3

Como devo proceder para que a função de leitura possa ler o arquivo.dat sempre que início o programa? estou gravando objetos em um arquivo, e preciso lê-los sempre que o programa se inicia.

Problema: estou tendo problemas de falha de segmentação ao tentar ler estes dados já salvos.

void DataManip::DataManipWrite(DateAdress *writer) {

    ofstream ObjectWriter;
    ObjectWriter.open("dbaddress.dat", ios::binary);    
    ObjectWriter.write((char *)&writer, sizeof(writer));
    ObjectWriter.close();

}

void DataManip::DataManipRead(DateAdress *reader) {

    ifstream ObjectReader;
    ObjectReader.open("dbaddress.dat", ios::binary);    
    ObjectReader.read((char *)&reader, sizeof(reader));
    ObjectReader.close();

}
  • O problema não é tão simples e você não deu informações precisas, então eu dei uma resposta que pode ajudar a achar o caminho mas não garanto que ela seja a solução definitiva. – Maniero 25/12/14 às 17:36
4

Você não pode gravar objetos e depois lê-los para a memória. Você precisa serializá-los.

De fato você está tentando fazer uma serialização quando usa o cast (char *) mas não dá o resultado que você espera.

Em geral você deveria gravar esses dados como texto. Não que não possa ser binário, mas você terá que criar um formato para esse binário. Não é só jogar qualquer informação lá. No texto também precisa de um formato mas aí é mais fácil porque tem alguns óbvios e simples de manipular.

Só porque um arquivo é considerado binário não quer dizer que você pode jogar código binário ou informação direta da memória. Esse binário quer dizer que os dados ali devem ser tratados byte a byte e não considerar existir nada específico nele. Ele deve ser tratado como uma sequência de bytes e o programa deve saber como tratá-las.

Em um arquivo texto há algumas suposições como por exemplo a existência de quebra de linha.

Como o C++ não tem uma funcionalidade própria em sua biblioteca que facilite a serialização. Existem bibliotecas de terceiros para isto.

A primeira recomendação que faço é gravar em arquivo texto. A não ser que realmente precisa que seja binário e quer arcar com a complexidade de fazer isto.

A segunda é preparar uma forma se serialização para gravar e deserialização após ler.

A primeira pegará cada um dos membros do tipo DateAdress e transformará em um texto sequencial que possa ser gravado no arquivo. Note que pode ser necessário fazer algumas conversões em tipos numéricos e principalmente em tipos que na verdade sejam ponteiros. Você não pode gravar o ponteiro, terá que gravar o dado que o ponteiro aponta (isto inclui um processo recursivo) ou alguma identificação para que depois uma informação seja associada a outra corretamente (isto não é fácil fazer corretamente).

Quando ler esses dados serializados no arquivo terá que fazer o processo inverso, interpretar cada informação constante no texto de acordo com seu tamanho ou através de marcadores especiais (se manter a ordem dos campos), ou que sabe identificadores para cada campo (aí não precisa manter a ordem, um exemplo disto é o formato de JSON). Pegando cada informação individualmente pode colocar no devido membro do tipo DateAdress, fazendo as devidas conversões.

É complicado? É. Tem um jeito melhor? Eu desconheço.

Só quero reforçar que eventualmente um arquivo binário pode ser mais útil, a grande diferença é que você vai ter que entender o conteúdo sem nenhum ajuda do padrão adotado em textos.

O erro ocorre porque no fundo você está jogando sujeira na memória.

O cast que você usou não é recomendado em C++. Não estou dizendo que vai funcionar mas ajudaria se tivesse feito reinterpret_cast<const char*>(&writer). Não tenho como testar aqui mas não sei se o mesmo se aplicaria para o reader. Isso é só uma ideia.

Não estou dizendo que o que está fazendo não pode funcionar, apenas que é uma bela de uma gambiarra. Vou até sugerir uma mudança que talvez resolva sua situação se o tipo DateAdress for simples o suficiente. Note que pode funcionar mas é uma solução frágil.

Leia os dados individualmente ao invés de ler a estrutura toda:

ObjectReader.read((char *)&reader.campo1, sizeof(reader.campo1));
ObjectReader.read((char *)&reader.campo2, sizeof(reader.campo2));
ObjectReader.read((char *)&reader.campo3, sizeof(reader.campo3));

Como não sei a composição do tipo, chutei três nomes para os campos.

Mas também para funcionar talvez seja necessário "compactar" a estrutura, o que nem sempre é desejável. Nunca o fiz mas sei que é precisa usar um #pragma:

GCC:

struct __attribute__((packed)) nome { ... };

Microsoft:

#pragma pack(push, 1)
struct nome { ... };
#pragma pack(pop)
  • Amigo, obrigado pelas informações! Esse método que usei não funcionara com o tipo de projeto que estou fazendo, eu optei em manter o objeto DateAdress, porém na escrita estou gravando como ios::out | ios::app | ios::binary, em um arquivo mesmo, os arquivos serão salvos em um diretorio DATA, pois preciso fazer pesquisas atraves de endereços fornecidos pelo usuario. mais uma vez muito obrigado! – Mrdk 25/12/14 às 18:10
  • Não entendi o que quis dizer com isto. Ou entendi e acho que agora está mais claro que você está no caminho errado. – Maniero 25/12/14 às 18:15
  • vou postar como estou trabalhando agora com a nova versão do projeto. – Mrdk 25/12/14 às 18:16
1

O erro é que você não está gravando um objeto do tipo DateAddress no arquivo, mas na verdade um ponteiro para um DateAddress.

Seu arquivo .dat está ficando algo do tipo:

A4 FE 22 00

4 bytes que representam apenas um ponteiro para um DateAddress, ou seja a variável local writer.

Então nas linhas onde tem:

ObjectWriter.write((char *)&writer, sizeof(writer));
ObjectReader.read((char *)&reader, sizeof(reader));

Deveria ser:

ObjectWriter.write((char *)writer, sizeof(DateAddress));
ObjectReader.read((char *)reader, sizeof(DateAddress));

Ainda sim o código acima faz uma leitura/escrita muito "cega" de dados do arquivo, creio que seria mais correto ler/escrever membro por membro da classe.

  • o problema e que meu programa tentava lêr algo que não estava mais na memoria, e eu ja sabia que isso estava acontecendo só queria ver se tinha alguma solução para fazer tal coisa. – Mrdk 25/12/14 às 18:20
  • Exatamente, porque você estava gravando um ponteiro e não o DateAddress de verdade, quando você lia de volta o ponteiro vinha inválido, pois o mesmo pertencia a execução anterior do programa e que já havia sido destruído. – Cahe 25/12/14 às 18:21
  • exatamente camarada ! hehehee. – Mrdk 25/12/14 às 18:27
0
void DataManip::DataManipWrite(DateAdress *writer) {

#define LENGTH 1024
char Directory[LENGTH] = {"Data/"}; 

    ofstream ObjectWriter;
    strcat(Directory, writer->getFamily()); strcat(Directory,".dat");
    ObjectWriter.open(Directory, ios::out | ios::app | ios::binary);    
    ObjectWriter << "#------------------------------#"<< endl;
    ObjectWriter << "Bairro: " << writer->getBairro() << endl;
    ObjectWriter << "Rua: " << writer->getRua() << endl;
    ObjectWriter << "Telefone: " << writer->getTelefone() << endl;
    ObjectWriter << "Numero: " << writer->getNumero() << endl;
    ObjectWriter << "#------------------------------#\n"<< endl;

    ObjectWriter.close();

}

void DataManip::DataManipRead(char Directory[]) {
    string line_text;
    ifstream ObjectReader;
    strcat(Directory,".dat");
    ObjectReader.open(Directory, ios::in | ios::binary);

    if(ObjectReader.is_open() ) {
        while(getline(ObjectReader, line_text)) {
            cout << line_text << endl;
        }

    }   

    ObjectReader.close();

}
  • Obrigado pelas informações pessoal! para o meu projeto, eu optei por este método. – Mrdk 25/12/14 às 18:17
  • Ou seja, você fez o que eu te falei? – Maniero 25/12/14 às 18:20
  • eu ja tinha esta versão do projeto mais basicamente sim por isso votei em sua resposta :P, eu só queria saber se existia algum jeito de lêr objetos igual fazemos com struct no C , para este tipo de projeto não iria se adequar. – Mrdk 25/12/14 às 18:25
  • 1
    Isso é a sua solução ou um complemento da pergunta? – bfavaretto 25/12/14 às 18:51
  • 1
    uma solução que eu já tinha para o meu projeto. – Mrdk 25/12/14 às 19:23

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.