5

Não entendo porque o código a seguir fala que está recebendo mais de um valor pro mesmo parâmetro.

def foo(name, **kwds):
    return 'name' in kwds
foo(1, **{'name' : 2})´

TypeError: foo() got multiple values for argument 'name'

Mas quando uso desse outro jeito dá certo:

def foo(name, /, **kwds):
    return 'name' in kwds
foo(1, **{'name' : 2})

2 Respostas 2

8

Vamos por partes. Primeiro, vamos ver o que a / faz.

Se você declara uma função como essa:

def f(a, b):
    print(a, b)

É possível chamá-la de várias maneiras diferentes:

# passando os parâmetros posicionais
f(1, 2) # 1 2

# usando os nomes dos parâmetros
f(a=1, b=2) # 1 2

# usando os nomes, podemos inclusive passá-los em qualquer ordem
f(b=2, a=1) # 1 2

Mas se usarmos a / na declaração dos parâmetros (recurso que foi adicionado no Python 3.8), isso quer dizer que todos os argumentos antes da / não podem ser passados usando-se os nomes. Veja a diferença para o exemplo anterior:

def f(a, b, /): # "a" e "b" não podem ser passados com nomes
    print(a, b)

# passando os parâmetros posicionais, funciona
f(1, 2) # 1 2

# usando os nomes, dá erro
f(a=1, b=2) # TypeError: f() got some positional-only arguments passed as keyword arguments: 'a, b'

E qualquer parâmetro que estiver depois da / pode ser passado com ou sem o nome:

def f(a, b, /, c, d):
    print(a, b, c, d)

# "c" e "d" podem ser passados posicionalmente
f(1, 2, 3, 4) # 1 2 3 4

# "c" e "d" podem ser passados com os nomes
f(1, 2, c=3, d=4) # 1 2 3 4
f(1, 2, d=4, c=3) # 1 2 3 4

# "a" e "b" não podem ser passados com nomes
f(a=1, b=2, c=3, d=4) # TypeError: f() got some positional-only arguments passed as keyword arguments: 'a, b'

Agora, se usarmos keyword arguments:

def foo(name, **kwds):
    print(name, kwds)

Ao chamar foo(1, **{'name' : 2}), no fundo é o mesmo que fazer foo(1, name=2) (veja este exemplo na documentação). Mas como o primeiro parâmetro se chama name, então é como se eu estivesse fazendo foo(name=1, name=2). Daí a mensagem de erro: "foo() got multiple values for argument 'name'", pois ele entende que estou passando dois valores diferentes para name.

Já usando a /:

def foo(name, /, **kwds):
    print(name, kwds)

foo(1, **{'name' : 2}) # 1 {'name': 2}
foo(1, name=2) # 1 {'name': 2}

Agora funciona porque, como a / indica que o parâmetro name é apenas posicional, o nome dele (name) pode ser usado nos keyword arguments, sem a possibilidade de "colisão" de nomes.

Inclusive este exemplo é citado na documentação:

Since the parameters to the left of / are not exposed as possible keywords, the parameters names remain available for use in **kwargs:

>>> def f(a, b, /, **kwargs):
...     print(a, b, kwargs)
...
>>> f(10, 20, a=1, b=2, c=3)         # a and b are used in two ways
10 20 {'a': 1, 'b': 2, 'c': 3}

Em tradução livre: "Como os parâmetros à esquerda da / não são expostos como keywords, os seus nomes ficam disponíveis para serem usados em **kwargs".

O primeiro a recebe o valor 10, mas como ele é um parâmetro apenas posicional (graças à /), não há ambiguidade na chamada: eu sei que o a=1 refere-se ao kwargs, já que o primeiro a não pode ser chamado pelo nome.

2
  • 1
    Então o que acontece é que **{'name' : 2} é a mesma coisa que name = 2, quando usado como parâmetro? Acho que entendi então valeu – Henrique Hott 16/10/20 às 17:35
  • @HenriqueHott Sim, inclusive na documentação tem um exemplo que mostra isso – hkotsubo 16/10/20 às 17:36
4

Isso sempre causa confusão.

O * e ** são para "desempacotar" a variável recebida na função. Para mim, a palavra desempacotar pode causar confusão.

Normalmente usados como *args e **kwargs, o que eles fazem é:

*args - pegar os argumentos posicionais e transformar em uma tupla
**kwargs - pegar os argumentos nomeados e transformar em um dicionário

Veja o exemplo:

>>> def func(one, *args, **kwargs):
...     print(one)
...     print(args)
...     print(kwargs)
...
>>> func(1, "a", "b", 5, firstName="Joao", lastName="Silva")
1
('a', 'b', 5)
{'firstName': 'Joao', 'lastName': 'Silva'}

Perceba que o número 1 foi atribuído à variável one. Os demais parâmetros posicionais viraram um tuple chamado args. Já os parâmetros nomeados firstName e lastName viraram o dicionário kwargs

Para maiores detalhes visite este site.

Quanto ao /, ele indica que alguns parâmetros de função devem ser especificados posicionalmente e não podem ser usados como argumentos de palavra-chave.

Em outras palavras, ou melhor mostrando exemplo:

>>> def f(a, b, /, c, d, *, e, f):
...     print(c)
...
>>> f(10, 20, 30, d=40, e=50, f=60)
30

>>> f(a=10, b=20, c=30, d=40, e=50, f=60)
Traceback (most recent call last):
  File "<stdin>", line 1, in <module>
TypeError: f() got some positional-only arguments passed as keyword arguments: 'a, b'

>>> f(10, 20, 30, 40, 50, 60)
Traceback (most recent call last):
  File "<stdin>", line 1, in <module>
TypeError: f() takes 4 positional arguments but 6 were given
>>> f(10, 20, 30, 40, e=50, f=60)
30

Exemplo modificado da documentação

Ou seja, todos os parametros antes do / não podem ser nomeados.

Os parâmetros após o * têm que ser nomeados

Resumindo:

def name(somente_parametros_posicionais, /, parametros_posicionais_ou_nomeados, *, somente_parametros_nomeados):

Espero ter ajudado.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.