2

Comecei a estudar recentemente shell script e me daparei com 2 exemplos, e gostaria de saber a diferenca dos comandos, quando é melhor usar um ou o outro. O exemplo era seq 1 5| e o outro era for i in 1 2 3 4 5, ambos vão fazer um loop de 1 até 5, são a mesma coisa?

  • Alan, a resposta abaixo resolveu sua dúvida ou faltou algo? Se ela resolveu o problema, vc pode aceitá-la, veja aqui como e porque fazê-lo. Não é obrigatório, mas é uma boa prática do site, para indicar a futuros visitantes que aquilo resolveu o problema. Não esqueça que vc também pode votar na resposta, caso tenha achado útil. Se não resolveu, diga o que faltou que se for o caso eu edito acrescentando mais informações (desde que não desvie do assunto principal, que é a diferença entre os 2 comandos) – hkotsubo 8/07 às 17:41

1 Resposta 1

2

No seu exemplo específico, ambos são similares. Mas eles não são exatamente a mesma coisa.

seq serve para gerar uma sequência de números, e nada mais. Ex:

# apenas o valor final (inicial é 1)
seq 5
1
2
3
4
5

# valor inicial e final
seq 3 5
3
4
5

# valor inicial, passo e valor final (números de 2 a 10, pulando de 3 em 3)
seq 2 3 10
2
5
8

A saída do comando são os números, um em cada linha.


Já o for itera pelos parâmetros que você informar (que podem ser os números, mas veremos mais abaixo que não se limita a isso), e você pode fazer qualquer coisa com eles (não só imprimir). Ex:

for i in 1 2 3 4 5
do
  cp arquivo$i.txt pasta
done

Ou seja, o for acima está copiando os arquivos arquivo1.txt, arquivo2.txt, etc (até o arquivo5.txt) para uma pasta.

O for pode inclusive ser usado juntamente com seq, caso você queira iterar pelos números:

# iterar de 1 a 5
for i in $(seq 1 5)
do
  # faz algo com $i
done

A sintaxe $( ) é o command substitution, que basicamente pega a saída do comando que está entre os parênteses e os passa como parâmetros para o for.

Se bem que você também pode usar for i in {1..5} para iterar de 1 a 5.


Mas como eu já disse anteriormente, o for não se limita a números.

Por exemplo, se eu fizer for i in *.c, ele vai iterar por todos os nomes de arquivos que terminam com .c no diretório atual.

E eu posso usar o command substitution para colocar qualquer comando, e o for irá iterar pela saída do mesmo:

for i in $(um comando qualquer)
do
  # faz algo com $i
done

No caso, a saída do comando é passada para o for, que itera por eles. O detalhe é que por padrão ele usa como separador um caractere que seja espaço, TAB ou quebra de linha.

Por exemplo, vamos supor que a saída do comando são as 3 linhas abaixo:

lorem ipsum
dolor sit amet
bla bla bla

Se eu fizer um for i in $(comando), a saída acima é passada para o for e a cada iteração, cada palavra é setada para a variável i.
Ou seja, for i in $(comando); do echo $i; done irá imprimir:

lorem
ipsum
dolor
sit
amet
bla
bla
bla

Mas se você quiser que cada linha seja considerada um único parâmetro, basta mudar o valor da variável IFS:

# usa apenas a quebra de linha como separador
IFS=$'\n'
for i in $(comando) # a cada iteração, $i será uma das linhas
do
  echo $i
done

Agora a cada iteração, i será uma das linhas, e a saída é:

lorem ipsum
dolor sit amet
bla bla bla

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.