20

Estava lendo alguns artigos sobre patterns e me bateu uma dúvida nos dois exemplos a seguir. Suponha que eu tenha uma única função que me retorna um elemento por meio do ID enviado como argumento. O primeiro:

var utils = (function(){
    var self = {};

    self.by = function(id){
        return document.getElementById(id);
    };

    return {
        by: self.by
    };
})();

Onde eu poderia chamar a função by da seguinte forma:

utils.by("campoTexto").innerHTML = "Algum Texto";

Agora, um segundo exemplo:

var utils2 = (function(){
    return {
      by: function(id){
          return document.getElementById(id);
      }
    };
})();

Onde eu poderia chamar a função by da seguinte forma:

utils2.by("campoTexto").innerHTML = "Algum Texto";

A minha dúvida é: Qual a diferença entre essas duas implementações? No primeiro, a função é implementada fora do return enquanto na segunda é implementado dentro do return, o que isso muda no código?

var utils = (function(){
    var self = {};
    
    self.by = function(id){
        return document.getElementById(id);
    };
    
    return {
        by: self.by
    };
})();


var utils2 = (function(){
    return {
      by: function(id){
          return document.getElementById(id);
      }
    };
})();

utils.by("a").innerHTML = "Usando 'utils'...";
utils2.by("b").innerHTML = "Usando 'utils2'...";
<p id='a'></p>
<p id='b'></p>

14

Não muda nada no exemplo que você deu... mas pode ser útil em outras situações.

Quando faz diferença?

Isso pode ser necessário caso você queira fazer referência ao objeto self de dentro da função by, sem depender do this... ou então associar o this de forma mais permanente usando bind (e.g. by.bind(self)).

O motivo para tal vantagem é que this pode mudar. Mas se a intenção for usar algo que não mude, então será necessário:

  • usar self dentro de by:

    by: function() { self.qualquerCoisa... ; }
    

    Neste caso, mesmo usando call ou apply para chamar o método by, ainda assim self não seria mudado, ao passo que se usasse this o resultado mudaria.

  • ou então by.bind(self):

    by: (function() { this.qualquerCoisa... ; }).bind(self)
    

    Neste caso, this sempre será igual a self, nem mesmo usando call/apply é possível mudar o comportamento.

Nota: que o this também muda, quando você copia uma referência a uma função de um lugar para o outro, a não só ao usar call/apply:

var utils2 = ...;
myUtils.by = utils2.by;
// o `this` passado para o `by` abaixo, será `myUtils` e não `utils2`
myUtils.by("campoTexto").innerHTML = "Algum Texto";

Porque não muda nada no exemplo da questão?

Como eu disse, no seu exemplo, não tem diferença de um para o outro. Isso se deve ao fato de que nada levará uma referência de self para fora dessa função.

  • self não é enclosed em na função by (não é utilizada numa closure)
  • self não é copiado para o objeto retornado

Isso quer dizer que nada restará de self, pois nenhuma referência restará para ele.

Snippets para testar as possibilidades

// self original será enclausurado e retornado
var modulo = (function() {
    var self = {};
    self.by = function(id) {
        return this === self;
    };
    return self;
})();
escrever(modulo.by()); // true
var outro = { by: modulo.by };
escrever(outro.by()); // false
escrever(modulo.by.call(outro)); // false


// self original será enclausurado, mas não retornado
var modulo = (function() {
    var self = {};
    self.by = function(id) {
        return this === self;
    };
    return {
        by: self.by
    };
})();
escrever(modulo.by()); // false
var outro = { by: modulo.by };
escrever(outro.by()); // false
escrever(modulo.by.call(outro)); // false


// self original será enclausurado, alterado e depois retornado
var modulo = (function() {
    var self = {};
    self.by = function(id) {
        return this === self;
    };
    self = {
        by: self.by
    };
    return self;
})();
escrever(modulo.by()); // true
var outro = { by: modulo.by };
escrever(outro.by()); // false
escrever(modulo.by.call(outro)); // false


// self original será enclausurado em função com bind e retornado
var modulo = (function() {
    var self = {};
    self.by = (function(id) {
        return this === self;
    }).bind(self);
    return self;
})();
escrever(modulo.by()); // true
var outro = { by: modulo.by };
escrever(outro.by()); // true
escrever(modulo.by.call(outro)); // true


// self original será enclausurado em função com bind, mas não retornado
var modulo = (function() {
    var self = {};
    self.by = (function(id) {
        return this === self;
    }).bind(self);
    return {
        by: self.by
    };
})();
escrever(modulo.by()); // true
var outro = { by: modulo.by };
escrever(outro.by()); // true
escrever(modulo.by.call(outro)); // true


// self original será enclausurado em função com bind, alterado e depois retornado
var modulo = (function() {
    var self = {};
    self.by = (function(id) {
        return this === self;
    }).bind(self);
    self = {
        by: self.by
    };
    return self;
})();
escrever(modulo.by()); // false
var outro = { by: modulo.by };
escrever(outro.by()); // false
escrever(modulo.by.call(outro)); // false


function escrever(valor) {
    document.write(valor+"<br/>");
}

  • 1
    Que nó na minha pobre cabecinha... – Jorge B. 27/03/15 às 16:31
  • 2
    Exatamente. O motivo para tal vantagem é que this pode mudar. Mas se a intenção for usar algo que não mude, então será necessário usar self dentro de by, ou então by.bind(self). – Miguel Angelo 27/03/15 às 16:48
  • 1
    Copiei meu comentário anterior para a resposta em si, e dei uma organizada... agora acho que ficou melhor. – Miguel Angelo 27/03/15 às 16:57
  • 1
    Quando se usa (por exemplo) self dentro do corpo de by, isso se chama closure. O significado em portugês é "clausura", e se deve ao fato de a função aprisionar a variável dentro dela, mesmo que saia do contexto em que foi declarada, a variável permanece dentro da função. – Miguel Angelo 27/03/15 às 19:28
  • 1
    No primeiro caso self pode ser diferente de this. Se by fosse definido assim: function(){return self===this;} o resultado poderia ser falso, dependendo da forma que a função vá ser utilizada (e.g. utils2.by() // this == utils, logo this != self). Por outro lado, se usar bind, ai sim, nunca será diferente. Se by for definido como (function(){return self===this;}).bind(self) o resultado sempre seria positivo (caso a variável enclausurada não fosse redefinida, tipo self={novaDefinicao:"self redefinido"}). – Miguel Angelo 27/03/15 às 19:35

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.