5

Qual algorítimo usado para garantir um único session_id()? Queria saber como é a criação e a verificação para garantir que tal ID não colida com outro já existente?

Preciso criar alguns hashes, mas tenho receio de que uma hora duas ou mais entradas possam criar o mesmo hash.

2

O comportamento padrão do PHP é utilizar o hash md5 ou sha1 de alguns valores obtidos no momento da geração do ID:

  • IP do cliente;
  • Horário atual;
  • Número aleatório qualquer (pode ser fornecido por um PRNG do SO, como /dev/urandom).

É possível haver colisão? Sim! Como se é conhecido, tanto o MD5 quanto o SHA1 são inseguros. Mas o objetivo é simplesmente tornar computacionalmente caro ataques de força bruta. Tanto que no caso do PHP, não há qualquer tratamento de colisão.

No caso de implementar uma estrutura de dados que objetive a busca rápida de valores (como Hash Table), este não é o melhor jeito. Deve-se considerar apenas o dado propriamente dito no Hash. Do contrário, você não irá conseguir recuperar seus dados.

A implementação de tratamento de colisão é obrigatória na maioria dos casos, cabendo a você decidir qual das implementações utilizar. O algortímo de tratamento de colisão pode ou não ser adequado de acordo com a natureza das operações que serão realizadas.

Possível Tratamento de Colisão no PHP

No caso do PHP, acredito que simplesmente gerar novamente um novo hash, seja o suficiente. Isto funciona pois apesar do IP do cliente continuar igual, o número aleatório com certeza (bom... espera-se, né?) irá mudar, e o horário provavelmente irá mudar também. Então não vejo motivo em repetir o procedimento até que uma colisão não ocorra.

Não vou discutir a colisão no caso de dados pois acredito não ser do domínio do questionamento.

  • Eu não sabia que o PHP não tratava colisão. O problema é ter um campo UNIQUE e em algum momento colidir o HASH. Qual seria o 'tratamento' pro caso? – Papa Charlie 4/04/15 às 18:24
  • 1
    Editei a resposta. – Vinícius Gobbo A. de Oliveira 4/04/15 às 18:35
  • Quando você diz "PHP não trata essa colisão" você se refere à manipulação das sessions? – Papa Charlie 4/04/15 às 20:51
  • Exatamente. Se o PHP gerar dois ID's de sessão iguais, ele não vai saber, e a sessão será compartilhada pelos dois clientes. Isso pode gerar problemas de todos os tipos, dependendo da sua aplicação (digamos que isso é o inferno para aplicações bancárias e e-commerces). – Vinícius Gobbo A. de Oliveira 4/04/15 às 22:11
  • Tem alguma referência pra leitura? Esse é o tipo de falha catastrófica. – Papa Charlie 4/04/15 às 22:37
2

Para ver como o identificador é gerado, basta olhar no código, basicamente ele é baseado em MD5 por padrão, mas pode ser SHA1 ou outra.

Outros ingredientes:

  • Endereço IP do cliente - L298.
  • Horário atual - L300
  • Um gerador de número aleatório - PRNG - L349
    • Se o sistema operacional tiver uma fonte aleatória específico do sistema operacional, o mesmo é usado, por exemplo /dev/urandom - L815
  • O meu PHPSESSID gera uma string de 26, e usando MD5 gera uma string de 32. Sendo criado com base em MD5 não deveria manter o comprimento da string? – Papa Charlie 4/04/15 às 18:20
  • @PapaCharlie Interessante. Segundo essa resposta do SO, essa característica vai depender do manipulador de sessão usado, e segundo essa thread do sitepoint, o comprimento é de 32 caracteres no PHP 5.2, já no 5.3, é de 26. Estou procurando mais para saber se isso é verdade mesmo. =) – stderr 4/04/15 às 19:36
  • Aqui é 5.4.28 e não alterei nenhuma config da session. Hipoteticamente; monta-se um sistema esperando um SESSIONID baseado em HASH com comprimento de 32, e quando vai executar são só 26. PHP sempre surpreendendo. – Papa Charlie 4/04/15 às 20:44
2

Eu geralmente utilizo o IP do usuário ($_SERVER["REMOTE_ADDR"]) com o timestamp em segundos do momento da criação da sessão utilizando a função time() juntamente com alguma palavra chave, tudo isso converto pra md5 (md5()) ou sha1 (sha1()) e crio a minha hash!

Para uma mais precisa ainda, pode utilizar a função microtime() que retorna o tempo em microsegundos, o que torna mais difícil (talvez impossível) existir uma hash igual, principalmente concatenando com o ip.

Espero que ajude.

Abraços

  • Na verdade eu tenho uma sequencia numérica baseada no TS junto com 10 numeroa aleatórios, mas usar md5 acaba criando a possibilidade de colisão. Por isso queria saber a garantia da SESSION. Mas valeu pela resposta. – Papa Charlie 4/04/15 às 18:16
  • @PapaCharlie Colisões acidentais de MD5 são muito improváveis (ao passo que colisões intencionais, i.e. maliciosas, são relativamente simples de produzir), desde é claro que os dados hashedos sejam distintos (essa que é a parte difícil). – mgibsonbr 4/04/15 às 20:30
  • @mgibsonbr Lei de Murphy... muito improvável quer dizer que vai acontecer (rs). Se houver colisão não vou poder contornar o problema... – Papa Charlie 4/04/15 às 20:58
  • Um UUID aleatório possui 122 bits (<16 bytes, metade de um MD5). Se você gerar algumas dezenas de trilhões desses num ano, a chance de uma colisão é mais ou menos a mesma de você ser atingido por um meteorito nesse mesmo período... Não vou dar mais palpite, pois não tenho conhecimento suficiente pra dizer nada com segurança, mas de um modo geral eu afirmo que os hashes de dados distintos também serão distintos, mesmo para um algoritmo "quebrado" como o MD5 (de novo, a menos que essa colisão tenha sido feita propositalmente). – mgibsonbr 4/04/15 às 21:10

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.