1

Oque há de errado com alterar um objeto, que foi passado para outro método ?, ex:

public void doSomething(User user){
    edit(user);
    //...
    EntityManager.persist(user);
}

public void edit(User user){
    //...
    user.setName("new name");
}

Em geral todos dizem que a forma abaixo seria a "mais correta"

public void doSomething(User user){
    User updatedUser = edit(user);
    //...
    EntityManager.persist(updatedUser);
}

public User edit(User user){
    //...
    user.setName("new name");
    return user;
}

Mas oque não entendo é porque retornar a mesma instância do objeto alterado ? Alguns dizem que isso é menos propenso a erros, porque na primeira forma você acaba perdendo o "rastro" de onde o objeto está sendo alterado. Sinceramente não esse argumento não me convenceu.

Existe alguma "boa prática" para esses casos, ou seria mesmo uma questão ideológica de desenvolvedor ?

  • 2
    Quem diz? Cite uma fonte disto. – Maniero 20/02/15 às 18:08
  • @bigown Na verdade isso é algo que venho ouvindo de algumas pessoas durante minha carreira, e só hoje resolvi questionar com mais detalhes essa questao. – Josh 21/02/15 às 4:16
  • Sempre que alguém diz algo pergunte porque. Peça para a pessoa mostrar para você o motivo daquilo. Em muitos casos ela está apenas repetindo o que ela ouviu de outra pessoa que está fazendo a mesma coisa até que chega em alguém que inventou uma maluquice qualquer. Questione na hora quando alguém vomita uma regra para você. – Maniero 21/02/15 às 22:04
2

Não é regra, você pode realizar alterações de um objeto passado pois ele é apenas um "ponteiro". Apenas tome cuidado nas bibliotecas e APIs, que você estiver usando.

Por exemplo suponha um projeto JPA/Hibernate, com o seguinte código:

 public void updateEmployee(Employee emp) { 
    entityManager.merge(emp);
    emp.setLastAccessTime(new Date());
 }

A nova instância de new Date() será persistida no banco de dados quando o contexto dessa transação terminar?

Não será persistida! Porque o método object merge(object) retorna uma instância que está no contexto persistent e não no detached. Dessa forma, o objeto passado como parâmetro continua não conversando com o context persistence do JPA, mas somente o seu retorno. Assim para que o código persistisse a nova data seria necessário fazer uma pequena alteração no código.

 public void updateEmployee(Employee emp) { 
    Employee empDB = entityManager.merge(emp);
    empDB.setLastAccessTime(new Date());
 }

Dessa forma quando a transação terminar a nova instância de Date será persistida.

Espero que tenha ajudado!

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.