-1

Situação

Estou querendo desenvolver esta função

function ve($var, $dieAfter = false){

    $nomeDaVar = ????; 

    echo '<pre>';
    echo '$'.$nomeDaVar." = ";
    var_export($var);
    echo '</pre>';

    if ($dieAfter){
        exit();
    }
}

Em $nomeDaVar quero pegar o nome da variável passada no argumento $var.

Exemplo

function pessoa(){

    $dadosPessoa = array(
        'nome' => 'Guilherme',
        'sobrenome' => 'Lautert'
    );
    ve($dadosPessoa, 1);
}

Resultado desejado

$dadosPessoa = array(
    'nome' => 'Guilherme',
    'sobrenome' => 'Lautert'
)

Testes

debug_backtrace()   // Não me retorna o nome da variável;
func_get_arg(0)     // Não me retorna o nome da variável, apenas o array;
get_defined_vars()  // Me retorna o nome 'var' nao 'dadosPessoa';
$GLOBALS            // Não possui a variável;

Links

  • Esta pergunta tem título similar mas não se aplica : link
  • Esta pergunta tem o mesmo intuito mas não teve o mesmo resultado : link
    • A segunda resposta resolve, mas não me parece prático.
  • Mais uma vez não percebo o -1 da pergunta. – Jorge B. 2/04/15 às 15:54
3

Você não consegue fazer isto e nem existe qualquer motivo para fazê-lo.

Na verdade até poderia ter alguma forma. Desconheço uma especificamente mas como PHP é uma linguagem basicamente interpretada, é possível que exista uma API que permita ter acessoa esta informação, ou em último caso você poderia tentar carregar o próprio fonte do seu script, analisá-lo e achar a informar. Mas não é algo simples e seria ridículo fazer isto.

Se é apenas curiosidade, ela está satisfeita. Se realmente quer usar isto em algo real, repense seu design, algo muito errado está sendo feito.

O que você quer fazer é fácil de resolver, basta criar um parâmetro com o nome da variável passada. Eu sei que você quer evitar isto mas existe um motivo para as variáveis terem escopo e o que você está tentando fazer é justamente passar por cima disto. Funções foram feitas para serem independentes, não precisarem saber nada do que foi usado para chamá-la.

E isto tem um outro problema, você está querendo uma informação que pode nem existir.Eu já falei em alguns lugares que as pessoas se confundem com variáveis e expressões. Uma argumento de uma chamada de função pede uma expressão e não uma variável. Se esta expressão é apenas uma variável, isto é apenas uma coincidência. Qual é o nome da variável se você chamar isto:

function pessoa() {
    ve(array(
        'nome' => 'Guilherme',
        'sobrenome' => 'Lautert'
    ), 1);
}

Coloquei no GitHub para referência futura.

Ou seja, você quer uma informação que nem sequer é o argumento da função. Tem que ir mais longe para obter. E quão longe deve ir?

O máximo que você pode obter de forma mais simples é o nome do parâmetro, mas este você já sabe como conseguir. E na verdade nem precisa, você já sabe qual é ele quando está codificando. Ele não é variável em tempo de execução.

Diferença entre argumento e parâmetro.

Outra solução é fazer a variável ser global, mas por favor, não faça isto em hipótese alguma.

  • De fato @bigown, esqueci-me da questão de escopo, e pensei unicamente em praticidade, a razão do desenvolvimento desta função é testes, então não terá problema passar o segundo parâmetro com nome da variável. Obrigado o senso critico, explicativo. – Guilherme Lautert 2/04/15 às 16:08
0

O melhor que você vai conseguir fazer é dar dinamicamente um nome à variável.

$var1 = "nome";
$var2 = "idade";

$$var1 = "Rafael";
$$var2 = "25";

Assim você pode acessar $nome e $idade que elas existem. Faça o teste:

if ($nome == "Rafael")
{
    echo $var1." = ".$nome;
}

if ($idade == "Rafael")
{
    echo $var2." = ".$idade;
}

Dessa forma você terá acesso aos nome das variáveis. Não vejo outro jeito além desse, desculpe...

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.