2

Olá, tudo bem com vocês?

Eu criei a seguinte classe pra um mini-framework próprio (desenvolvido para fins de estudo).

<?php

declare(strict_types=1);

namespace Atlas\Core;

final class Request
{
    private $uri;

    public function __construct()
    {
        $this->uri = $_SERVER['REQUEST_URI'];
    }

    public function path(): string
    {
        return $this->uri;
    }
}

Como eu posso testar o método path dessa classe com PHPUnit? Eu tentei algo assim

<?php

declare(strict_types=1);

namespace Atlas\Tests\Core;

use PHPUnit\Framework\TestCase;
use Atlas\Core\Request;

final class RequestTest extends TestCase
{
    private $request;

    public function assertPreConditions(): void
    {
        $this->request = new Request();
    }

    public function testCheckIfPathMethodReturnString(): void
    {
        $this->assertIsString($this->request->path());
    }
}

Mas não funcionou. Essa classe Request funciona perfeitamente quando acesso pelo navegador. Porém, quando tento testar ela com PHPUnit, esse método retorna null. Aparentemente os valores de $_SERVER mudam já que o que o PHPUnit faz não se trata de uma requisição web convencional.

Ideias?

Muito obrigado.

2
  • 1
    Ideias? Sim. Remova a dependência da sua classe com as variáveis globais e conseguirá testar mais facilmente. Por que não receber a URL como parâmetro no construtor? Assim, durante os testes, poderá definir exatamente a URL a ser testada. Na aplicação em produção bastará você passar o valor de $_SERVER['REQUEST_URI'] como parâmetro para funcionar como o esperado.
    – Woss
    9/09/2020 às 12:05
  • @Woss Cara, e não é que faz sentido? Vou esperar pra ver se tem mais respostas igualmente úteis pra acrescentar algo a questão. Enquanto isso, por que você não posta uma resposta com isso que me disse? Daí, é provável que eu marque ela como solução. Obrigado! 9/09/2020 às 14:05

1 Resposta 1

3

Isso é um sinal claro que a construção da sua classe está equivocada. Se é difícil de testar, então a sua classe possui uma dependência construída de forma errada. Neste caso em específico, a dependência que está atrapalhando é a variável global $_SERVER. Como você mesmo percebeu, isso será um problema nos testes unitários justamente porque normalmente essa variável é populada automaticamente ao receber a requisição HTTP.

Você consegue contornar essa limitação facilmente através da injeção de dependência, sendo que ao invés de a classe Request acessar a URL a parte da variável global ela passe a receber esse valor por parâmetro.

classe Request
{
    private string $url;

    public function __construct(string $url)
    {
        $this->url = $url;
    }
}

Na aplicação você cria a instância com new Request($_SERVER['REQUEST_URI']), enquanto durante os testes unitários pode instanciar com new Request('url/de/teste').

É bastante comum, também, ver nas implementações que os frameworks fazem uma classe filha de Request que define a requisição a partir de variáveis de ambiente, como por exemplo:

classe ServerRequest extends Request
{
    public function __construct()
    {
        parent::__construct($_SERVER['REQUEST_URI'])
    }
}

Assim, você pode aplicar todos os testes unitários com base em Request e na aplicação utilizar ServerRequest, que estará coberta pelos testes justamente devido à herança.

Pensando uma organização DDD, pode considerar a URL como um Value Object, então ainda poderia declarar a classe Url e colocá-la como dependência da sua classe:

classe Request
{
    private Url $url;

    public function __construct(Url $url)
    {
        $this->url = $url;
    }
}

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.