3

Como funciona um ponteiro para ponteiro tratando-se de classes? Por exemplo:

class A{
public:
    int value;
};

int main(){
    A x;
    A* ptrx = &x;
    A** pptrx = &ptrx;

    //OK, retorna "value"
    std::cout << x.value << std::endl;

    //OK, o mesmo que "x.value"
    std::cout << ptrx->value << std::endl;

    //pptrx
    std::cout << /*pptrx?*/ << std::endl;
}

Como faço para retornar o valor de x.value usando o "apontador" pptrx?

2 Respostas 2

3

Como faço para retornar o valor de x.value usando o "apontador" pptrx?

Acho que já tem uma boa explicação acima. Mas vou repetir a seguir.

Enquanto fazia alguns testes com ponteiros deparei-me com a seguinte questão: como funciona um ponteiro para ponteiro tratando-se de classes

Sobre o título em si é importante entender que o fato de serem ponteiros para classe não faz a menor diferença. É exatamente como em C, onde não faria diferença serem ponteiros para struct

Exemplo

    A*      pA = nullptr;
    A**     p2A = nullptr;
    A***    p3A = nullptr;
    A****   p4A = nullptr;

Nesse caso p3A é de que tipo? p3A é A***. Então

  • *p3A é do tipo A**
  • **p3A é do tipo A*
  • e afinal ***p3A é do tipo A, uma instância da classe A.
  • e é o que temos sempre: "tira o * de um lado e coloca do outro

Como está mesmo fazendo testes e esse eu acho que é um troço chato do C e do C++ vou deixar um exemplo com mais testes. A cada dia se usa menos e menos isso em C++, mas sempre vai ser um conceito essencial para linguagens para desenvolvimento de sistemas quando usadas para, por exemplo, desenvolvimento de sistemas :D

Sua classe A de teste, um pouco alterada

class A
{
public:
    int value;
    A() : A(42){};
    A(int v) : value(v){ cout << "Criada A com '" << value << "'\n";};
    ~A(){ std::cout << "Destruindo instancia de A(" << value << ")\n";};
};

Pra facilitar o exemplo acrescentei um construtor que aceita um int para por um valor direto, e criei um destrutor para ver quando a classe pode ser destruída no meio do programa, no caso de alocação dinâmica.

Programas de teste são para isso afinal

Vou postar uns trechos do programa e o trecho correspondente na saída, a seguir. Ao final vou deixar o programa todo e a saída toda.

trecho 1

    A x;        std::cout << x.value << std::endl;
    A y(300);   std::cout << y.value << std::endl;
    A* p1 = nullptr;

Esse trecho cria duas A com valores 42 (padrão) e 300 e gera

saída

Criada A com '42'
42
Criada A com '300'
300

trecho 2

    p1 = &x;
    std::cout << p1->value << std::endl;

    p1 = new A(322);
    std::cout << p1->value << std::endl;

    std::cout << "vai destruir p1\n";
    delete p1;
    std::cout << "continuando...\n";

faz p1 apontar para x e mostra o valor. Mas a seguir aloca um novo p1 apontando para uma nova A com valor 322. Em seguida apaga p1 usando delete e então você vê o destrutor sendo chamado.

saida

42
Criada A com '322'
322
vai destruir p1
Destruindo instancia de A(322)
continuando...

Trecho 3

    A** pp1 = new A*(nullptr);
    pp1 = &p1;
    p1 = &y;
    cout << "pp1 aponta para p1 que aponta para y(300). Valor = " << (**pp1).value << "\n";
    delete pp1; // libera *pp1;

Agora declara pp1 como A** e faz com que ele aponte para p1. p1 não aponta para nada, foi alvo do delete np trecho 2. Mas então o programa faz p1 apontar para y, e usa **pp1 para imprimir o valor de y que é 300

Saida


pp1 aponta para p1 que aponta para y(300). Valor = 300

trecho 4

    *pp1 = &x; // reusa o ponteiro para apontar para o endereco de x
    (*pp1)->value = 18; // usa pp1 para alterar o valor de x
    cout << "Valor de x alterado para '" << x.value << "'\n";
    cout << "pp1 -> p1 -> x(18). Valor = " << (**pp1).value << "\n";
    cout << "ou de outro modo Valor = " << (*pp1)->value << "\n";
    cout << "ou ainda de outro modo Valor = " << (*(*pp1)).value << "\n";

pp foi alvo de um delete então não apontava para nada. Esse trecho aponta pp1 para x e usa o ponteiro para mudar o valor de x para 18 e mostra algumas maneiras de acessar

saida

Valor de x alterado para '18'
pp1 -> p1 -> x(18). Valor = 18
ou de outro modo Valor = 18
ou ainda de outro modo Valor = 18

trecho final

    // um ultimo exemplo usando pp1 para apontar para x e y
    pp1 = (A**)::operator new( 2 *sizeof(A*) );
    pp1[0] = &y;
    pp1[1] = &x;
    cout << "\nx(" << x.value << ")\n";
    cout << "y(" << y.value << ")\n";
    cout << "Acessando os valores de x e y atraves do vetor\n\
de ponteiros para ponteiros para a classe A:\n\
Valores de y e x: (" <<
        pp1[0]->value << "," <<
        pp1[1]->value << 
        ")\n";
    delete pp1;
    cout << "\nFim\n";

Esse trecho tem a cara de um programa C, mas usa pp1 que é A** para criar dois ponteiros e acessar os valores de x e y. Nada especial, considerando que é mais ou menos o que acontece com todo programa em C++ para criar a lista de parâmetros para int main( int argc, char*[] argv).

Os ponteiros são alocados, passam a apontar para as instâncias x e y de A e são usados para mostrar os valores via cout. A seguir os ponteiros são liberados e o programa termina. Só então x e y são destruídas, o que fica claro na saída porque a mensagem "Fim" aparece antes dos destrutores de x e y

saída

x(18)
y(300)
Acessando os valores de x e y atraves do vetor
de ponteiros para ponteiros para a classe A:
Valores de y e x: (300,18)

Fim
Destruindo instancia de A(300)
Destruindo instancia de A(18)

O programa completo

#include <iostream>
using namespace std;
class A
{
public:
    int value;
    A() : A(42){};
    A(int v) : value(v){ cout << "Criada A com '" << value << "'\n";};
    ~A(){ std::cout << "Destruindo instancia de A(" << value << ")\n";};
};

int main(void)
{
    A x;        std::cout << x.value << std::endl;
    A y(300);   std::cout << y.value << std::endl;
    A* p1 = nullptr;
    
    p1 = &x;
    std::cout << p1->value << std::endl;

    p1 = new A(322);
    std::cout << p1->value << std::endl;

    std::cout << "vai destruir p1\n";
    delete p1;
    std::cout << "continuando...\n";

    A** pp1 = new A*(nullptr);
    pp1 = &p1;
    p1 = &y;
    cout << "pp1 aponta para p1 que aponta para y(300). Valor = " << (**pp1).value << "\n";
    delete pp1; // libera *pp1;

    *pp1 = &x; // reusa o ponteiro para apontar para o endereco de x
    (*pp1)->value = 18; // usa pp1 para alterar o valor de x
    cout << "Valor de x alterado para '" << x.value << "'\n";
    cout << "pp1 -> p1 -> x(18). Valor = " << (**pp1).value << "\n";
    cout << "ou de outro modo Valor = " << (*pp1)->value << "\n";
    cout << "ou ainda de outro modo Valor = " << (*(*pp1)).value << "\n";

    // um ultimo exemplo usando pp1 para apontar para x e y
    pp1 = (A**)::operator new( 2 *sizeof(A*) );
    pp1[0] = &y;
    pp1[1] = &x;
    cout << "\nx(" << x.value << ")\n";
    cout << "y(" << y.value << ")\n";
    cout << "Acessando os valores de x e y atraves do vetor\n\
de ponteiros para ponteiros para a classe A:\n\
Valores de y e x: (" <<
        pp1[0]->value << "," <<
        pp1[1]->value << 
        ")\n";
    delete pp1;
    cout << "\nFim\n";
    return 0;
}

a saída completa

PS C:\src\CPP> g++ -o tst -Wall -std=c++2a tst.cpp
PS C:\src\CPP> ./tst
Criada A com '42'
42
Criada A com '300'
300
42
Criada A com '322'
322
vai destruir p1
Destruindo instancia de A(322)
continuando...
pp1 aponta para p1 que aponta para y(300). Valor = 300
Valor de x alterado para '18'
pp1 -> p1 -> x(18). Valor = 18
ou de outro modo Valor = 18
ou ainda de outro modo Valor = 18

x(18)
y(300)
Acessando os valores de x e y atraves do vetor
de ponteiros para ponteiros para a classe A:
Valores de y e x: (300,18)

Fim
Destruindo instancia de A(300)
Destruindo instancia de A(18)
PS C:\src\CPP> 
2

O operador ptrx->value na verdade é o mesmo que (*ptrx).value, eu até vou colocar no código abaixo. Então para acessar um ponteiro deve dereferenciá-lo dessa forma, a seta é só uma facilidade, portanto usa a forma normal e depois pode até usar a seta normalmente para a outra indireção.

#include <iostream>
using namespace std;

class A{
public:
    int value;
};

int main(){
    A x;
    x.value = 1;
    A* ptrx = &x;
    A** pptrx = &ptrx;
    std::cout << x.value << std::endl;
    std::cout << ptrx->value << std::endl;
    std::cout << (*ptrx).value << std::endl;
    std::cout << (*pptrx)->value << std::endl;
}

Veja funcionando no ideone. E no repl.it. Também coloquei no GitHub para referência futura.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.