-1

Tenho 3000 arquivos txt, com informações de 5 postos de observação. Cada txt corresponde a uma data. Gostaria que quando eu lesse e juntasse os txts o nome do arquivo constasse na linha de cada posto. Estou usando o R.library(dplyr)

por enquanto só consegui fazer a junção dos txts:

lista <- list.files(pattern = "txt")

arquivos <- lapply(lista, function(x) read.table(x, header=FALSE, sep = "\t", quote = "\"",dec = ",", na.strings = FALSE, strip.white = TRUE, blank.lines.skip = TRUE))

dados <- do.call ("rbind",arquivos )

No final meus dados estão saindo organizados assim:

1 PSATFZA -26.00 -51.65 16.73

2 PSATJSG -25.78 -52.00 13.16

3 PSATSCX -25.53 -53.48 12.18

4 PSATSCL -25.49 -51.74 28.52

5 PSATUVT -26.23 -51.08 20.7

...

queria que no lugar do número da linha aparecesse o nome do arquivo da onde veio essa informação. Alguma ideia?

1
  • Não sei se quer names(arquivos) <- lista. 10/05 às 19:02

2 Respostas 2

1

Duas opções, usando data.table ou tidyverse. Como nomes de linhas precisam ser únicos, melhor incluir os nomes dos arquivos em uma coluna. Usei nomes diferentes para os objetos para maior clareza.

# Arquivos de exemplo
for(i in 1:3) write.table(mtcars[1:2, 1:4], paste0("arq", i, ".txt"),
                          col.names = FALSE, row.names = FALSE, sep = "\t")

nomes.arquivos <- list.files(pattern = "^arq..txt$")

data.table

library(data.table)

lista.dados <- lapply(nomes.arquivos, fread)
# data.table::fread detecta automaticamente separador e presença de cabeçalho

names(lista.dados) <- nomes.arquivos

dados <- rbindlist(lista.dados, idcol = "arquivo")

dados
#>     arquivo V1 V2  V3  V4
#> 1: arq1.txt 21  6 160 110
#> 2: arq1.txt 21  6 160 110
#> 3: arq2.txt 21  6 160 110
#> 4: arq2.txt 21  6 160 110
#> 5: arq3.txt 21  6 160 110
#> 6: arq3.txt 21  6 160 110

tidyverse

library(tibble)
library(purrr)

lista.dados <- lapply(nomes.arquivos, read.table, sep = "\t")

names(lista.dados) <- nomes.arquivos

dados <- map_df(lista.dados, as_tibble_col, .id = "arquivo")

dados
#> # A tibble: 6 × 2
#>   arquivo  value$V1   $V2   $V3   $V4
#>   <chr>       <int> <int> <int> <int>
#> 1 arq1.txt       21     6   160   110
#> 2 arq1.txt       21     6   160   110
#> 3 arq2.txt       21     6   160   110
#> 4 arq2.txt       21     6   160   110
#> 5 arq3.txt       21     6   160   110
#> 6 arq3.txt       21     6   160   110
1
library(tidyverse)
library(rio)

A função import_list() do pacote rio() traz, por padrão, uma coluna que indica de qual arquivo veio o dado.

Criei dois arquivos txt para utilizar como exemplo:

file.create("arquivo_A.txt")
file.create("arquivo_B.txt")

E os preenchi com alguns dados:


cat("1 PSATFZA -26.00 -51.65 16.73\n2 PSATJSG -25.78 -52.00 13.16\n3 PSATSCX -25.53 -53.48 12.18\n4 PSATSCL -25.49 -51.74 28.52\n5 PSATUVT -26.23 -51.08 20.7", 
file = "arquivo_A.txt")

cat("1 XXXXXXX -26.00 -51.65 16.73\n2 YYYYYYY -25.78 -52.00 13.16\n3 ZZZZZZZ -25.53 -53.48 12.18\n4 WWWWWWW -25.49 -51.74 28.52\n5 TTTTTTT -26.23 -51.08 20.7", 
    file = "arquivo_B.txt")

Usando a função import_list():

import_list(dir(path = "DIRETORIO DE TRABALHO",
                  pattern = ".txt"), 
              rbind = T,
              setclass = "tibble")

Com a função dir() você:

  • informa no argumento path = o diretório onde os arquivos estão;
  • e no argumento pattern = o padrão dos arquivos, que neste caso é qualquer arquivo que contenha ".txt".

E na função import_list() você especifica que quer fazer o bind das linhas e, se preferir já define que tudo seja arrumado em uma tibble.

Resultado:

# A tibble: 10 x 6
      V1 V2         V3    V4    V5 `_file`      
   <int> <chr>   <dbl> <dbl> <dbl> <chr>        
 1     1 PSATFZA -26   -51.6  16.7 arquivo_A.txt
 2     2 PSATJSG -25.8 -52    13.2 arquivo_A.txt
 3     3 PSATSCX -25.5 -53.5  12.2 arquivo_A.txt
 4     4 PSATSCL -25.5 -51.7  28.5 arquivo_A.txt
 5     5 PSATUVT -26.2 -51.1  20.7 arquivo_A.txt
 6     1 XXXXXXX -26   -51.6  16.7 arquivo_B.txt
 7     2 YYYYYYY -25.8 -52    13.2 arquivo_B.txt
 8     3 ZZZZZZZ -25.5 -53.5  12.2 arquivo_B.txt
 9     4 WWWWWWW -25.5 -51.7  28.5 arquivo_B.txt
10     5 TTTTTTT -26.2 -51.1  20.7 arquivo_B.txt

Observe que a própria função criou uma coluna chamada _file que indica o arquivo de origem do dado.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.