2

Não sei se o termo descentralizado do título está correto, caso não esteja alguém fique a vontade para mudar. Mas vamos ao que interessa.

Tenho um cenário onde estou desenvolvendo um programa que gerencia monitorias de uma instituição, nas aulas de JavaEE e Hibernate nós fizemos o mapeamento das classes certinho, criei a classe Aluno, por exemplo, coloquei todos os atributos nela, relacionamentos, etc., segue o código:

Aluno.java

@Entity
public class Aluno implements Serializable {

    @Id
    @Column(length=11, nullable=false)
    private int cpf;

    @Column(nullable=false)
    private String nome;

    @Column(nullable=false)
    private int rg;

    @Column(length=11,nullable=false)
    private int matricula;

    @Temporal(TemporalType.DATE)
    private Date dataNascimento;

    /* RELACIONAMENTOS */

    @OneToMany(mappedBy="aluno")
    private List<Inscricao> inscricoes;

    @OneToMany(mappedBy="aluno")
    private List<Relatorio> relatorios;

    /* GETTERS AND SETTERS */
    ...
}

Beleza, funcionando 100%, mas isso dentro de sala de aula, agora estamos passando para a parte de implementação onde iremos consumir dados da instituição, só que no banco de dados deles não tem uma tabela Aluno como eu tenho na minha classe, no banco deles existe uma tabela Aluno que não tem o nome do aluno por exemplo mas contém o ID de uma pessoa, o nome do aluno está na tabela pessoa, e assim por diante, o banco é bastante normalizado.

Agora na prática, como faço pra conseguir consumir os dados com minha atual classe? Que modificações fazer? Como dizer que o atributo nome por exemplo está na tabela pessoa? Pesquisei mas não consegui encontrar, não sei se estou pesquisando pelos termos errados, mas se alguém puder me ajudar, agradecido.

1

Para o nome da tabela, você pode utilizar a anotação @Table. Você também pode usar @SecondaryTable ou @SecondaryTables se a entidade estiver dividiva em várias tabelas separadas. Você pode usar @Inheritance, @DiscriminatorColumn e @DiscriminatorValue para mapear herança.

Você deveria fazer o seu mapeamento de entidades refletir o banco de dados e vice-versa. Se isso não ocorre, um dos dois deveria ser mudado. Afinal, o propósito da entidade e das anotações é exatamente descrever para o Hibernate/JPA como é que ocorre o mapeamento objeto-relacional, e portanto se a sua classe Aluno é significativamente diferente do que há no banco-de-dados, então um dos dois deve ser alterado para se adequar ao outro.

Você pode mapear views se necessário. O motivo disso ser possível é que o Hibernate/JPA não consegue (ou melhor dizendo, não precisa) distinguir se ele está fazendo SELECT em uma tabela ou uma view. No entanto, se você fizer isso, na hora que ele tentar dar um INSERT, UPDATE ou DELETE, você vai ter uma exceção, então só use isso se você tiver certeza que estas operações nunca deverão ocorrer.


Exemplo de uso de @Table e @SecondaryTable:

@Entity
@Table(name = "xpto") // O nome da tabela no banco de dados é xpto, embora a entidade se chame Aluno.
@SecondaryTables({
    @SecondaryTable(name = "xpto2", pkJoinColumns = @PrimaryKeyJoinColumn(name = "ALUNO_ID"))
    @SecondaryTable(name = "xpto3", pkJoinColumns = @PrimaryKeyJoinColumn(name = "CHAVE"))
})
public class Aluno implements Serializable {

    @Column(table = "xpto")
    private String foo;

    @Column(table = "xpto2")
    private String bar;

    // ...
}

Neste caso, você está dizendo que a entidade Aluno está nas tabelas xpto, xpto2 e xpto3, sendo xpto a tabela principal. As tuplas correspondentes na tabela xpto2 e xpto3 são encontradas pelos respectivos campos de chave primária (que devem coincidir com o da xpto). Ou seja, há um relacionamento 1-para-1 entre as três (mesmo se o banco-de-dados não impor restrição de integridade, uma vez que você está dizendo isso apenas ao Hibernate/JPA). Ou seja, do ponto de vista do Hibernate/JPA, as tabelas xpto2 e xpto3 tem como PK, a FK de xpto.

Se o relacionamento entre estas tabelas não for tão simples assim ou o formato das chaves diferir entre um e outro, talvez o melhor seja usar o @OneToOne ou alguma outra coisa.


Exemplo de uso de @Inheritance com estratégia JOINED:

@Entity
@Inheritance(strategy = InheritanceType.JOINED)
public class Pessoa implements Serializable {
    // ...
}

@Entity
public class Aluno extends Pessoa {
    // ...
}

@Entity
public class Professor extends Pessoa {
    // ...
}

Isso daí faz com que haja uma tabela para Pessoa, uma para Aluno e uma para Professor, aonde a chave primária dos três têm o mesmo formato (ou seja, do ponto de vista do Hibernate/JPA, A PK de Aluno é FK de Pessoa e a PK de Professor é FK de Pessoa também). E então:

  • Toda tupla inserida na tabela Aluno também está na tabela Pessoa.
  • Toda a tupla inserida na tabela Professor também está na tabela Pessoa.
  • Se uma tupla está na tabela Pessoa, ela pode ou não estar em Aluno ou Professor.

Exemplo de uso de @Inheritance com estratégia TABLE_PER_CLASS:

@Entity
@Inheritance(strategy = InheritanceType.TABLE_PER_CLASS)
public class Pessoa implements Serializable {
    // ...
}

@Entity
public class Aluno extends Pessoa {
    // ...
}

@Entity
public class Professor extends Pessoa {
    // ...
}

Isso daí faz com que haja uma tabela para Aluno e uma para Professor. Não há tabela para Pessoa. Basicamente o mapeamento na tebela de Pessoa é copiado-e-colado em cada uma das subclasses.


Exemplo de uso de @Inheritance com estratégia SINGLE_TABLE:

@Entity
@Inheritance(strategy = InheritanceType.SINGLE_TABLE)
@DiscriminatorColumn(name = "TIPO", discriminatorType = STRING, length = 20)
public class Pessoa implements Serializable {
    // ...
}

@Entity
@DiscriminatorValue("ALUNO")
public class Aluno extends Pessoa {
    // ...
}

@Entity
@DiscriminatorValue("PROF")
public class Professor extends Pessoa {
    // ...
}

Isso daí coloca os Alunos e os Professores todos na mesma tabela, e tal tabela deve conter todos os campos tanto de Aluno quanto de Professor. A coluna TIPO neste exemplo diferencia se a tupla é um Aluno ou um Professor. Se for ALUNO é Aluno. Se for PROF é Professor.

  • Sim @Victor, a minha intenção é transformar minha classe, para que fique de acordo com a tabela, você poderia exemplificar usando essas anotações? Supondo que existe uma tabela aluno que tem a sua matrícula, e tem uma FK para Pessoas, e em pessoas tem o nome da pessoa. – João Neto 14/12/14 às 22:33
  • E se eu tiver uma view, ou uma view materializada? Dá pra simplificar, tipo referenciando na classe em vez de uma tabela, uma view? (não vou fazer inserção, apenas leitura de dados) – João Neto 14/12/14 às 22:35
  • @JoãoNeto Editei a resposta. O que acha dela agora? – Victor Stafusa 14/12/14 às 23:32
  • Parabéns Victor, muito boa a resposta! Minha última dúvida é: Como você disse que o jpa/hibernate não difere se é um select ou view eu posso no nome da tabela por o nome da minha view certo? assim: @Table(name = view_Alunos), atentando ao fato de só poder dar select. – João Neto 15/12/14 às 2:15
  • 1
    Entendi, beleza, valeu cara. Foi de grande ajuda! :D – João Neto 15/12/14 às 2:27

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.