarea>

quando o arquivo é gerado, ele acaba sendo salvo em uma única linha

    <p class="algo">algumacoisa <span class="label" id="label1"><img src="img/img1.png" /></span>   <span class="sucesso" id="sucesso1"><img src="img/img2.png" /></span></p>       <textarea  name="justresp1" ></textarea>

vocês tem alguma dica?

  • Apenas uma dica, se você clicar com o botão direito nessa página e em Inspecionar Elemento, no final vai ter todo o código javascript do site, incluindo a função que você quer :) – Eduardo Silva 15/04/15 às 19:45
  • eu já tenho o código em mãos, está salvando certinho =). o problema é no arquivo gerado, ele não salva as linhas "puladas", será que há alguma dica para implementar isso? – João 15/04/15 às 19:56
  • Nos meus testes, as quebras de linha são salvas normalmente. Você está usando um input ou textarea? – Guilherme Nagatomo 15/04/15 às 21:21
2

As quebras de linha estão no ficheiro gerado, mas isso não quer dizer que o programa que usas para ler o ficheiro entenda o que lá está.

Um ficheiro pode ser guardado com três tipos de caracteres de controle que representam a terminação de uma linha num documento texto:

  • CR

    Comum nos sistemas operativos Mac, vem de Carriage Return.
    Codificação: 0x0D (13 decimal)

  • LF

    Comum nos sistemas operativos Unix, vem de Line Feed.
    Codificação: 0x0A (10 decimal)

  • CR/LF

    Comum nos sistemas operativos Windows.

Qualquer um dos terminadores de linhas em cima indicados é perfeitamente válido, mas nem todos os programas os entendem, dando origem a que o conteúdo do ficheiro apareça numa só linha.


Solução

A solução passa por fazer uso do terminador de linha que nos convém, onde para o efeito, após lermos o texto a guardar, manipulamos o mesmo para uniformizar os resultados.

Dado que os navegadores utilizam diferentes terminadores de linha uns dos outros: \r ou \n ou \r\n respetivamente, o mais certo parece ser a utilização do terminador de linha adequado para o sistema operativo do utilizador.

Assim sendo, fica um exemplo em baixo para testarmos e realizar um simples teste de digitar duas ou mais linhas de texto e clicar num botão.

O que vai acontecer é:

  • Ler o valor da textarea;
  • Separar o texto para uma matriz onde cada entrada é uma linha lida, recorrendo a uma expressão regular que procurar pelos 3 possíveis terminadores de linha;
  • Voltar a juntar o texto com o terminador de linha adequado para o sistema operativo detetado:

    Fazemos uso das informações fornecidas pela propriedade navigator.appVersion e tentamos localizar um indicador do sistema operativo para devolver o terminador de linha correspondente:

    function qualOS() {
      var x = "\r\n";
      if (navigator.appVersion.indexOf("Win") != -1) x = '\r\n';
      if (navigator.appVersion.indexOf("Mac") != -1) x = '\r';
      if (navigator.appVersion.indexOf("X11") != -1) x = '\n';
      if (navigator.appVersion.indexOf("Linux") != -1) x = '\n';
      return x;
    }
    
  • Disparar um alerta para vermos o texto.


Exemplo

function qualOS() {
  var x = "\r\n";
  if (navigator.appVersion.indexOf("Win") != -1) x = '\r\n';
  if (navigator.appVersion.indexOf("Mac") != -1) x = '\r';
  if (navigator.appVersion.indexOf("X11") != -1) x = '\n';
  if (navigator.appVersion.indexOf("Linux") != -1) x = '\n';
  return x;
}

function testar() {

  var texto = document.getElementById("texto").value;

  var linhas = texto.split(/\r\n|\r|\n/g);

  var textoFinal = linhas.join(qualOS());

  alert(textoFinal);
}
textarea {
  width: 400px;
  height: 200px;
}
<textarea id="texto"></textarea>
<p>
  <button onclick="testar()">testar</button>
</p>

Este código, no teu caso, será para ser aplicado entre a leitura do valor da textarea e o gerar do blob:

function saveTextAsFile() {

  var textToWrite = document.getElementById("inputTextToSave").value;

  // aqui, fazer aqui a verificação e conversão do terminado de linha

  var textFileAsBlob = new Blob([textToWrite], {type:'text/plain'});

  // ...
}
1

De acordo com um comentário do próprio autor do script que você linkou:

Tradução:

As quebras de linha ainda estão lá, mas estão formatadas em estilo Unix, e não em estilo Windows. O Unix usa apenas o caractere linefeed para codificar quebras de linha, que normalmente aparece como \n. O Windows, por outro lado, carriage return e linefeed para codificar quebras de linhas, que são representados como \r\n. Então, para salvar no estilo Windows, você provavelmente vai precisar de algo como:

textToWrite = textToWrite.replace(“\n”, “\r\n”);

Alternativamente, você pode abrir os arquivos salvos em um programa que entende o estilo Unix, como Notepad++.

Original:

The line breaks are still there, but they’re Unix-formatted rather than Windows-formatted. Unix uses just the “linefeed” control character to encode line breaks, which is commonly encoded as \n. Windows, on the other hand, uses a carriage return AND a line feed to encode line breaks, which is represented like this: \r\n. So in order to save the file with Windows-style line breaks, you’ll need to add something like:

textToWrite = textToWrite.replace(“\n”, “\r\n”);

Alternately, you could open the saved text file with a program that understands Linux-style line breaks, like Notepad++.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.