0

Estou precisando abrir um arquivo .csv e salvar suas informações em um array de struct

Preciso que a saída seja:
Código - Região - UF - Data

Mas tá sendo:
CódigoRegião - Região - UFDATA - DATA

Gostaria de saber o que está fazendo a saída ficar errada, segue abaixo o código:

typedef struct{
    char Codg[10];
    char Regiao[10];
    char UF[2];
    char Data[10];
    }dados_cov;

int main{

    FILE *file;
    dados_cov D[10];

    file = fopen("COV.csv", "r");

    for(int i = 0;i < 3;i++) //Por algum motivo quando leio o arquivo .csv vem com 3 caracteres aleatórios
        fgetc(file);

    if(file)
        for(int i = 0;i < 10;i++){
            fscanf(file,"%10[^;];%10[^;];%2[^;];%10[^\n]\n",  D[i].Codg, D[i].Regiao, D[i].UF, D[i].Data);
            printf("%s - %s - %s - %s\n", D[i].Codg, D[i].Regiao, D[i].UF, D[i].Data);
        }
    fclose(file);

    return 0;
}

Alguém sabe me dizer o porque de não estar dando a saída esperada?
Saída obtidaArquivo .csv

1

Erro do programa

O erro do seu programa é tratar os dados dentro da struct como se fossem string sem deixar espaço para o caractere \0.

Lembre-se que na linguagem C uma string é um array/vetor unidimensional terminado pelo caractere \0. Exemplo:

Isso eh string \0

Isso eh um array de caractere

Array de caractere nao eh string

O caractere \0 indica onde uma string termina. Se uma array for tratado como string mas ele não tiver o \0 então a linguagem não tem como advinhar onde é seu fim.

Observe:

char Codg[10];

Aqui temos um vetor para armazenar exatamente 10 caracteres e no seu arquivo .csv o código tem exatamente 10 caracteres, então não haverá espaço para o \0. Sem o \0 você não pode usar este vetor como uma string (como você faz no printf), pois o programa não tem como saber onde é o final.

Um outro problema é quando você usa o fscanf com o argumento %10[^;]; para ler o código, aqui você está usando este vetor como se fosse uma string. Se você está usando como uma string então o fscanf vai colocar o \0 no final desse vetor, na posição Codg[10]. Repare:

Codg[0] = 'R'

Codg[1] = 'O'

Codg[2] = '2'

Codg[3] = '1'

Codg[4] = '/'

Codg[5] = '0'

Codg[6] = '1'

Codg[7] = '/'

Codg[8] = '0'

Codg[9] = '3'

Codg[10] = '\0'

Aqui temos um problema, a posição Codg[10] não faz parte do seu vetor (lembre-se que 10 posições é de 0 a 9). O problema disso é que o \0 está, teoricamente, em uma posição de memória que não é reservada para você e por isso essa área pode ser sobreescrita a qualquer momento (o que seria ruim).

Logo em seguida temos:

char Regiao[10];

O interessante é que esse vetor é declarado logo após o vetor do código e com isso eles ficam lado a lado, isto é, a posição Codg[10] é igual a Regiao[0] (Codg[10] não faz parte do vetor código, mas a posição Codg[10] é o que vem depois da Codg[9], essa sim é o final). Então quando você adicionar algo para Regiao[0] então o caractere \0 do código será perdido. Repare como fica esses vetores depois de ler um conteúdo para Regiao:

Codg[0] = 'R'

Codg[1] = 'O'

Codg[2] = '2'

Codg[3] = '1'

Codg[4] = '/'

Codg[5] = '0'

Codg[6] = '1'

Codg[7] = '/'

Codg[8] = '0'

Codg[9] = '3'

Regiao[0] = 'N' // Codg[10] = '\0' foi sobreescrito

Regiao[1] = 'o'

Regiao[2] = 'r'

Regiao[3] = 't'

Regiao[4] = 'e'

Regiao[5] = '\0' // Indica o final da string

Regiao[6] = '' // Deixei vazio, mas na realidade terá algum lixo nesse lugar

Regiao[7] = '' // Deixei vazio, mas na realidade terá algum lixo nesse lugar

Regiao[8] = '' // Deixei vazio, mas na realidade terá algum lixo nesse lugar

Regiao[9] = '' // Deixei vazio, mas na realidade terá algum lixo nesse lugar

Repare que o \0 que indicava o final do código foi perdido. Agora se você usar um printf para imprimir o conteúdo do código como se fosse string então o programa vai imprimir tudo até encontrar um \0, como o \0 está depois do nome da região então o conteúdo da região também será impresso.

Repare que a diferença fundamental desses dois vetores é que um o \0 fica fora do vetor e por isso pode ser sobreescrito enquanto o outro \0 fica dentro do vetor e não pode ser sobreescrito (pode ser sobreescrito manualmente, mas isso não vem ao caso agora).

Para que seu problema seja resolvido é necessário que o \0 sempre fique dentro do vetor, para fazer isso é só aumentar em 1 o tamanho do vetor, isto é, se uma string terá no máximo 65 letras, então seu vetor tem que ter 66 posições (uma a mais para o \0). No seu código seria algo assim:

typedef struct {
    char Codg[10 + 1]; // Adicionando +1 para o \0
    char Regiao[10 + 1]; // Adicionando +1 para o \0
    char UF[2 + 1]; // Adicionando +1 para o \0
    char Data[10 + 1]; // Adicionando +1 para o \0
}dados_cov;

Agora essa parte eu não entendi:

for(int i = 0; i < 3; i++) //Por algum motivo quando leio o arquivo .csv vem com 3 caracteres aleatórios
        fgetc(file);

Rodei seu código sem isso e funcionou normal.

Seu código final seria mais ou menos assim:

#include <stdio.h>

typedef struct {
    char Codg[10 + 1];
    char Regiao[10 + 1];
    char UF[2 + 1];
    char Data[10 + 1];
}dados_cov;

int main(void) {

    FILE *file;
    dados_cov D[10];

    file = fopen("COV.csv", "r");

    /*
    for(int i = 0; i < 3; i++) //Por algum motivo quando leio o arquivo .csv vem com 3 caracteres aleatórios
        fgetc(file);
    */

    if(file)
        for(int i = 0; i < 10; i++) {
            fscanf(file,"%10[^;];%10[^;];%2[^;];%10[^\n]\n",  D[i].Codg, D[i].Regiao, D[i].UF, D[i].Data);
            printf("%s - %s - %s - %s\n", D[i].Codg, D[i].Regiao, D[i].UF, D[i].Data);
        }
    fclose(file);

    return 0;
}
1
  • 1
    Só observando que o ideal aqui seria um programa que faça o parse do CSV pelo separador e ir fazendo strcat para as strings da estrutura. Não tem como se garantir os tamanhos corretos a partir do CSV, caso algum dos campos mude de tamanho, de forma que o ideal aqui seria não usar char[] para armazenar strings, mas char* ou mesmo implementar a sua dynamic strings library. O parse é relativamente simples porque o CSV tem aeparador de campo e pode ou não usar "" para as strings. 30/04/21 às 16:18

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.