0

Bom preciso criar um método que recebe três strings: cor, marca e modelo.

Seria melhor colocar um map que receberia por exemplo ("color", "blue") ou receber direto o "blue" como string? Pergunto isso pq não sei se seria uma prática ruim, nesse caso, lançar direto a string, ja que se um outro desenvolvedor for usar meu método, terá que saber a ordem exata de cada atributo.

public class getPhone(String color, String brand, String model){
return (SELECT Id, Name, Hierarchy FROM Products WHERE Color = color, Brand = brand, Model = model);}

Ou

public class getPhone(Map<String, String> color, Map<String,String> brand, Map<String, String> model){

String colorInput =(String)color.get('Color');
String brandInput =(String)brand.get('Brand');
String modelInput =(String)model.get('Model');

return (SELECT Id, Name, Hierarchy FROM Products WHERE Color = colorInput, Brand = brandInput, Model = modelInput);}
4
  • 1
    O fato de usar String ou Map não elimina a necessidade de saber a ordem correta dos argumentos. Até porque todos seriam exatamente do mesmo tipo (ou todos são String, ou todos são Map<String, String>, então se eu trocasse a ordem deles, o código compilaria do mesmo jeito e eu só perceberia depois que a ordem está errada). Mudar o tipo não resolve nada, e usar o tipo inadequado pode até complicar mais. Aliás, usar Map me parece uma complicação desnecessária, vá de string mesmo...
    – hkotsubo
    3/11/2021 às 13:33
  • 1
    se um outro desenvolvedor for usar meu método, terá que saber a ordem exata de cada atributo - Isso vale para qualquer método de qualquer classe que você está usando (não só para as que você criou, mas também para API's nativas, ou libs de terceiros, etc). E para isso existe a documentação. No caso do Java, existe uma sintaxe específica: comentários que começam com /** (chamados de Javadoc) - coloque comentários explicando que cada parâmetro é, assim todos saberão como usar o método
    – hkotsubo
    3/11/2021 às 13:33
  • 1
    Se tiver um conjunto de valores pre-definidos (por exemplo, somente "blue", "yellow", etc), talvez seja melhor criar uma classe específica para a cor (que por sua vez sabe quais são as cores válidas), ou então um enum (sem saber dos requisitos, não dá pra cravar qual é o mais apropriado para o seu caso). O mesmo vale para brand e model (se puder ter "qualquer coisa", aí talvez seja melhor deixar como string mesmo). Mas não vejo motivo nenhum para trocar para Map
    – hkotsubo
    3/11/2021 às 13:34
  • 1
    Pessoal, isso é sintaxe nova do Java? Para mim esse return (SELECT ...); nem compilaria. E ataque de injeção de SQL também creio que está mandando um abraço, convém se informar sobre PreparedStatements.
    – Piovezan
    3/11/2021 às 13:49

2 Respostas 2

3

Acredito que temos duas alternativas boas aqui:

  1. Utilizar os parâmetros como String

    public class getPhone(String color, String brand, String model)
    

    Sobre a sua preocupação sobre o desenvolvedor saber a ordem dos parâmetros para utilização do método, é exatamente para isso que a assinatura do método serve.

    Do ponto de vista de utilização, saber quais argumentos devem ser passados é muito melhor do que a utilização do Map, conforme vou explicar mais abaixo.

    Essa alternativa não é boa se você tiver de considerar muitos parâmetros para o filtro, deixando a assinatura do método muito grande.

  2. Passar um objeto para realizar o filtro:

    public class getPhone(PhoneFilter filter)
    

    Essa alternativa vem mais com o intuito de evitar aumentar a assinatura do método no futuro, com o objetivo de reaproveitar o objeto para novos filtros e também padronizar a construção do objeto com filtros obrigatórios/opcionais, e mais algumas vantagens.

Eu não utilizaria o Map por conta de:

  1. O desenvolvedor que irá utilizar seu método não saberá prontamente ao olhar o método qual parâmetro deve incluir no mapa, da mesma forma como ele pode incluir propriedades que não são esperadas e não serão utilizadas:
productInfo.put("propriedadeAleatoria") // Se for colocada essa propriedade em algum outro nível da aplicação, não será utilizada na query
...
productInfo.get("color") // Se o color não for populado, será retornado null para a filtragem da query
  1. Apesar de ser tentador do ponto de vista de flexibilidade, quando um novo parâmetro for adicionado à query, seria apenas incluir no mapa, ainda temos o problema do primeiro item, sobre visibilidade.

Para resolver o problema da visibilidade dessa abordage, eu utilizaria a alternativa 2, mas apenas se o número de opções de filtragem aumentasse de forma considerável, senão, utilizaria a alternativa 1 mesmo.

0

Você pode usar JavaDoc para especificar a ordem em que os parâmetros devem ser fornecidos.

Você pode saber mais aqui: https://docs.oracle.com/javase/8/docs/technotes/tools/windows/javadoc.html

Se quiser usar map você pode fazer desta forma:

public Map<String, String> productInfo = new HashMap<>();
this.productInfo.put("color", "blue");
this.productInfo.put("brand", "brand");
this.productInfo.put("model", "model");

public class getPhone(Map<String, String> productInfo){
  String colorInput = productInfo.get("color");
  String brandInput = productInfo.get("brand");
  String modelInput = productInfo.get("model");

  return (SELECT Id, Name, Hierarchy FROM Products WHERE Color = colorInput, Brand = brandInput, Model = modelInput);
}

Acho que talvez usar o JavaDoc é a melhor opção, até porque de qualquer forma o desenvolvedor que for usar se código terá que saber quais informações irão no Map, mas vai de você como desenvolvedor pensar na melhor solução, abraços.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.