6

O código em baixo visa selecionar um registo da base de dados e guardar o mesmo numa variável para posterior utilização dos dados:

#!/bin/bash

dbName='basedados'
dbUser='utilizador'
dbPass='password'

row=$(echo "select file_id, file from catalogue__pdf_file WHERE is_converted='no' ORDER BY file_id DESC LIMIT 0,1" | mysql $dbName -u $dbUser --password=$dbPass)

arr=($row)

O código em cima seleciona um registo e passa o mesmo para a variável row que fica da seguinte forma:

echo $row
# Saída: file_id file 29 ficheiro.jpg

Depois, ao passar o valor da variável row para uma matriz via arr=($row):

echo ${arr[3]}
# Saída: ficheiro.jpg

Pergunta

Para o que foi descrito, o processo está a decorrer de forma eficiente ou o mesmo pode ser simplificado?

3
+50

Para o objectivo que descreves está correcto. Podes no entanto fazer uma pequena alteração, removendo a utilização do echo, caso estejas a usar uma versão suficientemente actual da shell bash que suporte "here strings"

row=$(mysql $dbName -u $dbUser --password=$dbPass <<< "select file_id, file from catalogue__pdf_file WHERE is_converted='no' ORDER BY file_id DESC LIMIT 0,1")

Deixo apenas uma sugestão no que diz respeito aos dados dbName, dbUtilizador, dbPass. Normalmente o que eu faço é guardar esta informação num ficheiro de configuração, ao invés de incluir esta informação no script onde executas o comando. Isto pode ser útil caso, no futuro, tenhas vários scripts que usam as mesmas credenciais e necessites de fazer uma alteração. Desta forma apenas alteras o teu ficheiro de configuração e não um conjunto de scripts individualmente.

Eu guardo os dados no ficheiro ~/.my.cnf com a estrutura.

[client]
user = 'utilizador'
password = 'password'
database= 'basedados'

Desta forma o teu comando ficaria:

row=$(mysql <<< "select file_id, file from catalogue__pdf_file WHERE is_converted='no' ORDER BY file_id DESC LIMIT 0,1")

Caso o script seja usado por mais que um utilizador, podes centralizar esta informação num directório comum e que os vários utilizadores tenham accesso e usar a flag --defaults-file=/path1/path2/ficheiro_configuracao no teu script para indicar a sua localização.

O teu comando ficaria:

row=$(mysql --defaults-file=/path1/path2/ficheiro_configuracao <<< "select file_id, file from catalogue__pdf_file WHERE is_converted='no' ORDER BY file_id DESC LIMIT 0,1")

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.