0

Quando chamo o método Read(), logo após um Open() da classe TIPClientHttp(), recebo uma string JSON vinda de uma página em PHP. Porém, notei que ocorre de vir, junto, três bytes de caracteres estranhos que precedem os dados desejados. O problema ocorre com um dado URL e com outro não.

Estou usando exemplos da HBTip que acompanham o Harbour 3.2, para tentar consumir uma API REST desenvolvida em PHP. A solução que encontrei para o problema foi suprimir esses três bytes iniciais, invocando a função substr(). Mas, gostaria de entender melhor a causa. Talvez, eu não esteja sabendo utilizar o método de forma correta. Pode ser, também, que o problema esteja na API.

Trecho de exemplo de meu código onde o problema acontece:

    oHTTP := TIPClientHttp():new( "http://localhost/api/index.php/clients" )
    oHTTP:setCookie(cSessaoAtiva)
    oHTTP:hFields := hAuthBearer
    if oHTTP:Open()
        cJSON := oHttp:read()
        cJSON := substr(cJSON,4) // Remove 3 bytes estranhos que aparecem 
                                // no início da string, quando lida logo
                                // depois do método Open().
        cSessaoAtiva := oHTTP:getcookies()
    else
        ? "Etapa #1 Error:", "oHTTP:Open()", oHTTP:lastErrorMessage()
    endif

Demonstração dos três primeiros caracteres estranhos recebidos

  • 2
    Talvez seja o BOM. Mas em tese o formato JSON recebe strings em ASCII com direito a escapes do índice do caracter especial na tabela UTF-16. Se for isso mesmo, o problema está no provedor da API que não deveria ter colocado isso em começo de conversa – Jefferson Quesado 28/02 às 19:39
  • É o BOM, mesmo. A página PHP que responde no único URL que está retornando esses caracteres estranhos estava formatada com o UTF-8 BOM. Salvei como UTF-8 sem BOM e resolveu o problema. Obrigado! – Luiz Dataprol 28/02 às 23:38
  • 2
    Sinceramente sugiro ficar longe da HBTip em produção. Vou "emprestar" as palavras do Viktor Szakats: Due to the excessive amount of problem reports and long known problems and due to the non-trivial nature of internet protocols, this fork strongly recommends to avoid using this library in anything production or in fact anything more serious than simple test code for educational purposes (...) even if something happens to work in some specific scenario, it's highly likely it's not a stable solution, nor is it secure - E de fato é isso mesmo, a HBTip é praticamente "amarrada com arame" – Bacco 28/02 às 23:58
  • Estou ciente do aviso do Viktor Szakats. Mas, em meus experimentos, usando a HBTIP, até o momento, ela tem se comportado bem, salvo uma exceção, e não encontrei alternativa rápida e fácil de começar a usar. Neste caso recente, em especial, o problema estava na página PHP da API que eu construí ou na formatação dos arquivos escrito em xBase. A página PHP estava salva no formato UTF-8 com BOM e retornava os três caracteres de marca de ordem de byte("byte order mark") ou, talvez, algo similar. Os arquivos xBase estavam salvos com UTF-8 sem BOM e trabalhando com mapa de caracteres no formato ASCII – Luiz Dataprol 29/02 às 1:03
  • 2

Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.