1

Não entendo porque esse comportamento ocorre, deixo o exemplo abaixo:

int main (void)
{
    char caminho_do_arquivo[TAMANHO_DO_CAMINHO+1]; //TAMANHO_D0_CAMINHO Expande para 100
    FILE *arquivo_texto;

    printf("Caminho do arquivo texto: ");
    fgets(caminho_do_arquivo, TAMANHO_DO_CAMINHO, stdin); //Isso não funciona
    scanf("%s", caminho_do_arquivo); //Isso funciona

    printf("O caminho do arquivo passado foi: %s\n", caminho_do_arquivo);

    arquivo_texto = fopen(caminho_do_arquivo, "r+"); //Usando fgets isso não funciona

    //testa_abertura_arquivo retorna false em caso de erro
    if (!testa_abertura_arquivo(arquivo_texto)) 
        exit(1);
    else
        printf("Sucesso ao abrir o arquivo!\n");

    ler_arquivo(arquivo_texto);

    fclose(arquivo_texto);

    return 0;
}

1 Resposta 1

5

O que ocorre é a leitura com fgets porque a função está lendo o caractere de quebra de linha \n. Você pode ler esta referência para mais informações. Já a função scanf não lê essa quebra de linha. Você pode testar se há o caractere mencionado com a função strstr (fica em <string.h>):

// você pode omitir o " != NULL" se preferir. 
if (strstr(caminho_do_arquivo, "\n") != NULL) 
    exit(1);
else
    printf("Sucesso ao abrir o arquivo!\n");

Com fgets, strstr vai retornar um ponteiro para a primeira ocorrência da substring passada como segundo argumento, ou seja, não será nulo (porque \n foi lido).

Resumindo: o arquivo não abre com fgets porque o caminho do seu arquivo não tem quebra de linha (\n).

5
  • Realmente ele estava capturando o "\n", passou despercebido, muito obrigado! 18/01 às 17:41
  • 2
    Dá pra usar fgets tranquilamente, basta substituir a quebra de linha (\n) por um caractere de final de arquivo (\0). 19/01 às 19:37
  • 2
    @BernardoLansing correto; em outras postagens aqui no SO eu cheguei a mencionar que o scanf tem alguns problemas quando usado dessa forma e recomendo esta leitura. Geralmente uso fgets. 19/01 às 20:26
  • @BernardoLansing inclusive fiz dessa forma logo que notei que este era o problema, me parece ser a forma mais adequada 22/01 às 18:27
  • O certo mesmo é usar a função da biblioteca getline() que já faz o gerenciamento do buffer. Você só tem que liberar o buffer no final e filtrar o '\n'. Lê strings com scanf ou fgets é meio problemático porque você não tem ideia do que vem. 26/01 às 20:54

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.