6

Dúvida

Estou com um projeto em que toda a regra de negócio está encapsulada em um conjunto de DLL's com arquitetura em 3 camadas.

Gostaria de saber, qual é a melhor abordagem para o controle de autorização nestas dll's. É possível utilizar o Identity? Existe algum design pattern ou alguma outra abordagem mais indicada para solucionar este problema?

Levando em consideração que um usuário pode ter um perfil com acesso a determinadas funcionalidades (métodos ou classes).

Inicialmente, implementei uma tabela de funcionalidades e uma tabela de perfil que contem estas funcionalidades. Na aplicação, um Attribute acima de métodos ou de classes indica qual funcionalidade pode acessar o código.

Para verificar se o usuário pode acessar o código, é verificado se o perfil deste tem a funcionalidade descrita no Attribute. Contudo, não tenho certeza de que esta forma é a mais elegante para a situação.

Arquitetura

A arquitetura da solução está implementada de acordo com a arquitetura Onion. A camada Service encapsula toda a regra de negócio do sistema e tem acesso ao Domain e aos Repositorios.

O projeto Web (MVC) e Web Api possuem acesso a DLL Services, e o controle de acesso entra neste momento. Para evitar que estes e os demais projetos externos que queiram acessar os Services implementem cada um seus controles de autorização, foi criado um controle de acesso conforme descrito abaixo.

Código atual

AttributeUsage(AttributeTargets.Method)]
public class ControleAcessoAttribute : Attribute
{
    private string[] funcionalidades;
    private UsuarioAutenticado usuario;

    public ControleAcessoAttribute(params string[] funcionalidades)
    {
        this.funcionalidades = funcionalidades;
        this.usuario = UsuarioAutenticado.GetInstance();
        VerificarAcesso();
    }

    public void VerificarAcesso()
    {
        var isAutorizado = VerificarFuncionalidades();
        if(!isAutorizado)
        {
            throw new NegocioException("O usuário autenticado não possui permissão para acessar esta funcionalidade.");
        }
    }

    public bool VerificarFuncionalidades()
    {
        foreach (var item in usuario.Perfil.Funcoes)
        {
            for (int i = 0; i < funcionalidades.Length; i++)
            {
                if(item.Descricao.Contains(funcionalidades[i]))
                    return true;
            } 
        }
        return false;
    }

Método de utilização

public class Foo
{
      [ControleAcesso("Bar","Foo")]
      public void Bar()
      {
           //Some code here
      }
}

Um outro problema

Um outro problema que estou enfrentando é em saber qual é o usuário autenticado nas aplicações, uma vez que o projeto web pode implementar Session e outros não. Esta autenticação deveria ser responsabilidade da DLL? O mais correto seria guardar a autenticação no banco de dados?

  • 1
    Vinícius, vou reabrir sua pergunta por considerar que há a possibilidade de obter uma boa resposta. Porém sugiro ainda que edite a questão colocando algum trecho de código que exemplifique sua abordagem. Abraço! – utluiz 6/01/15 às 19:19
  • Irei editar a pergunta com o código existente hoje e a arquitetura utilizada nas DLL's! – Vinícius 7/01/15 às 11:42
7

Gostaria de saber, qual é a melhor abordagem para o controle de autorização nestas dll's. É possível utilizar o Identity?

É possível, mas o Identity foi pensado para a arquitetura MVC, inicialmente. Funcionará bem se o fluxo da sua camada de serviços for parecido com um Controller.

Existe algum design pattern ou alguma outra abordagem mais indicada para solucionar este problema?

Depende do que você precisa. Aproveitando o gancho da sua implementação por Attribute passando funcionalidades por parâmetro, a aproximação é correta, mas tenho algumas observações:

Strings são mais propensas a problemas em algum momento (principalmente os problemas de digitação). Ao invés de usar:

[ControleAcesso("Bar","Foo")]

Crie um Enum de funcionalidade:

public enum Funcionalidade {
    Foo, Bar
}

Passe eles como parâmetro:

[ControleAcesso(Funcionalidade.Bar, Funcionalidade.Foo)]

VerificarFuncionalidades poderá ser simplificado e ficará mais eficiente e mais seguro em termos de código.

Sobre Sessions, você terá que escrever um controle próprio de sessões, visto que você não está usando solução pronta de alguma arquitetura conhecida.

Sobre onde guardar estes dados, acho que é uma parte opinativa da questão. Por balanceamento de carga, prefiro manter no banco de dados ou usando alguma cache chave-valor, como o Redis, por exemplo.

  • Irei incrementar a pergunta então com o código que tenho hoje – Vinícius 7/01/15 às 11:41
  • @Vinícius Atualizei a resposta. – Cigano Morrison Mendez 7/01/15 às 19:16
  • inicialmente estava com enum mas este estava muito grande. O enum estava enumerando as chaves das funcões cadastradas no banco de dados. Você acha essa abordagem correta? – Vinícius 7/01/15 às 19:29
  • 1
    @Vinícius Mais segura, eu diria. Que fique grande. Melhor assim do que algo propenso a erro. – Cigano Morrison Mendez 7/01/15 às 19:35

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.