14

Afinal de contas, para que serve a palavra chave declare no PHP?

Já vi explicações por aí, inclusive no próprio Manual do PHP, mas ainda assim não achei muito claro a sua funcionalidade.

Ela pode ser útil para o desenvolvimento?

Exemplo:

declare (ticks=1) {
    // todo script aqui
}
  • 4
    Li a documentação e fiquei com mais dúvidas ainda. – Rodrigo Rigotti 26/02/15 às 14:42
  • Ele não "declara" nada, não é? Muito esquisito! – Wallace Maxters 26/02/15 às 14:44
  • E ainda tem a tal da register_tick_function para completar mais ainda a confusão! – Wallace Maxters 26/02/15 às 14:50
  • 2
    Parece que esse recurso será descontinuado no PHP 7. Mas ainda seria legal saber do que se trata, além de conhecer a motivação por trás da feature. :) – Rodrigo Rigotti 26/02/15 às 14:51
  • pelo que entendi, você usa o declare pra definir quantos ticks você vai usar, e depois usa os ticks pra chamar a função... ou algo do genero – RodrigoBorth 26/02/15 às 16:02
16

Bem, no manual do PHP temos

A instrução declare é usado para definir diretivas de execução para um bloco de código.

Mais abaixo temos a seguinte frase

A seção directive permite que o comportamento do bloco do declare seja definido. Atualmente duas 'directive' são reconhecidas: a 'directive' ticks (...) e a 'directive' encoding (...)

Que no caso não explica nada

Tudo abaixo disso são explicações de como cada um das directive funcionam.

Pela explicação e pelos testes fica muito confuso saber o por que usarmos a directive ticks porém pelo que entendi você usa o declare(ticks=N) para definir quantas funções você precisa usar para ele printar aquilo que você registrou. Exemplo:

function tick_handler(){
   echo "tick_handler() called <br>";
}
//crieu uma função para registrar em um tick

register_tick_function('tick_handler');
//registrei a função no tick

$a = 10;
//atribui um valor para a variavel

declare(ticks=1){
   if ($a > 0) {
       $a += 2;
       print($a.'<br>');
   }
}

O exemplo acima vai trazer o seguinte resultado:

tick_handler() called  //desaparece caso apague a linha 14
12                     //desaparece caso apague a linha 15
tick_handler() called  //desaparece caso apague a linha 15
tick_handler() called  //desaparece junto dos anterios caso apague o if
tick_handler() called  //sempre são exibidos
tick_handler() called 

De qual forma a directive ticks intrfere no código acima?
Simples, o valor de ticks define quantos ciclos nativos(chamadas do sistema não contam) precisam ser executados para que a register_tick_function seja executada.

Por isso que para cada linha de código apagada se reduz o número de respostas. e aumentando o valor de atribuído a ticks aumenta o número de ciclos necessários para que ele execute a chamada da função registrada.

OBS: Note que se você trazer a linha 9 para dentro do escopo do declare você tera mais uma execução do register_tick_function

OBS2: Se você fazer um while infinito e vazio ele irá executar o register_tick_function a cada ciclo.

Qual a utilidade disso?
Se você está utilizando uma função nativa e não tem noção de como ela é executada pelo PHP você pode usar os ticks para saber quantos ciclos elas levaram para serem executadas.

Vale a pena?
Acredito que não, podemos usar o microtime para saber o tempo que o servidor leva para processar qualquer coisa sem uma sobrecarga, pois executando uma função a cada N ciclos vamos estar aumentando o tempo para se ter uma resposta, deixando ela com uma falha, como você pode ver, a 2 ciclos sendo exibidos mesmo sem nenhuma função ser chamada dentro do escopo do declare enão não temos uma precisão de quantos ciclos o realmente está levando para executarmos a nossa função

NOTA Cada statement que o PHP executa (salvo algumas exceções) é um "ciclo nativo" Obrigado @bfavaretto

NOTA² Ticks serão retirados no PHP 6.
Fonte: TuxRadar

NOTA³ O PHP 6 não será mais lançado e não é possivel informar no momento se os Ticks estarão presentes no PHP 7


E quanto ao declare(encoding='...')?
Não se tem muito o que falar sobre ele. A unica coisa que ele faz é definir o encoding da página. Você não consegue usar ele pra definir um encoding diferente para uma determinada parte do código(eu iria ficar muito feliz se pudesse) pois quando tenta fazer isso ocorre o seguinte erro:
"Encoding declaration pragma must be the very first statement in the script"

OUTRA NOTA Segundo um comentario no manual do php ele sobrescreve o zend.script_encoding setado no php.ini

Encontrei essa pergunta no SO gringo sobre o declare encoding sem resposta ainda.

  • 5
    Cada statement que o PHP executa (salvo algumas exceções) é um "ciclo nativo". Acho este exemplo, derivado do seu, um pouco mais claro: o handler é chamado 4 vezes (uma para cada incremento, e outra para a linha do }). – bfavaretto 26/02/15 às 17:27
  • Eu li em algum lugar que o declare(ticks) será retirado da linguagem ou pelo menos será obsoleto. Alguém confirma? Seria interessante então falar do declare(encoding) que me parece mais relevante? – Maniero 26/02/15 às 18:09
  • @bigown também li isso em algum lugar, vou só ter certeza sobre o encoding e já complemento a resposta – RodrigoBorth 26/02/15 às 18:17
  • Nota. PHP6 não será mais lançado. Não sei se isso será válido para o PHP7 – MateusDemboski 11/06/15 às 23:23
  • Rodrigo e @bigown não foi retirado no php7, pelo contrário foi adicionado mais uma diretiva o strict_types: php.net/manual/en/control-structures.declare.php – Guilherme Nascimento 11/01/16 às 3:04
5

No PHP 7 foi adicionado mais uma diretiva: strict_types. Essa sim eu vejo ser bastante útil no desenvolvimento porque ela "desfaz" uma parte da "bagunça" de tipos que o PHP possui, deixando o desenvolvedor um pouco mais no controle da aplicação do que antes.

Considerando a função:

function increment(int $x): int
{
    return $x + 1;
}

echo increment('1'); // 2

Veja funcionando no Repl.it | Ideone

Naturalmente o PHP tenta fazer o cast do valor de entrada para o tipo que é esperado; isto é, se chamado increment('1'), o PHP iria tratar a string como inteiro e retornaria 2 como se nada tivesse acontecido.

Ao utilizar o declare(strict_types=1), você informa ao interpretador que quer trabalhar da forma restrita de tipos, em que o PHP deixará de fazer casts mágicos. O mesmo exemplo acima, com o strict_types ficaria:

declare(strict_types=1);

function increment(int $x): int
{
    return $x + 1;
}

echo increment('1');

Veja funcionando no Repl.it | Ideone

Neste caso, seria dado um erro fatal:

PHP Fatal error: Uncaught TypeError: Argument 1 passed to increment() must be of the type integer, string given, called in ...

O mesmo funciona para o tipo de retorno da função que, se definido, deverá ser seguido ou, caso contrário, retornará novamente um erro fatal.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.