4

Tenho um branch derivado da master, development, que nunca volta à master. Todos os branchs de features são derivados de development, mas após testados e validados, são combinados tanto com a development quando com a master. Não posso combinar diretamente a development com a master porque tenho features lá que ainda não devem ser mescladas com a master.

Gostaria de saber se há algum meio de mudar o branch base de uma feature sem ocasionar conflitos nos arquivos que não foram alterados apenas nessa feature.

Hoje posso fazer o git cherry-pick <commit> mas acredito que em uma árvore com muitos commits seja um tanto quanto trabalhoso.

O desenho dos fluxos das minhas branchs é mais ou menos o seguinte:

                                   .-[feature1]---o---o---o-.
                                  /                          \
                                 /   .-[feature2]---o-.       \
                                /   /                  \       \
             .-[development]---´---´--------------------+-------+
            /                                            \       \
[master]---´----------------------------------------------+-------+---...

o - commits                    + - merge

No desenho acima, hoje, o que seria o merge estou fazendo como cherry-pick.

5
  • 2
    Acho que não chega a ser uma resposta ideal, mas git cherry-pick A^..B faz o cherry-pick de todos os commits entre A a B (incluindo os próprios commits A e B) – hkotsubo 2/10/20 às 12:45
  • @hkotsubo mas o problema é que vai pegar de todos os branchs que tenham commit naquele período, não? – Sorack 2/10/20 às 12:47
  • 1
    Se for da forma que está na figura, acho que não. Se todos os commits entre A e B pertencem ao branch feature1, só vai pegar esses. – hkotsubo 2/10/20 às 12:51
  • @hkotsubo então, mas não é o caso, porque o desenvolvimento da feature1 e feature2 ocorrem em paralelo. Me ocorreu agora que talvez eu possa dar squash no pull request ao colocar em development e depois fazer o cherry-pick apenas do merge. Não sei se dá pra fazer isso – Sorack 2/10/20 às 12:52
  • 1
    É, também não sei. Eu costumo usar o git de um jeito mais "básico" (branch -> push -> pull request), de vez em quando eu faço um cherry-pick ou rebase aqui e ali, mas é só. Não sou de fazer muitos "malabarismos", e muito menos de sugerir que os outros o façam. Desculpe não poder ajudar mais... – hkotsubo 2/10/20 às 13:00

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.