2

Estou criando uma aplicação onde eu pensei em uma possibilidade de inserir todos os endereços existentes no sistema em uma única tabela, tanto para usuários, clientes, fornecedores etc. a estrutura da minha tabela então ficaria assim:

__id => CHAVE_PRIMÁRIA
__status
* idReferencia => CHAVE_EXTRANGEIRA_CONJUNTA (REF. GENÉRICA COM BASE NO txTabela)
* txTabela  => CHAVE_EXTRANGEIRA_CONJUNTA (STRING: 'CLIENTE','FORNECEDOR',etc)
txGenero
nmCep
txLogradouro
txComplemento
txBairro
txLocalidade
txUf
txIbge

Existe alguma forma de que eu consiga montar esta chave extrangeira utilizando uma string existente no campo txTabela? ou eu terei que manter estes endereços em inúmeras tabelas diferentes e aumentando significativamente o tamanho do meu banco de dados sem necessidade? (obs, isso também ocorreria com contatos, documentos e outros tipos de valores genéricos)

Eu tenho certeza que se eu não utilizar Chaves estrangeiras eu vou conseguir construir a estrutura do meu sistema por completo, mas com as chaves o carregamento de dados melhora..

1 Resposta 1

1

No seu lugar, eu faria uma associação N para N com uma CHECK CONSTRAINT pra verificar se só uma das FKs está preenchida:

CREATE TABLE ENDERECO 
(
    ENDERECO_ID INT PRIMARY KEY IDENTITY,
    STATUS VARCHAR(10),
    GENERO VARCHAR(10),
    CEP VARCHAR(8)
    LOGRADOURO VARCHAR(500),
    COMPLEMENTO VARCHAR(500),
    BAIRRO VARCHAR(100),
    LOCALIDADE VARCHAR(255),
    UF CHAR(2),
    IBGE NUMERIC(10)
);

CREATE TABLE ENDERECO_RELACOES (
    ENDERECO_RELACAO_ID INT PRIMARY KEY IDENTITY,
    ENDERECO_ID INT,
    CLIENTE_ID INT NULL,
    FORNECEDOR_ID INT NULL
    OUTRA_TABELA_ID INT NULL,
    CONSTRAINT ENDERECO_REL_ENDERECO_FK FOREIGN KEY (ENDERECO_ID) REFERENCES ENDERECO (ENDERECO_ID),
    CONSTRAINT ENDERECO_REL_FORNECEDOR_FK FOREIGN KEY (FORNECEDOR_ID) REFERENCES FORNECEDOR (FORNECEDOR_ID),
    CONSTRAINT ENDERECO_REL_CLIENTE_FK FOREIGN KEY (CLIENTE) REFERENCES CLIENTE (CLIENTE_ID),
    CONSTRAINT ENDERECO_REL_OUTRA_TABELA_FK FOREIGN KEY (OUTRA_TABELA_ID) REFERENCES OUTRA_TABELA (OUTRA_TABELA_ID)
);

ALTER TABLE ENDERECO_RELACOES 
ADD CONSTRAINT CheckFKs
CHECK (
(CASE WHEN CLIENTE_ID IS NOT NULL THEN 1 ELSE 0 END
    + CASE WHEN FORNECEDOR_ID IS NOT NULL THEN 1 ELSE 0 END
    + CASE WHEN OUTRA_TABELA_ID IS NOT NULL THEN 1 ELSE 0 END)
    = 1
);
3
  • sim, mas fazendo assim eu aumento 1 relacionamento. e como endereços não são registros tão flexíveis não tem problema eu ter um vínculo baseado em dados dentro da tabela... minha intenção é reduzir o número de tabelas repetitivas com base em colunas associativas de dentro do programa – LeandroLuk 25/01/15 às 22:51
  • Qualquer coisa diferente disso você está criando uma fragilidade referencial dentro do seu banco. Alguns Frameworks usam discriminators, que são colunas string que indicam de qual tabela a chave veio, mas são associações fracas, não conferidas pelo banco de dados. Eu posso dar outra resposta bem mais complexa, com conferência por triggers, mas acho um capricho perto da resposta fornecida. – Leonel Sanches da Silva 26/01/15 às 0:57
  • sim concordo, que poderia gerar uma fragilidade no banco de dados, mas para o tipo de dado a ser utilizado, e a forma de administração do que estou querendo construir, creio que seja uma opção "criativa". no caso das informações que serão inseridas elas já são associações fracas portanto não tem problema ;D – LeandroLuk 28/01/15 às 15:05

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.