4

Quando eu vejo o código JS de outros programadores alguns definem os métodos dentro dos próprios construtores outros definem os métodos na propriedade prototype como, por exemplo:

function Mouse() {
   this.btnLeft = function() { // Método no construtor.
       alert('Click 1');
   }
}

Mouse.prototype.btnRight = function() { // Método na propriedade prototype.
   alert('Click 2');
};

Qual é a diferença entre definir um método para um objeto no caso dos dois exemplos acima, entre o construtor e a propriedade prototype? existe alguma relevância em usar um ou outro?

  • pt.stackoverflow.com/questions/44191/… Olá, pelo que pude entender pela resposta que achei no link acima a grande diferença é em questão de memória e de unicidade. também tem esse texto bem legal do DevMedia sobre prototype que talvez possa lhe ajudar ! devmedia.com.br/prototype-javascript/7063 Espero ter ajudado !! – Pedro Valcarenghi 15/07 às 14:31
  • 2
  • Não é a diferença principal, mas no primeiro caso o btnLeft só existirá para instancias, ou seja manipular a "classe" para sobreescreve-la será impossivel da forma que você fez, já no segundo o prototype é o objeto da "classe" (estou chamando de classe mas não é bem o nome correto), então o prototipe retorna um objeto que se modificado irá representar para todas instancias existentes. Tem um pouco mais sobre isso, mas vou ver se não tem uma resposta já mais completa sobre o assunto. – Guilherme Nascimento 15/07 às 22:40
  • @Guilherme Nascimento, porque na propriedade prototype mostra os métodos definidos, mas não as propriedades não era para demostrar tudo? já que na propriedade prototype é definido as coisas que serão herdadas? – Mirian cherbo 16/07 às 14:37
  • Não é só isso, é bem mais, como disse no prototype o comportamento é diferente, no primeiro código só existe em instancias, no segundo existe um objeto que representa todas instancias de uma classe e até na classe (não na instancia) existirá um "objeto" dentro que representa a interface do que você descrever. – Guilherme Nascimento 16/07 às 17:21

1 Resposta 1

0

Com o prototype, seus objetos compartilharam a mesma "tabela" de funções, (herdando as funções do prototype), enquanto que declarando as funções dentro do construtor ira criar ponteiro para cada tabela de cada instancia, permite você decidir com laços se declara ou não uma função, ou se ela vai ser diferente da de outra instancia, eles também poderão ser individualmente sobrescritos depois...

o prototype ajuda a padroniza e diminui o uso de memoria...embora seja bem pouco...

[Obj][Obj][Obj][Obj]
  v    v    v    v
[prototype (ponteiro para função_1) (ponteiro para função_2)]

[Obj (ponteiro para função_1) (ponteiro para função_2)]
[Obj (ponteiro para função_1) (ponteiro para função_2)]
[Obj (ponteiro para função_1) (ponteiro para função_2)]
[Obj (ponteiro para função_1) (ponteiro para função_2)]

então, o prototype seria o 'static' da classe, propriedades comum a todas as instâncias, como em uma linguagem C like..., mas como javascript é muito mais permissivo que uma linguagem compilada, é um pouco difícil comparar, espero ter ajudado..., embora parece um pouco confuso...

+OBS: propriedades também podem ser atribuídas ao prototype, uma vez que funções na verdade é que são tratadas como váriaveis em javascript.

oque torna o seguinte cenário possível:

var minha_string="string qualquer";
String.prototype.CONSTANTE_TEXTO = "TEXTO";
console.log(minha_string.CONSTANTE_TEXTO);
console.log("outra string".CONSTANTE_TEXTO);
//sim, os dois retornaram "TEXTO" ao console

e a adição de ganchos (Hooks) em codigos objetos já declarados, sem ter de acessar cada um, oque pode ser útil para descobrir como algum código funciona...

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.