9

Qual a diferença de usar a anotação @PostConstruct ao invés de utilizar método construtor e suas vantagens? Pergunto baseada nessas duas versões da mesma classe que só se diferenciam por essa anotação.

Antes

@Repository
public class OldValidacaoDAO {

    MongoCollection mongoCollection;

    public OldValidacaoDAO() {
        this.mongoCollection = DBSingleton.getJongo().getCollection("validacao_validacoes");
    }
}

Depois

@Repository
public class ValidacaoDAO {

    MongoCollection mongoCollection;

    @PostConstruct
    public void init(){
        this.mongoCollection = DBSingleton.getJongo().getCollection("validacao_validacoes");
    }

}
5

Ao usar frameworks que gerenciam o ciclo de vida de suas classes, como é o caso do Spring, é sempre importante entender que uma instância gerenciada pelo framework não é uma instância qualquer.

Uma instância gerenciada pelo Spring é chamda de Spring Bean e não é um objeto comum. Ele agora tem superpoderes.

Instância Comum vs. Spring Bean

Considere a seguinte classe:

@Service
public class MeuServico {

    @Autowired MeuDao meuDao;

    public void acao() {
       meuDao.atualizarBanco();
    }

}

O que acontece se você criar a classe manualmente?

MeuServico meuServico = new MeuServico();
meuServico.acao();

O resultado será um NullPonterException na linha meuDao.atualizarBanco(), pois o atributo meuDao estará nulo.

Um objeto normal não é gerenciado pelo Spring.

Então, sempre que usar um Spring Bean você deve deixar o Spring lhe entregar a instância, seja através de uma anotação, injeção através de XML, etc.

Construtor vs. Pós-Construtor

Quando o Spring inicia o contexto (Spring Context), que contém todos os beans, ele cria instâncias dos beans anotados ou declarados na configuração, processa as anotações, injeta as dependências e algumas coisas a mais.

Após inicializar corretamente tudo, ele chama o método que esteja anotado com @PostConstruct.

Note que no momento que a instância é criada, não há nada injetado ou inicializado.

Portanto, o código abaixo também resultaria em um NullPointerException:

@Service
public class MeuServico {

    @Autowired MeuDao meuDao;

    public MeuServico() {
       meuDao.iniciarAlgumaCoisaNoBanco();
    }

}

Veja, o Spring não conseguirá injetar meuDao antes de instanciar a classe. Portanto em qualquer framework não é possível injetar a dependência ou fazer qualquer outra coisa na classe antes de chamar algum construtor.

A solução é usar o pós-construtor, que permite então executar alguma ação logo após a inicialização do Spring, porém antes do sistema executar alguma ação do usuário.

  • 1
    Esta edição sugerida na sua resposta, que a meu ver estava correta, foi rejeitada. Acho que é algo pertinente a levar ao meta, não acha? pt.stackoverflow.com/review/suggested-edits/28277 – Victor Stafusa 15/04/15 às 10:12
  • Não entendi o motivo de uma classe denominada serviço ser repositório. – Daniela Morais 15/04/15 às 11:55
  • @DanielaMarquesdeMorais Na minha opinião a sua edição era válida e foi rejeitada de forma injusta. O serviço deveria ter @Service e o repositório @Repository. – Victor Stafusa 15/04/15 às 13:18
  • @DanielaMarquesdeMorais A edição estava correta. A anotação antiga foi uma confusão minha porque a princípio copiei o seu código da pergunta, mas depois resolvi modificar para melhorar o exemplo e esqueci de atualizar a anotação. – utluiz 15/04/15 às 14:29
  • @VictorStafusa as edições não podem alterar o sentido da resposta do autor. Nesse caso o melhor é deixar comentário. O autor pode ter ideia diferente da sua. Essa edição está a ser discutida no meta: meta.pt.stackoverflow.com/questions/2651/… – Jorge B. 15/04/15 às 16:38

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.