5

Estou começando a estudar C# e assim como no Java, IDEs fornecem recursos que tornam possível construir GUIs facilmente arrastando componentes. O possui uma poderosa ferramenta de construção onde é possível arrastar componentes Swing para um JFrame, JDialog, etc. No me senti em casa, é praticamente o mesmo esquema.

A minha duvida é: No Netbeans, o código gerado pelo GUI Builder é funcional, porém muito complicado de dar manutenção - supondo que quem for dar manutenção não usará o construtor de interface do Netbeans (e.g um usuário do ). Dependendo dos requisitos na interface gráfica é muito melhor escrever o código "na unha", tornando o código fonte bem mais simples de ler. Não sei como o código da janela é gerado em C#, mas gostaria de saber se é possível construir uma interface gráfica no código "puro", manualmente.

Por exemplo, em Java basta o seguinte trecho para mostrar uma janela:

import java.awt.event.*;
import javax.swing.*;

public class MinhaJanela extends JFrame {

    public MinhaJanela(){
        super("Minha Janela");
        setDefaultCloseOperation(EXIT_ON_CLOSE);
        setSize(300, 300);
        setLocationRelativeTo(null);

        JButton btn = new JButton("Click aqui");
        btn.addActionListener((ActionEvent e) -> {
            btnClick();
        });
        getContentPane().add(btn);
        setVisible(true);
    }

    private void btnClick(){
         JOptionPane.showMessageDialog(null, "Clicou!");
    }

    public static void main(String[] args) {
        new MinhaJanela();
    }
}

Como seria criar a mesma janela em C#?


PS: Não, eu não sou um hater de construtores de GUI, é mais por questão de curiosidade mesmo, quero entender como funciona.

5

Concordo que frequentemente é melhor escrever o código na mão que usar o gerador. Dá mais flexibilidade e controle. Eu sou visual builder hater :P

O Visual Studio gera códigos mais fáceis de dar manutenção separando inclusive o que você deve mexer e o que só o gerador deveria manipular (você até pode mexer nesta parte sob risco de criar dificuldades para o gerador). A existência de métodos e classes parciais ajudam muito nisto.

Mas nada impede de escrever tudo na mão. O que eu vejo acontecer muito em programadores experientes que estão começando no C# é gerar um classe pelo IDE para analisar e ver como proceder em futuras implementações manuais.

Um Hello World um pouco mais funcional que o seu exemplo:

using System;
using System.Windows.Forms;

public class HelloWorld : Form {
    static public void Main() {
        Application.Run(new HelloWorld());
    }

    public HelloWorld() {
        this.Text = "Minha Janela";
        Button b = new Button();
        b.Text = "Click aqui";
        b.Click += new EventHandler(Button_Click);
        Controls.Add(b);
    }

    private void Button_Click(object sender, EventArgs e) {
        MessageBox.Show("Clicou!");
    }
}

Coloquei no GitHub para referência futura.

Um tutorial mais completo.

  • Achei interessante (e estranho) a forma de adicionar um listener no botão: b.Click += new EventHandler(Button_Click); é quase um "concatenar" evento. – Renan Gomes 21/12/14 às 2:10
  • 1
    @renan e não deixa de ser uma concatenação. Ele concatena a uma lista de assinantes. – Maniero 21/12/14 às 2:13

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.