3

Acabo de ver um código (função) na internet com a sintaxe const &variable. Segundo o que eu li na documentação oficial, meses atrás, uma referência é equivalente à declarar:

type foo(const * variable) {

Logo pensei que usar const para referência era algo redundante. Mas pesquisando por "const reference" na internet, vejo que muitas pessoas o fazem. Sendo assim, qual seria a diferença entre usar ou não o const para referências em C++?

1

1 Resposta 1

5

Referências podem ser comparadas a ponteiros constantes, e não a ponteiros a valores constantes. Perceba a diferença. Sobre as diferenças entre ponteiros e referências, sugiro ler aqui.

Desse modo, uma referência (”normal”) permite que o valor original seja modificado. Uma referência constante, todavia, não permite que o valor original seja modificado — é como se fosse uma janela read-only.

Essa diferença é de fato importante em algumas situações. Por exemplo, se você vê uma referência constante numa assinatura qualquer, é certo que a função não modificará o valor que você passou. Claro que dá para burlar isso, mas de modo geral não deve acontecer.

De modo geral, vale a pena sempre declarar as referências como constante. Assim você evita modificar o valor por engano. Se a função precisa modificar o valor, use a referência normal, que permite tal mutabilidade.

Exemplos:

void test_ref(int& my_ref) {
    my_ref++; // Irá modificar o valor original.
}

void test_const_ref(const int& my_ref) {
    my_ref++;
//  ^^^^^^
//  (error) expression must be a modifiable lvalue
}

Há quem compare referências constantes com a clássica passagem por valor, pela qual há cópia e portanto não há possibilidade de se modificar o valor original. Só que sem a cópia. :)

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.