-1

Preciso resolver um exercício proposto em que as vogais sejam armazenadas pro vetores. Sou iniciante, e não entendi pq a tela de execução não mostra os valores. Utilizando apenas C por enquanto.

int main (int argc, char**argv){

char vogal[TAM];
int cont;

vogal[0] = 'a';
vogal[1] = 'e';
vogal[2] = 'i';
vogal[3] = 'o';
vogal[4] = 'u';


/*Lendo */
printf("\n\n\t Mostrando os valores dos vetores \n");
printf("\n Posição 0: %s",vogal[0]);
printf("\n Posição 1: %s",vogal[1]);
printf("\n Posição 2: %s",vogal[2]);
printf("\n Posição 2: %s",vogal[3]);
printf("\n Posição 2: %s",vogal[4]);
}
0

2 Respostas 2

2

Observação 1:

A primeira coisa que tem que ser observada no código da pergunta é a falta de indentação.
Veja aqui Qual é a importância de indentar o código?:

A identação é um recurso fundamental para a legibilidade de um código, pois adiciona informação importante, do tipo: qual bloco de código pertence a uma função ou método

Observação 2:

O identificador TAM não foi declarado por conveniência vou declarar como > uma macro:

#define TAM 5 

Veja em Quando usar const e quando usar #define?:
Esse tipo de declaração é apenas um texto sendo substituído por outro sem nenhum tipo de verificação. Em geral deve ser evitado sempre que possível. Mas há casos úteis.

Observação 3:

A variável não inicializada int cont; foi declara e não é utilizada em porção alguma do exemplo da pergunta. Então sua menção foi suprimida dessa resposta.

Solução:

São dois os problemas com o seu código:

  1. A declaração do array char vogal[TAM]; não foi devidamente inicializado. Faltou reservar espaço para o terminador de string \0.
  2. O especificador formato especificado para imprimir nas linhas printf("\n Posição 0: %s",vogal[n]);, onde n é um número no intervalo [0,5[, não é adequado para o tipo do argumento.

Também pode ser melhorada a impressão, ao invés de imprimir um caractere por linha pode ser usado um laço de iteração for para simplificar a tarefa.

Uma solução rápida seria inicializar explicitamente o array vogal e iterar por seus caracteres, os imprimindo com o especificador de formato %c , até encontrar um terminador de string:

#include <stdio.h>
#define TAM 5                                             //define a macro TAM como 5.

int main (int argc, char**argv){

  char vogal[TAM + 1] = "aeiou";                          //declara o array vogal e o inicia explicitamente alocando um espaço extra para o terminador \0.
    
  printf("\n\n\t Mostrando os valores dos vetores \n");
  for(int i = 0; vogal[i] != '\0'; i++){                  //Para i incrementando enquanto vogal[i] não for o terminador de string...
    printf("\n Posição %d: %c", i, vogal[i]);             //...imprime posição e a vogal.
  }
}

Essa solução a baixo também é simples mas pode mascarar um erro com a inicialização da strings, pois a solução funciona mesmo que a string tenha sido declarada sem o terminador de strings...

#include <stdio.h>
#define TAM 5

int main (int argc, char**argv){

  char vogal[TAM + 1] = "aeiou";  
    
  printf("\n\n\t Mostrando os valores dos vetores \n");
  for(int i = 0; i < TAM; i++){                         //Para i incrementando de 0 a TAM....
    printf("\n Posição %d: %c", i, vogal[i]);           //...imprime posição e a vogal.
  }
}

...veja o exemplo abaixo que força uma declaração equivocada de string simulando o esquecimento do terminador \0.

/******************************************************************/
/*  AVISO: Esse fragmento possui um erro propositalmente embutido */
/******************************************************************/
#include <stdio.h>
#define TAM 5

int main (int argc, char**argv){

  char vogal[TAM] = "aeiou";                            //Aqui a string foi declarada sem o espaço destinado ao terminador de strings.
    
  printf("\n\n\t Mostrando os valores dos vetores \n");
  for(int i = 0; i < TAM; i++){                         //Esse trecho de código irá funcionar normalmente.
    printf("\n Posição %d: %c", i, vogal[i]);
  }

  printf("Texto: %s", vogal);                           //Aqui será gerado um erro de impressão.
}

/* Resultado do código a cima
     Mostrando os valores dos vetores 

 Posição 0: a
 Posição 1: e
 Posição 2: i
 Posição 3: o
 Posição 4: uTexto: aeiouHE�9 <--Aqui o erro de impressão gerado pela ausência do terminador de string.
*/

Mas o por que dessas soluções?

Como inicializar arrays de caracteres.

Uma coisa que deve ser dita é que em C não existe o tipo string, C só trabalha com um array de caracteres o array não inclui o seu tamanho, única forma de identificar o fim de string em C é usar o terminador \0. Então quando declarar um array lembre-se de adicionar espaço para o terminador. Mais informações nessa resposta

São duas formas de inicializar o array. Uma forma de inicialização é implícita e a outra forma de inicialização explicita.

Inicialização implícita de arrays:
Inicialização implica é aquela onde a variável é declarada mas nenhum valor inicial é atribuído, é o mesmo tipo de inicialização que usou na pergunta.

//Inicialização de valores implícitos do array vogal[].
char vogal[TAM];       //Não é possível afirmar que todos os compiladores irão iniciar com string vazia {`\0`, `\0`, `\0`, `\0`, `\0`, `\0`}

Na maioria das linguagens nesse tipo de inicialização as variáveis recebem um valor na falta(zero, string vazia), mas em C esse tipo de inicialização deve ser evitado pois não é definido um comportamento padronizado então em alguns compiladores sim terá uma string vazia noutros poderá receber uma string contendo resíduo de memória.

Inicialização explicita de arrays:
Ao inicializar um objeto do tipo array, o inicializador pode ser uma string literal ou ser uma lista de elementos delimitada por chaves.

//Inicializando o array vogal[] com uma string literal... 
char vogal[TAM + 1] = "aeiou";                   //{'a', 'e', 'i', 'o', 'u', '\0'}

//Inicializando o array vogal[] com uma lista de caracteres... 
char vogal[TAM + 1] = {'a', 'e', 'i', 'o', 'u'}; //{'a', 'e', 'i', 'o', 'u', '\0'}

A partir do C versão 99 também é possível inicializar um array com uma lista contendo designadores de indices junto aos elementos:

//Inicializando o array vogal[] com uma lista de caracteres usando designadores de índices...
char vogal[TAM + 1] = { [4]='u', [2]='i', [0]='a', [3]='o', [1]='e'}; //{'a', 'e', 'i', 'o', 'u', '\0'}
//Na falta de designadores a inicialização continua em ordem, começando com o próximo elemento após o descrito pelo designador.
char vogal[TAM + 1] = { [4]='u', [0]='a', 'e', 'i', 'o'};             //{'a', 'e', 'i', 'o', 'u', '\0'}

Também é possível inicializar um array com uma string vazia para posterior modificação:

//Inicializando o array vogal[5] com uma string vazia...
char vogal[TAM+1] = "";       //{`\0`, `\0`, `\0`, `\0`, `\0`, `\0`}

vogal[0] = 'a';
vogal[1] = 'e';
vogal[2] = 'i';
vogal[3] = 'o';
vogal[4] = 'u';

Imprimindo arrays e caracteres.

A função int printf( const char * formato, ... ); imprime os dados formatados para fluxo de saída stdout. printf() grava a string apontada pelo parâmetro formato na saída padrão, se formato incluir especificadores de formato(substrings que começam com %), os argumentos adicionais após formato são formatados e inseridos na string resultante substituindo seus respectivos especificadores.

Tabela de formatadores de printf:

especificador Saída Exemplo
d ou i Número inteiro decimal assinado 392
u Número inteiro decimal sem sinal 7235
o Octal não assinado 610
x Inteiro hexadecimal não assinado 7fa
X Inteiro hexadecimal não assinado (maiúsculas) 7FA
f Ponto flutuante decimal, minúsculo 392,65
F Ponto flutuante decimal, maiúsculo 392,65
e Notação científica (mantissa/expoente), minúscula 3,9265e+2
E Notação científica (mantissa/expoente), maiúscula 3,9265E+2
g Use a representação mais curta: %e ou %f 392,65
G Use a representação mais curta: %E ou %F 392,65
a Ponto flutuante hexadecimal, minúsculo -0xc.90fep-2
A Ponto flutuante hexadecimal, maiúscula -0XC.90FEP-2
c Caractere a
s Cadeia de caracteres amostra
p Endereço do ponteiro b8000000
n Nada impresso.
% Um % seguido por outro caractere % gravará um único % no fluxo. %

Fonte: www.cplusplus.com

Então segundo essa tabela:

  • quando quiser imprimir apenas um caractere use o especificador de formato %c.
  • quando quiser imprimir sequencia de caracteres(string) use o especificador de formato %s.

Adendo.

Considerando a hipótese de que ainda não possa usar o laço for e o exercício exija que seja configurado individualmente cada caractere do array ainda tem a solução a seguir, mesmo sendo prolixa funciona.

#include <stdio.h>
#define TAM 5

int main (int argc, char**argv){

  char vogal[TAM + 1] = "";                              //Declara a string vazia reservando um espaço para o terminador.
  vogal[0] = 'a';
  vogal[1] = 'e';
  vogal[2] = 'i';
  vogal[3] = 'o';
  vogal[4] = 'u';
    
  printf("\n\n\t Mostrando os valores dos vetores \n");
  printf("\n Posição 0: %c",vogal[0]);                   //Imprimeo caractere usando especificador de formato %c.
  printf("\n Posição 1: %c",vogal[1]);
  printf("\n Posição 2: %c",vogal[2]);
  printf("\n Posição 3: %c",vogal[3]);
  printf("\n Posição 4: %c",vogal[4]);
}
1
  • Olá, Muito obrigado pela ajuda!!! Consegui entender de forma objetiva onde eu estava tendo dificuldade graças a isso. Muito Agradecido. Commented 29/04/2022 às 23:27
0

Acredito que o principal problema no seu caso foi utilizar na função printf o especificador de formato %s que é o adequado para imprimir variáveis do tipo vetor de caracteres e não para um único caracter de cada vez como é o caso. Para imprimir o tipo char o correto é utilizar o especificador %c.

Restringindo o escopo do problema à impressão de variáveis do tipo char com a função printf, resolvemos o problema utilizando %c ao invés de %s como no exemplo abaixo:

#include <stdio.h>

int main()
{
    char teste = 'a';
    
    //na forma incorreta abaixo é gerado um erro
    //printf("Impressao incorreta = %s", teste);
    
    //a linha abaixo compila corretamente e gera a saída "Impressao correta = a"
    printf("Impressao correta = %c", teste);
}

Aplicando somente a correção do erro de impressão e desprezando demais erros de indentação, sintaxe e semântica temos a versão abaixo do código da pergunta:

int main (int argc, char**argv){

char vogal[TAM];
int cont;

vogal[0] = 'a';
vogal[1] = 'e';
vogal[2] = 'i';
vogal[3] = 'o';
vogal[4] = 'u';


/*Lendo */
printf("\n\n\t Mostrando os valores dos vetores \n");
printf("\n Posição 0: %c",vogal[0]);
printf("\n Posição 1: %c",vogal[1]);
printf("\n Posição 2: %c",vogal[2]);
printf("\n Posição 2: %c",vogal[3]);
printf("\n Posição 2: %c",vogal[4]);
}

Essa referência possui uma tabela de especificadores para a função printf que pode ajudar: https://www.cplusplus.com/reference/cstdio/printf/

5
  • Leia na resposta que escrevi que quando faz isso aqui char vogal[TAM]; o padrão C não define um comportamento padrão de inicialização de variáveis e memória de processo, então em alguns compiladores isso APARENTEMENTE funciona pois antes de iniciar a aplicação eles preenchem o stack com zeros('\0') então após a string mal declara haverá um terminador, porém outros compiladores não fazem esse preenchimento gerando cadeias de caracteres corrompidas. Commented 26/04/2022 às 7:25
  • Veja o teste do seu código num compilador que zera o stack antes iniciar a aplicação: ideone.com/hh7RFh , irá aparentar que está mas não está se mudarmos o seu código para o heap onde a memória não é previamente inicializada inicializada a string se mostrará corrompida, veja: ideone.com/aK6Cnn Commented 26/04/2022 às 7:25
  • Veja o teste do seu código num compilador que não zera o stack antes de iniciar a aplicação: replit.com/@Augusto-Vasques/strings a string irá aparecer corrompida. Commented 26/04/2022 às 7:31
  • @AugustoVasques entendo a preocupação com o caractere finalizador para o caso de impressão no formato de cadeia de caracteres, seu ponto é perfeito. Apenas tentei limitar minha resposta ao escopo de "entender porque a tela de execução não mostra os valores" que entendi ser o problema apontado, por tentar realizar a impressão do tipo char com o especificador %s Commented 26/04/2022 às 15:26
  • Eu entendo isso tanto que que não negativei, mas muita gente vem aqui e apenas copia e cola os códigos das repostas, sem fazer testes e verificações. Quando der uma resposta que contiver erro ou conceito equivocado deixe claro para que o erro não seja propagado, veja o meu caso eu tinha como avaliar se você tinha conhecimento ou não de que strings c terminam em null. (Desculpe o corretor está me fazendo passar por analfabeto). Commented 26/04/2022 às 15:49

Você deve fazer log-in para responder a esta pergunta.

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag .