11

Estou desenvolvendo uma aplicação composta por um servidor feito em NodeJS que deve fornecer dados em JSON para os clientes, no caso um aplicativo para Android, tudo funcionando em rede interna.

Já consegui fazer todo o processo de comunicação e tudo funciona da forma esperada, porém estou definindo o IP e porta do servidor de forma fixa tanto no servidor quanto no cliente (por exemplo 192.168.1.15:3300).

Gostaria de saber se existe uma forma de anunciar o IP do servidor na rede já que este pode mudar em algum momento, como por exemplo nos jogos online, onde é mostrado uma lista com servidores ligados.

Já pensei em fazer um escaneamento da porta do meu servidor em toda a rede, porém este processo pode se tornar lento, ainda mais que o cliente pode não ter muito poder de processamento.

Existe alguma forma mais rápida ou melhor para "anunciar"o IP do servidor na rede para que os clientes possam se conectar?

  • Olha se entendi o que você quer é que os clientes saibam qual o IP está distribuindo o JSON, não seria melhor fixa-lo? Eu não sei se entendi o que você necessita – Guilherme Nascimento 23/12/14 às 21:07
  • No exemplo atual está fixo como comentado, porém pode ocorrer do servidor alterar o IP por algum motivo e não conseguir mais o IP fixado nos clientes. Preciso que o servidor de alguma forma conte em que IP está executando. Mas Obrigado pelo comentário de qualquer forma. – Pedro Henrique 23/12/14 às 21:16
  • Entendi, se o IP é somente local acredito o rastreamento não seja lento, se você utilizar algo como try { Socket socket = new Socket(); socket.connect(new InetSocketAddress(ip, 3300), timeout); socket.close(); return true; } catch (Exception ex) { return false; } e um loop – Guilherme Nascimento 23/12/14 às 21:28
  • 3
    Não dá pra usar DNS? Simplificaria. – Bacco 23/12/14 às 21:54
  • 1
    Não é possível fazer um loop sobre os IP's, imagina algo como 200 clientes conectados, agora imagina fazer um loop sobre os 200 IP's (se o servidor for o último é claro) feito por um Smartphone e isso sem considerar o Timeout. Fiz uns teste com 30 IPs e já levou mais de 1 minuto para descobrir o servidor. Talvez exista algum algorítimo melhor. Posso ter feito algo errado. – Pedro Henrique 23/12/14 às 22:03
9

Pedro, de fato vasculhar a rede procurando pelo serviço/dispositivo é inviável, principalmente se você não pode usar algo como nmap (com algum binding para o nodejs) no dispositivo cliente.

A minha sugestão é que você não implemente nada na mão e utilize protocolos já conhecidos para esta finalidade, por exemplo o SSDP.

O protocolo simples de descoberta de serviços (SSDP) é um protocolo de rede do conjunto de protocolos da internet, para divulgação e descoberta de serviços de rede e presença de informação. Ele cumpre este objetivo sem assistência de mecanismos de configuração baseados em servidor, como o DHCP ou o DNS, e sem configurações estáticas. O SSDP é a base do protocolo de descoberta do Universal Plug and Play (UPnP).

O SSDP é um protocolo baseado em HTTPU que é uma extensão do HTTP 1.1 utilizando o UDP como camada de transporte.

O servidor anuncia o serviço disponível fazendo multicast IP para a porta 1900. O range de endereço multicast é 239.0.0.0 - 239.255.255.255. É utilizado o verbo HTTP NOTIFY para anunciar ou notificar a desativação de um serviço.

Para um cliente descobrir serviços disponíveis em uma rede é utilizado o verbo M-SEARCH e respostas para estes requests são devolvidos em unicast (comunicação um-a-um) para o mesmo endereço e porta que o originou.

Esclarecendo

Na arquitetura da sua aplicação ambos os clientes (smartphones) e o servidor vão escutar e emitir mensagens. Inicialmente, quando ninguém conhece ninguem pode haver duas situações:

1- O servidor acabou de entrar na rede, suponha que o seu servidor acabou de voltar de um reboot - ele então faz multicast para todos na rede, na porta 1900 com UDP, enviando um verbo NOTIFY, com todas as informações necessárias da sua localização na rede (ip e porta). Os clientes (smartphones) que já estão escutando na porta 1900 recebem o request e a partir daí usam esta informação como bem entenderem.

2- Um novo cliente acabou de entrar na rede e quer descobrir o servidor. Ele então envia um multicast para a porta 1900, com o verbo M-SEARCH. O servidor recebe esta requisição e retorna a requisição para o mesmo endereço e porta originários, o cliente recebe o retorno e faz o que bem entender com a informação.

Porque usar tudo isso?

Para você não ter a necessidade de criar o seu próprio protocolo de descoberta de serviços e não perder tempo desenvolvendo bibliotecas que já lidam com isso. O node já tem módulos que abstraem esse tipo de problema e aposto que existem bibliotecas para os smartphones que também já o fazem.

Como implementar tudo isso?

1- Você implementa tudo na mão, ou
2- Você pode usar o módulo super-ssdp que é super simples e tem uma API minúscula:

var ssdp = require('super-ssdp'),
    ip = require('ip'),
    porta = (Math.random() * 10000).toFixed(0), // Porta fake. Coloque aqui a porta do seu serviço principal
    peer = ssdp.createPeer({
        name: 'suaAplicação',
        url: 'http://' + ip.address() + ':' + porta
    });

peer.start();

peer.on('found', function(endereco) {
    console.log('Serviço encontrado!', endereco);
});

Para testar o código acima você precisa fazer o seguinte; npm install super-ssdp ip e então node app.js (ou o nome do arquivo que você preferir). Agora abra outro terminal (para simular um outro dispositivo) e rode o último comando novamente. Preferencialmente teste em outro computador conectado a rede.

Mais Testes

Vamos testar que qualquer cliente, smartphone no seu caso, é capaz de encontrar o servidor.

Em uma aba de terminal rode o código acima, em outra rode este

var dgram = require('dgram'),
    ip = require('ip');

//0- Este é o nosso request HTTPU
var msearch = new Buffer(
    'M-SEARCH * HTTP/1.1\r\n' +
    'HOST:239.255.255.250:1900\r\n' +
    'MAN:\"ssdp:discover\"\r\n' +
    'ST:ssdp:all\r\n' +
    'MX:3\r\n' +
    '\r\n'
);

//1- Criamos um socket para enviar o M-SEARCH e escutar a resposta
var client = dgram.createSocket('udp4');

//2- Este socket escuta numa porta que o proprio SO vai designar,
//   e em todos os endereços, não apenas localhost
client.bind(function() {
    client.on('message', function(msg, rinfo) {
        //3- Aqui trataremos a reposta
        if(rinfo.address !== ip.address()) {
            //4- Só estamos interessados em mensagens vindas do localhost.
            //   Se você não colocar este `if` você vai receber varias mensagens
            //   do seu roteador, por exemplo!
            return;
        }

        //5- Imprimimos a resposta que contem o IP e porta do servidor.
        //   O ideal aqui seria fazer um parse da resposta.
        console.log(msg.toString());
    });

    //6- Enviamos o M-SEARCH para todo mundo, repare a porta e o endereço multicast
    client.send(msearch, 0, msearch.length, 1900, '239.255.255.250', function() {
        console.log('M-SEARCH enviado...');
    });
});

No código acima implementamos na mão o código de um cliente SSDP, que é justamente o que a biblioteca para Android ou iOS deve fazer para você.

Nós até poderíamos implementar outro teste em que o o servidor 2 envia um NOTIFY para o servidor1 mas a biblioteca super-ssdp não implementou o handler para NOTIFY então não tem como testar. Na verdade essa biblioteca não é consolidada, o único like que ela tem no GitHub é o meu kkk - você provavelmente vai querer encontrar algo mais testado e consolidado, as vezes algo até fora do node mesmo e aí você só cria os bindings.

O seu problema (ou não) será encontrar uma biblioteca que implemente o SSDP na linguagem/plataforma dos smartphones.

4

Como é rede interna acho que o mais simples seria o servidor soltar um pacote UDP broadcast (ou multicast) a intervalos regulares "anunciando" sua existência.

Talvez esses links ajudem:

  • Vou dar uma olhada, de cara posso falar que talvez Broadcast cause problemas. Vou fazer um protótipo com MultiCast e ver se apresenta um resultado bom. – Pedro Henrique 23/12/14 às 21:25
  • 2
    Uma alternativa para diminuir o tráfego, apesar de UDP ser compacto por natureza, seria o cliente mandar um broadcast ao conectar e o servidor responder só quando solicitado, se a quantidade de clientes não for gigantesca. – Bacco 23/12/14 às 21:55

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.