13

Estou fazendo uns testes com Promises e me deparei que há duas formas de obter o resultado de um conjunto de promises:

usando Promise.all():

async searchSegmentsInformations(segmentId) {
    try {
      const segment = await Segment.find(segmentId);
      return segment;
    } catch (error) {
      throw new Error(error);
    }
  }

  testePromises() {
    const segmentsIds = [
      { id: 'bd84f021-30fb-4dad-b21a-6d673610db93' },
      { id: '25fcd038-58c2-44c2-aa9b-43529d591ed3' },
      { id: 'e1e9fd46-63ad-4ad9-af85-a16bd71a5b22' },
      { id: 'ca9f3a88-cb91-465a-87be-0c4bcfefa299' }
    ];

    const teste = Promise.all(
      segmentsIds.map((s) => this.searchSegmentsInformations(s.id))
    )
      .then((result) => {
        return result
      })
      .catch((error) => {
        console.log(error);
      });

    return teste;
  }

com Promise.allSettled():

async searchSegmentsInformations(segmentId) {
    try {
      const segment = await Segment.find(segmentId);
      return segment;
    } catch (error) {
      throw new Error(error);
    }
  }

  testePromises() {
    const segmentsIds = [
      { id: 'bd84f021-30fb-4dad-b21a-6d673610db93' },
      { id: '25fcd038-58c2-44c2-aa9b-43529d591ed3' },
      { id: 'e1e9fd46-63ad-4ad9-af85-a16bd71a5b22' },
      { id: 'ca9f3a88-cb91-465a-87be-0c4bcfefa299' }
    ];

    const teste = Promise.allSettled(
      segmentsIds.map((s) => this.searchSegmentsInformations(s.id))
    )
      .then((result) => {
        const segmentsInformations = result.map((r) => r.value);
        return segmentsInformations;
      })
      .catch((error) => {
        console.log(error);
      });

    return teste;
  }

Qual a diferença entre os dois?
Ambos possuem a mesma compatibilidade?
Quando devo usar um ou outro?

1 Resposta 1

19

Basicamente, Promise.all e Promise.allSettled são dois entre os chamados ”combinadores de promessas”. Em síntese, Promise.all retornará um array com os valores de resultado de todas as promessas passadas. Ele irá rejeitar caso qualquer uma delas falhe. Já Promise.allSettled retornará uma lista com informações relativas a todas as promessas passadas, não importando se foram resolvidas ou rejeitadas.

Promise.all

A função Promise.all recebe um iterável (como um array) de promessas e, uma vez que todas tenham sido resolvidas, retorna um novo array com os respectivos valores de resolução. Caso uma delas falhar, Promise.all fará um ”curto circuito”, de modo que rejeitará com o motivo de falha da primeira delas.

Promise.all foi introduzido no padrão ECMAScript 2015 (ES6), juntamente com o próprio objeto Promise.

Veja um exemplo:

const promises = [
  Promise.resolve(1),
  Promise.resolve(2),
  Promise.resolve(3),
];

Promise.all(promises)
  .then((list) => {
    console.log('Result:');
    console.log(list);
  })
  .catch((error) => {
    console.log('Error:');
    console.log(error);
  });

Agora note que se qualquer uma das promessas do iterável fornecido falhar, Promise.all também rejeitará, com o motivo da primeira falha:

const promises = [
  Promise.resolve(1),
  Promise.reject('Eu vou falhar e arruinar tudo.'),
  Promise.resolve(3),
];

Promise.all(promises)
  .then((list) => {
    console.log('Result:');
    console.log(list);
  })
  .catch((error) => {
    console.log('Error:');
    console.log(error);
  });

Promise.allSettled

A função Promise.allSettled, de modo similar à Promise.all, também recebe um iterável de promessas e espera que todas sejam concluídas. A diferença é que retorna um array de objetos, descrevendo o resultado de cada uma das promessas. Esse objeto tem duas propriedades:

  • status, que indica o resultado da promessa. Pode assumir o valor fulfilled no caso da resolução da promessa ou reject no caso de sua rejeição;
  • value, o valor do resultado da promessa.

Portanto, Promise.allSettled resolve somente após todas as promessas passadas tenham um resultado. Ao contrário de Promise.all, que só resolve se todas as promessas tenham sido resolvidas, Promise.allSettled resolve com resoluções e/ou rejeições.

Veja um exemplo:

const promises = [
  Promise.resolve(1),
  Promise.reject('Eu vou falhar, mas NÃO vou arruinar tudo.'),
  Promise.resolve(3),
];

Promise.allSettled(promises)
  .then((list) => {
    console.log('Result:');
    console.log(list);
  })
  .catch((error) => {
    console.log('Error:');
    console.log(error);
  });

O método Promise.allSettled, diferentemente do Promise.all, é bem mais recente. Foi introduzido no ECMAScript 2020. Consulte a tabela de suporte para ver se o seu ambiente suporte esse método antes de utilizá-lo.

Sobre o paralelismo a concorrência dessas funções

Funções como Promise.all e Promise.allSettled não executam as promessas de forma paralela. JavaScript é single-threaded, de modo que não há paralelismo – promessas não quebram essa invariante.

Contudo, utilizar funções como a Promise.all permite concorrência. De acordo com esta definição, isso significa que as promessas podem iniciar, executar e terminar em tempos interpolados. Veja que isso não significa que são executadas ao mesmo tempo.

Vale lembrar, também, que funções como as descritas nesta resposta não iniciam as promessas. Elas recebem um iterável de promessas já criadas, e apenas aguardam que todas sejam concluídas (no caso de allSettled) para fazer algo.

As promessas já são criadas antes de serem passadas à função. É importante saber disso.

Conclusão

Se por algum motivo você quiser executar alguma ação caso uma lista de tarefas for executada com 100% de êxito, utilize Promise.all, que irá te garantir isso.

Se você precisar de executar uma lista completa de promessas, não importando se foram resolvidas ou rejeitadas, Promise.allSettled será o seu amigo.

Veja os links pela resposta para aprofundamento.

0

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.