0

Estou fazendo um exercício* para meus estudos em R e não estou conseguindo manipular matrizes devidamente. O problema é muito simples, aparentemente.

inserir a descrição da imagem aqui

Eu tenho uma matriz 'm'

m <- rbind( c(1,1), c(1,2), c(3,3), c(2,0)),

e simplesmente gostaria de pegar o valor em cada uma das posições. Nesse caso, queria armazenar o vetor (1,1) em uma variável, depois o (1,2) e assim por diante. O objetivo final é usar cada vetor da matriz e realizar o cálculo da distância entre o ponto x e esse vetor.

Não consegui fazer de nenhuma forma automatizada percorrendo todas as posições. Alguém pode ajudar?

Código Completo:

get_neighbor <- function(x, m, k){
  for(len in 1:dim(m)[len]){
    len <- len
  }
  
  if (k > len){
    return("The k is higher than ...")
  }
  else{
    for(i in 1:len){
      m <- m[1]
      print(m)
    }
    d <- sqrt(sum((x - m)^2))
    cat("The distance is", d, "\n")
  }
}

len <- 1
i <- 1
x <- c(0,2)
m <- rbind( c(1,1), c(1,2), c(3,3), c(2,0))
get_neighbor(x, m, 1)
1
  • (Não fui eu que votei para baixo) 1) Em for(len in 1:dim(m)[len]), como é que lené a variável que indexa dim(.) se ainda não está definida; 2) E já agora, quantas dimensões tem m? 3) O que é que a instrução len <- len faz? 10/05 às 7:57
2

Eu não faria deste jeito, mas corrigindo a sua solução:

get_neighbor <- function(x, m, k){
  len <- dim(m)[1]

  if (k > len){
    return("The k is higher than ...")
  }
  else{
    for(i in 1:len){
      m1 <- m[i, ]
      d <- sqrt(sum((x - m1)^2))
      cat("The distance is", d, "\n")
    }
  }
}

x <- c(0,2)
m <- rbind( c(1,1), c(1,2), c(3,3), c(2,0))
k <- 4

get_neighbor(x, m, k)

> The distance is 1.414214 
> The distance is 1 
> The distance is 3.162278 
> The distance is 2.828427 

Em R, o mais simplificado seria:

dist(rbind(x,m))[1:dim(m)[1]]
[1] 1.414214 1.000000 3.162278 2.828427
1
  • Como você faria, Daniel? Eu tentei essa abordagem porque parece ser a requisitada pelo professor. De qualquer forma, gostei da sua solução. Muito obrigado pela ajuda! 10/05 às 10:39
2

A função abaixo usa só um ciclo apply, o resto é vetorizado.

get_neighbor <- function(x, m, k){
  # função auxiliar
  dist_xy <- function(x, y) sqrt(sum((x - y)^2))
  
  # verificar se k é válido
  # em primeiro lugar, tem que ser positivo
  if(k < 1){
    warning("k is not positive, returning NULL.")
    return( invisible(NULL) )
  }
  
  # em segundo lugar, não pode ser maior que o
  # número de linhas da matriz 'm'
  if(k > nrow(m)){
    mname <- deparse(substitute(m))
    msg <- sprintf("k is larger than the rows of %s.", mname)
    message(msg)
    return( invisible(NULL) )
  }
  
  # agora determinar o k-ésimo vizinho mais próximo
  # 'd' são as distâncias das linhas da matriz a 'x'
  d <- apply(m, 1, dist_xy, x)
  # qual das distâncias é a k-ésima?
  i <- match(k, order(d))
  # é essa que queremos
  m[i, ]
}


x <- c(0,2)
m <- rbind( c(1,1), c(1,2), c(3,3), c(2,0))

get_neighbor(x, m, 1)
#[1] 1 2
get_neighbor(x, m, 2)
#[1] 1 1
get_neighbor(x, m, 3)
#[1] 2 0
get_neighbor(x, m, 4)
#[1] 3 3

get_neighbor(x, m, 10)
#k is larger than the rows of m.

get_neighbor(x, m, -1)
#Warning message:
#In get_neighbor(x, m, -1) : k is not positive, returning NULL.
1
  • Muito obrigado, Rui! Entendi perfeitamente o que eu estava errando. Me salvou demais, valeu! 10/05 às 10:39

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.