13

No Python, quando declaramos uma classe, estendemos object.

class StackExchange(object):
    def __init__(self):
        pass

Não sei se eu estou enganado, mas tive impressão que em algumas versões isso seja obrigatório; e já em outras, não.

Por que devemos passar object como parâmetro? Isso faz parte de alguma convenção?

11

Primeiro você não está passando parâmetro algum, a sintaxe parece remeter a isto mas é apenas a forma do Python de indicar qual é a classe que você está herdando.

Houve uma mudança no modelo que a linguagem implementa as hierarquias em determinado momento (Python 2.2 e 2.3) chamado de "novo estilo de orientação a objeto". Desta forma Python passou adotar um modelo já adotado por algumas outras linguagens, em que todos os objetos devem herdar de uma raiz única que garante a existência de determinados membros em todos os objetos. Esses membros existem na classe object, portanto esta classe deve ser sempre herdada direta ou indiretamente - quando herda de outra classe que já está herdando a object.

Esta forma unifica a tipagem, o que é um grande facilitador tratando os tipos built-in de forma uniforme.

Algumas linguagens até fazem isto de forma automática, mas além de exigir compatibilidade como estilo antigo ou clássico, o jeito pitônico de codificar é sendo explícito, então é coerente ter que declarar a herança em todos os casos.

Claro que ainda é possível usar o estilo antigo, mas diversos recursos mais novos não funcionarão porque eles esperam contar com estes membros nas classes.

No Python 3.x só o novo estilo deve ser usado. Em geral, não há mais problemas de não-declaração no object, já que ele se tornou implícito. Entretanto, é recomendado que o faça não só para melhorar a legibilidade, mas para facilitar um downgrade do código usado.

A mudança trouxe o super(), os descritores e __slots__. Além disto houve uma mudança na forma de resolução de métodos.

11

Não é obrigatório, mas é recomendado, e o comportamento é diferente no Python 2 e no 3.

Segundo essa documentação, até a versão 2.1 o conceito de classe (class) era diferente do conceito de tipo (type), de modo que x.__class__ retornava a classe de x mas type(x) sempre retornava <type 'instance'>. A partir do 2.2 esses conceitos foram unificados, de modo que uma classe "new-style" é simplesmente um tipo definido pelo usuário, e ambos x.__class__ e type(x) retornam a mesma coisa* - a classe de x. O motivo citado foi:

A maior motivação para introduzir classes new-style é para promover a unificação de um modelo de objeto com um meta-modelo completo. Também tem alguns benefícios práticos, como a habilidade de criar subclasses da maioria dos tipos built-in, ou a introdução de "descriptors", que permitem propriedades computadas.

Por compatibilidade, as classes "old-style" continaram a ser suportadas no Python 2, e o padrão quando se usa:

class Foo:

é a criação de uma classe old-style, enquanto quando se usa:

class Foo(object):

se cria uma classe new-style que herda explicitamente de object. Há pouca razão para se criar classes old-style (e alguns benefícios em se usar a outra), de modo que o recomendado é sempre usar a segunda sintaxe.

No Python 3, não existem mais classes old-style, todas as classes são new-style por padrão. Por isso tanto faz se você usa uma ou outra sintaxe, o resultado será o mesmo. Mas por uma questão de consistência, por assim dizer, recomenda-se que ainda assim seja usada a segunda sintaxe - que deixa mais explícito de qual outra(s) classe(s) essa nova classe está herdando.

Algumas diferenças práticas entre as classes old-style e new-style:

  • As novas permitem o uso do super, para acessar membros das superclasses diretamente;
  • As novas permitem o uso de __slots__, quando não se quer uma classe "aberta" - que aceite novos campos ou que campos sejam deletados - mas sim uma com campos bem definidos e fixos;
  • As novas não podem ser lançadas, a menos que herdem de Exception;
  • A ordem de resolução de métodos é diferente, quando há herança múltipla envolvida (i.e. qual superclasse é visitada primeiro, quando o método não existe na própria classe).

Fonte


* A menos é claro que a classe/objeto redefinam __class__, mas isso já é outra história...

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.