1

Eu estava pesquisando a fundo sobre arquivos de cabeçalho em C++ depois que eu frequentemente recebi o erro LNK2005 na compilação do Visual Studio, e percebi que o erro era que eu estava declarando uma variável duas vezes, no arquivo de cabeçalho e no main.cpp, e também encontrei vários usuários dando a solução como usar o extern tipo nome_da_variavel; no arquivo de cabeçalho como solução pra isso, e lendo as respostas, me veio 3 dúvidas na cabeça:

- Precisa realmente usar o extern para declarar variáveis de qualquer tipo em um arquivo de cabeçalho? Se sim, por que então ele não é usado em declaração de uma classe em arquivo de cabeçalho, por exemplo?

- É uma boa prática usar o extern no arquivo de cabeçalho? Ou existe algo melhor para se usar e que não dê o erro que eu recebi acima?

- Pelo que eu li, o uso do extern requer que eu re-declare a variável também no arquivo.cpp, mas se ela já está declarada no arquivo de cabeçalho, por que não posso simplesmente setar o valor dela no .cpp?

PS: Aqui vai os motivos de eu ter pesquisado a fundo sobre arquivos de cabeçalho e ter gerado esta pergunta aqui:

toast_notification.h:

#pragma once

bool dollar_value_was_changed;
bool toast_notification_was_created;

void show_toast_notification(), create_and_initialize_toast_notification(), set_toast_notification();
bool is_windows_10();

toast_notification.cpp:

#include "toast_notification.h"

#include <Windows.h>
#include <VersionHelpers.h>
#include <wintoast/wintoastlib.h>

void show_toast_notification()
{
    if (is_windows_10())
    {
        if (!toast_notification_was_created)
            create_and_initialize_toast_notification();
    }
}

bool is_windows_10()
{
    if (IsWindows10OrGreater())
        return true;
    else
    {
        MessageBox(NULL, L"Teste", L"Título da janela?", MB_OK);

        return false;
    }
}

void create_and_initialize_toast_notification()
{
    WinToastLib::WinToast::instance()->setAppName(L"Toast Dollar");
    WinToastLib::WinToast::instance()->setAppUserModelId(WinToastLib::WinToast::configureAUMI(L"Teste", L"Toast Dollar"));
    WinToastLib::WinToast::instance()->initialize();

    toast_notification_was_created = true;
}

void set_toast_notification()
{
    WinToastLib::WinToastTemplate toast_notification = WinToastLib::WinToastTemplate(WinToastLib::WinToastTemplate::Text02);
    toast_notification.setTextField(L"Teste", WinToastLib::WinToastTemplate::FirstLine);
}

main.cpp:

#include "toast_notification.h"

#include <iostream>

int main()
{
    std::cout << "Hello World!\n";
    
    show_toast_notification();

    system("pause");
}

Não liguem muito para o código, eu peço que voltem a atenção para a variável toast_notification_was_created, que na minha cabeça, como ela já estava declarada no arquivo de cabeçalho, eu poderia setá-la no .cpp, além dela, a variável dollar_value_was_changed (que não foi usada) também gerou o erro que me fez formular essa pergunta

Os erros:

1>toast_notification.obj : error LNK2005: "bool dollar_value_was_changed" (?dollar_value_was_changed@@3_NA) já definida no main.obj
1>toast_notification.obj : error LNK2005: "bool toast_notification_was_created" (?toast_notification_was_created@@3_NA) já definida no main.obj
1
  • Amigo, na 2 eu acredito que não haja problemas, e na 3, vale salientar que cabeçalho é como se fosse um dicionário para o .cpp, não faz sentido eu adicionar valor lá. – FourZeroFive 6/01 às 17:07

1 Resposta 1

0

sim, você precisa do "extern", assim como quando você declara uma função sem código:

bool is_windows_10();

usar extern em uma variável não ira definir ela, só irá dizer q ela existe em algum lugar...

isto porque os arquivos cpp poderão ser compilados juntos ou separadamente em objetos...

e provavelmente a menos que você use diretamente o compilador, ele ira compilar separadamente.

e na hora de linkar eles, se não houver um "extern", cada objeto terá sua definição para aquela váriavel, pós o compilador seguira processando todos os "include" para cada cpp recursivamente para gerar o objeto(.o), oque vai causar conflito na hora de reunir estes objetos em um executavel/lib/so/dll, então, você deve colocar "extern" nas váriaveis do header, e em apenas um dos cpp "atribuir" uma definição para aquela variável usando "static" com o valor inicial, oque fará apenas o objeto daquele cpp ter a definição, e ao linker reuni-los não haver nem um duplicata!

porque diferentes objetos? simples: compilando cada arquivo para um objeto, o compilador pode cuidar de grandes projetos com muitos arquivos, tirando proveito dos múltiplos núcleos de um processador moderno.

1
  • 2
    Isso aqui está estragando a resposta: "porque diferentes objetos? simples: compilando cada arquivo para um objeto, o compilador pode cuidar de grandes projetos com muitos arquivos, tirando proveito dos múltiplos núcleos de um processador moderno." - não tem relação nenhuma a organização em objetos com núcleos múltiplos (tanto que era assim já antes de se falar em núcleos múltiplos). O fato de eventualmente poder fazer compilação em paralelo é mero efeito colateral. Objetos tem a ver com organização, de certa forma escopo, e com o que será usado de fato ao "linkar" o output final. – Bacco 7/02 às 12:55

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.