1

Estou criando um banco de dados em MySQL e nele vai haver uma tabela para fazer controle de ponto: quando o funcionário iniciou o expediente, quando encerrou, quando parou para almoçar e etc.

Estive fazendo um protótipo de tabela:

+------------------+---------------------+--------+----------+-------------+
| employee_name    | datetime_registered | status | register | observation |
+------------------+---------------------+--------+----------+-------------+
| Fulando da Silva | 2020-10-28 14:49:00 | 0      |        1 | NULL        |
+------------------+---------------------+--------+----------+-------------+

Sendo que status é um código que vai traduzir para: início de expediente, término de expediente e etc. E o backend teria uma regra de negócio para fazer essa tradução do código para o valor. Pensei dessa forma para economia de memória, uma vez que armazenar uma string de tipo 'Início de expediente' ocupa mais memória a longo prazo que apenas '0', '1' ou '2'.

Porém não acho que essa seja a melhor prática para isso. Pesquisei sobre e não achei nada diretamente relacionado a isso.

Explicando o restante da tabela: o campo employee_name guarda o nome do funcionário, o campo datetime_registered guarda o horário que o status de expediente foi atualizado, register é o id de cada registro, sendo a chave primária da tabela, e observation é um campo de texto que armazena alguma ocasional justificativa, caso o funcionário encerre o expediente mais cedo e precise justificar de forma sucinta.

2 Respostas 2

0

Me parece óbvio que o tipo tinyint é o mais adequado para guardar os códigos de estado e depois na aplicação faz a descrição em cima de cada código. Mas qualquer inteiro pode ser útil se o espaço não for absurdamente restrito. Já falei sobre isso em Varchar ou int para campos "tipo".

Algumas pessoas podem pensar em um enum mas não vejo vantagem. Tem link na resposta linkada que fala das desvantagens disso.

E claro que pode ter uma tabela auxiliar com a descrição dos estados, que pode trazer alguma vantagem, mas acho que traz desvantagens demais para adotar. Toda consulta teria que fazer uma busca secundária o que deixaria lento. Teria que usar uma chave estrangeira. Em alguns cenários pode não ser um problema, mas acho que complica a escrita, deixa lento para ter uma facilidade muito pequena na leitura que a desvantagem acaba anulando.

Não consigo imaginar um motivo forte pra usar string nesse caso porque é um código identificador, não é algo descritivo, mas também não é um grande problema, mesmo consumindo um espaço um pouco maior, só acho mais fácil o número.

Não sei o problema todo, mas pode ser que a modelagem esteja ruim e deveria fazer outra solução que talvez nem envolva essa coluna. Pode ser o ideal assim mesmo, só estou abrindo a porta para pensar sobre.

0

Pensei dessa forma para economia de memória, uma vez que armazenar uma string de tipo 'Início de expediente' ocupa mais memória a longo prazo que apenas '0', '1' ou '2'.

Porém não acho que essa seja a melhor prática para isso. Pesquisei sobre e não achei nada diretamente relacionado a isso.

Primeiro, o status pode ser descrito no banco de dados normalmente, o problema aqui é que isso está desnormalizando a tua tabela.
Se o objetivo da tabela é armazenar os dados de ponto, e o status não faz parte da chave, segundo a normalização deveria estar numa entidade diferente, por exemplo "RegisterStatus".
Essa tabela sim pode ter o id e a descrição do status, deve haver um único registro por descrição, sendo o espaço consumido irrelevante baseado no que colocou como exemplo, e na tabela que colocou no exemplo, apenas o id, que seria a chave estrangeira. O seja:

inserir a descrição da imagem aqui

Ou seja, uma tabela/entidade para o status, que resolve o problema da descrição, e uma foreign key na outra tabela, resolvendo o problema do tipo do campo e também da correta normalização do modelo.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.