2

Tenho uma aplicação .NET Windows Forms que se conecta a um servidor SQL Server diretamente, sem o uso de uma camada intermediária como um WebService ou WebAPI, através de SqlConnection. Essa aplicação é instalada no computador dos clientes enquanto o servidor fica disponível através da internet.

Qual a melhor maneira, sem alterar toda a aplicação, de evitar que a string de conexão (connection string) seja capturada através de um sniffer tipo o WireShark rodando na mesma rede?

2

Segundo este artigo em inglês, o componente de conexão do SQL Server já vai criptografar as partes importantes da string de conexão durante a conexão, como a senha e nome de usuário... a não ser que use ODBC.

Seguindo alguns links desse artigo, encontrei esse artigo da MSDN: Criptografando conexões com o SQL Server que mostra como forçar o uso de SSL para criptografar TODO o tráfego de dados entre o cliente e o servidor SQL Server.

  • Mesmo que o usuário e senha fiquem ocultos, todo o retorno que o banco enviar para a aplicação poderá ser capturado pelo sniffer. Se você fizer um "select * from usuario" vai ser mostrado todos os dados de todos usuários no tráfego recebido mesmo que a aplicação não exiba nenhum desses dados. – Maicon Carraro 7/02/14 às 18:44
  • Basta usar SSL, e problema resolvido. – Miguel Angelo 7/02/14 às 18:50
  • Fora o trabalho para implementar depois basta usar SSLstrip para capturar. – Maicon Carraro 7/02/14 às 18:52
  • Isso que o Maicon disse, de que "todos os dados de todos usuários no tráfego" é natural, mesmo com webservices isso acontece. A ideia é evitar que alguém consiga autenticação para manipular os dados fora de sua aplicação. Vou tentar implementar a opção encrypt=yes da connectionString, depois se tiver sucesso volto aqui pra marcar a resposta. – iuristona 7/02/14 às 19:17
  • O SQL Server não usa HTTPS e sim TSL/SSL, por isso o SSLStrip não deve conseguir ler as transmissões do SQL Server, pois o segundo funciona sobre HTTPS. – Miguel Angelo 7/02/14 às 19:35
1

O correto mesmo seria você não ter essa conexão do cliente -> banco e sim cliente -> webService (com autenticação) -> banco. Por mais que você tente fazer algum tipo de encode/encriptação na string, todo o tráfego feito entre o cliente e o banco poderá ser capturado pelo sniffer. Qualquer select poderá ser capturado mesmo que sua aplicação não mostre esses dados eles virão no tráfego e podem ser capturados sem dificuldade.

Veja:

inserir a descrição da imagem aqui

Mesmo que tente implementar uma conexão segura, isso poderá ser burlado com o sslstrip. É mais fácil criar um WebService e com isso deixar a comunicação com o banco isolada do cliente.

  • Se conseguir evitar que o acesso direto ao banco seja barrado, ou seja, evitar que as informações de autenticação sejam acessíveis, já resolve. Pois mesmo com webservices ou webapis, informações sobre tipos e campos dos dados poderão ser interceptados. – iuristona 7/02/14 às 19:13
  • Também não posso considerar que seja mais fácil implementar com webservice uma aplicação considerável que já está em produção. – iuristona 7/02/14 às 19:22
  • @iuristona Realmente, levando em conta que já está em produção fica difícil de ter todo esse retrabalho. Quanto ao WebServices serem interceptados a diferença é que no WebService você consegue ter um controle de quem requisitou, como enviar, consegue tratar os dados antes de enviar e obstrui qualquer possibilidade do usuário saber a localização do banco. – Maicon Carraro 7/02/14 às 20:02
0

Verifiquei que a versões do SQL antigas, anteriores a 2005 (especificamente a 2000) não funcionam com o parâmetro encrypt=yes na string de conexão (connection string). Tentei em outro server mais recente e recebi o erro:

provider: Provedor SSL, error: 0 - A cadeia de certificação foi emitida por uma autoridade que não é de confiança.

Então encontrei outro parâmetro trustservercertificate=true que adicionei à minha string de conexão e funcionou. Esse parâmetro permite que meu client aceite um certificado emitido pelo server.

Em testes que fiz com WireShark não consegui interceptar nem a string de conexão, nem as instruções SQL, nem os dados de retorno. Os dados agora trafegam criptografados.

Então, a solução que encontrei foi incluir esse trecho ao final da string de conexão:

encrypt=yes;trustservercertificate=true;

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.