46

Eu estava vendo alguns métodos das classes do pacote javax e alguns deles possuem assinatura semelhantes a esta:

protected void doInBackground(String... params){}

O que significa esse " ... " ?

47
+50

O que você tem no exemplo mencionado é a definição de que o parâmetro params vai receber os argumentos em um array de Strings, a partir do Java 5.0+ (esta definição é conhecida como "varargs").

Em outras palavras, você pode ter um número variável de argumentos na chamada da função à partir de onde foi especificado o ....

Esta sintaxe pode ser usada mesclada com parâmetros "normais":

void teste( String a, Integer... b ) {
    //...
}

teste( "a" );        //  a  recebe "a", b  fica vazio
teste( "a", 1, 2 );  //  a  recebe "a", b  recebe { 1, 2 }

E ainda, se quiser usar tipos variados nos argumentos:

void teste( String a, Object... b ) {
    //...
}

teste( "a", 1, "x", 7 );  //  a  recebe "a", b  recebe { 1, "x", 7 }

Note que, neste caso, você está perdendo a checagem em tempo de compilação em b pelo fato de o objeto aceitar tipos diferentes nos argumentos, e usualmente deve fazer esta checagem em runtime para sanitizar os valores e poder usá-los com tranquilidade.

  • Lembrando que também pode ser chamada de elipse. – user2692 8/01/15 às 10:32
  • isso é a mesma coisa que String[] b? – Skywalker 8/01/15 às 16:30
  • 2
    @Skywalker essencialmente sim. Mas aí não tem o açúcar sintático na chamada. – Maniero 1/02/16 às 14:18
14

Denominado por varargs, é uma funcionalidade/capacidade permite que um método receber múltiplos ou nenhum argumento do mesmo tipo.

O ... doInBackground(String... params) significa que este método pode receber nenhum parâmetro ou vários do tipo String.

Mais detalhes:

http://docs.oracle.com/javase/1.5.0/docs/guide/language/varargs.html

http://www.javatpoint.com/varargs

8

Nota: essa resposta inicialmente eu dei em uma pergunta que depois foi identificada como copia desta pergunta daqui. Como as respostas dadas nesta pergunta não exemplificam como usar o varargs (apenas como chamar), então acho que esta resposta complementa às do @Bacco e do @Cold.

O ... é chamado de ellipsis ou varargs, dentro de teste, obj terá o mesmo comportamento que um vetor. Por exemplo:

public void teste(Object... obj) {
    for (int I = 0; I < obj.length; i++)  {
      Object atual = obj[i];
      System.out.println(i + "-esimo elemento: " + atual);
  }
}

Para chamar teste, entretanto, você não precisa instanciar um vetor. Você poderia fazer assim:

teste("primeiro parâmetro", Integer.valueOf(1), null, BigDecimal.TEN);
1

A notação ... (três pontos, que no português é conhecido como "reticências") é conhecida no Java como varargs. Ele permite que um método aceite um número indefinido de parâmetros de determinado tipo.

No seu caso:

protected void doInBackground(String... params){}

Este método aceita uma quantidade indefinida de parâmetros do tipo String.

Ao receber este params no seu método, você pode ler o seu conteúdo tratando o params como um array qualquer. Assim, chamando o método da seguinte maneira:

doInBackground("Joao", "Pedro", "Paulo");

Teremos:

protected void doInBackground(String... params){
    if (params.length > 0) {
         String paramZero = params[0];
         System.out.println(paramZero); // imprimirá 'João'
    }
}

Apesar da sua flexibilidade, o varargs tem algumas limitações e riscos:

  • é permitido um varargs por método;
  • A variável varargs deve ser o último parâmetro do método;
  • Pode criar soluções estranhas e pouco intuitivas, como esta do Slf4J, onde ele aceita um varargs de Object para as variáveis da mensagem de log, porém ele verifica, internamente, se o último parâmetro dentro do varargs é algum tipo de exception, para fazer o log da mesma;
  • Situações de overload envolvendo varargs podem passar desapercebidas no código e causar situações inesperadas.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.