1

Eu tenho uma série de dependências que ora preciso do seu "sabor" normal, hora preciso de seu "sabor" sem lambdas.

Eu resolvo isso tendo o perfil retrolambda habilitado ou não. Um dos meus projetos que preciso disso é totalcross-functional-toolbox. Atualmente, o que eu tenho é um build no gitlab-CI para publicar num repositório de artefatos privado, porém estou pensando em mudar para o JitPack. O que faço atualmente está no .gitlab-ci.yml do projeto:

archive-functional-toolbox:
  script:
    - ./mvnw $MAVEN_CLI_OPTS clean deploy -pl :totalcross-functional-toolbox,:totalcross-functional-toolbox-bom,:gwt-functional-toolbox-is-serializable -am
    - ./mvnw $MAVEN_CLI_OPTS clean deploy -pl :totalcross-functional-toolbox,:totalcross-functional-toolbox-bom -P retrolambda

Note como, para publicar os dois sabores, eu mando executar clean deploy habilitando ou não o perfil retrolambda. Essa diferença de sabores eu coloca na versão. A priori, a versão é 2.0.1${revision}, se eu não colocar o perfil retrolambda acontece que ${revision} expande para string vazia, já com o perfil expande para +retrolambda.

No caso, como o JitPack controla o ciclo de vida, tem como eu detectar qual o "flavor" que está sendo requisitado para fazer o build adequado? Eu vou requerer ora o artefato com.gilab.geosales-open-source:totalcross-functional-toolbox:2.0.1, ora o artefato com.gilab.geosales-open-source:totalcross-functional-toolbox:2.0.1+retrolambda, como saber qual artefato estou requerendo para gerar corretamente a versão desejada?

Por hora, ignorar o fato de que o projeto de exemplo é um projeto Maven multi-módulo, a resposta pode considerar apenas como se fosse um projeto Maven simples

1 Resposta 1

1

O JitPack permite que você coloque um script de build personalizado. Nesse script, ele garante algumas variáveis. No caso, a variável garantida VERSION traz a versão desejada a ser gerada. Por exemplo, se em algum lugar tiver a dependência com.gitlab.geosales-open-source:totalcross-resultset-extractor:1.0.1-retrolambda, JitPack irá passar a variável VERSION=1.0.1-retrolambda para o script.

Então, para o caso de a versão passar algum esquema de "sabor" para o artefato gerado, é preciso fazer algum processamento na variável VERSION passada. Por exemplo:

./mvnw `[[ "$VERSION" == *-retrolambda ]] && echo "-P retrolambda"` clean install

Aqui se verifica se a versão satisfaz o glob *-retrolambda; se satisfizer, irá realizar a substituição textual para -P retrolambda, caso contrário será substituído pela string vazia. Desse modo, é possível fazer a detecção de "sabor" desejado para o build e usar um perfil Maven associado a ele.

Vale ressaltar que, nos testes, usar + como parte da string de versão não deu muito certo, tanto não reconhecendo corretamente a string de versão como também dizendo que é "versão inválida".

O arquivo de build do JitPack é identificado por jitpack.yml na raiz do diretório. Mais informações na documentação oficial.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.