5

Tenho uma lista de listas

d = [[1],[2],[3],[3]] 

E gostaria de transformá-la em uma lista

s = [1,2,3,3]

Não entendo bem a diferença entre d e s, porém preciso fazer a transformação porque eu consigo usar o comando set(s) em s, mas não consigo usar em d. Quero usar set(d) porque preciso de uma coleção sem repetições.

Como transformo d em s?

3 Respostas 3

6

Para obter a saída concatenada de um iterável use o método chain.from_iterable() disponibilizado no módulo itertools.

from itertools import chain

d = [[1],[2],[3],[3]]

print(set(chain.from_iterable(d)))  #{1, 2, 3}

Teste o exemplo no ideone.com

Ou então utilize chain() desempacotando a lista com o operador *.

from itertools import chain

d = [[1],[2],[3],[3]]

print(set(chain(*d)))               #{1, 2, 3}

Teste o exemplo no ideone.com

Quanto a diferença entre:

  • s = [1,2,3,3]
  • d = [[1],[2],[3],[3]]

A lista em s é uma lista composta por inteiros enquanto a lista em d é uma lista composta por listas compostas por inteiros.

2
  • Boa resposta, Augusto! Só fiquei na dúvida porque não sou - digamos - proficiente em Python. Mas deduzindo a partir do comportamento do JS (que é a linguagem que eu mais conheço), o set não remove o [3] duplicado porque cada sub lista criada literalmente ali tem um endereço (i.e. referência) diferente, certo? :-) – Luiz Felipe 15/02 às 20:33
  • 1
    @LuizFelipe: Em python uma das finalidades de set() é remover membros duplicados de iteráveis. Já o chain() ele se comporta analogamente ao javascript Array.prototype.flat(). – Augusto Vasques 15/02 às 20:40
6

Para complementar as respostas, seguem duas alternativas que encontrei no Stack Overflow em Inglês: How to make a flat list out of list of lists?

1. Usando sum

d = [[1],[2],[3],[3]]
flattened_list = sum(d, [])

Essa implementação utiliza diretamente propriedades de monóides, mas pode não ser muito eficiente para listas grandes.

2. Usando reduce

from functools import reduce
import operator

d = [[1],[2],[3],[3]]
flattened_list = reduce(operator.concat, d)

Essa versão também usa um dialeto funcional (redução), e é uma alternativa a implementação com chain da resposta do Augusto Vasques.

Veja as soluções funcionando no ideone.com

5

Para transformar d em s você pode implementar dois laços de repetições aninhados. Neste caso o código ficaria:

d = [[1], [2], [3], [3]]
s = list()
for i in d:
    for j in i:
        s.append(j)

print(s)

Neste código o primeiro for percorre a lista d e, em seguida, o segundo for percorre cada uma das listas que estão dentro da lista d. Posteriormente será exibido a lista contendo os valores.

Agora se preferir utilizar um código mais compacto e conciso, pode utilizar List Comprehension e montar o seguinte código:

Ou...

d = [[1], [2], [3], [3]]
s = [j for i in d for j in i]
print(s)

Agora, se você pretende gerar uma lista de únicos, você pode utilizar o seguinte código:

d = [[1], [2], [3], [3]]
s = list({j for i in d for j in i})
print(s)

Veja maiores explicações na documentação do set.

Executando este último código obtemos como resultado:

[1, 2, 3]

Outra coisa, como o set não garante uma ordenação dos elementos, podemos implementar o seguinte código:

d = [[1], [2], [3], [3]]
s = sorted({j for i in d for j in i})
print(s)

Neste último código não preciso invocar a função list(), pois, a função sorted() já min retorna uma lista com todos os elementos em ordem crescente.

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.