3

Realizando alguns testes com a linguagem eu notei que quando utilizamos a palavra chave var o Dart vai "forçar" a inferência de tipo, mas quando utilizamos um tipo para declarar variáveis isso não acontece.

O teste que fiz:

main(){
  Map a = {
    '6': 6,
  };
  var b = {
    '6': 6,
  };
  a[7] = '7'; // Executa sem erros
  b[7] = '7'; //Erro
}

Por que uma declaração com um tipo não força inferência enquanto que com var força?

1 Resposta 1

2

Vamos ver que tipo ele inferiu e qual o tipo pego quando foi explícito:

import 'dart:io';
import 'dart:mirrors'; 

void main() {
    Map a = {
        '6' : 6,
    };
    var b = {
        '6' : 6,
    };
    print(reflect(a).type.reflectedType.toString());
    print(reflect(b).type.reflectedType.toString());
}

Veja funcionando no ideone. E no repl.it. Também coloquei no GitHub para referência futura.

No primeiro você especificou qual era o tipo, mas não ele completo, faltou os tipos de chave e valor. Por alguma razão a linguagem decidiu (se não for um bug do compilador, mas acho que foi planejado assim mesmo) que você deveria usar o tipo completo, portanto dizer quais os tipos da chave e o valor do mapa, ou então ele consideraria que você não quer um tipo específico e aí ele assumiria que você quer algo dinâmico.

Quando estabelece que usará algo dinâmico muita coisa fica livre, o compilador não detecta erros de tipo ali e permite executar, mesmo que não produza o que você espera. No caso ele permitiu trocar o tipo do dado da chave e do valor porque você aceitou que o compilador inferisse que quer, o que entendemos pela sua pergunta ser equivocado, dynamic. É mais ou menos como uma variável que o valor dela seja 0 se você não colocar valor algum. Se você quer que ela valha 1 então tem que ser explícito.

Quando mandou inferir o compilador inferiu os três tipos possíveis ali, e aí não conseguiu executar algo irregular porque a chave e o valor possuem tipo específico, portanto a chave foi inferida como string e você está usando um número, e o valor foi inferido como int e você está tentando colocar um caractere.

Dart tem se mostrado uma linguagem com decisões questionáveis e por ser uma linguagem moderna que pode aprender com os erros das outras faz pensar sobre a qualidade ela (não que afete o futuro, muitas linguagens muito mal pensadas tiveram sucesso, inclusive ela terá sucesso por causa de um framework e não porque ela é boa, isso nunca dá muito certo). Inclusive é ruim por ser inconsistente, e gera dúvidas como essa.

Pior ainda é que ela exige que você seja explícito que quer a inferência quando obriga o uso do var, e no caso do Map sem você dizer nada ela inferiu os tipos internos. Então tem dois erros, se você quisesse que ele inferisse o que inferiu deveria obrigar fazer um Map<var, var>, e deveria usar o mesmo critério e encontrar o tipo específico, o dynamic nunca deveria ser opção principal do compilador. Ou então deveria ser sempre a opção principal, mas aí a linguagem tenderia a ser mais dinâmica, e todas as regras deveriam refletir isso, na falta de algo explícito deveria ser dynamic, nunca deveria obrigar o uso do var.

Parece que Dart não sabe se quer ser uma linguagem dinâmica ou estática. Se quisesse ser estática ela inferiria a parte que não está explícita, ou então daria erro dizendo que não tem o tipo completo e te obrigando a colocar um dynamic se é o que deseja. Prefiro o primeiro, e se quer o dinamismo que seja explícito.

Para mim foi um erro de design da linguagem, mas eles devem ter uma justificativa pra fazer isso, mesmo que seja uma pra justificar depois que o erro foi cometido. Tem linguagem que adora fazer isso.

Bug, Feature and By Design, baratas, uma pelada, outra vestindo terninho e ainda terninho remendado

A lição é nunca usar uma declaração com tipo incompleto, ou deixa inferir tudo ou coloca todo o tipo. Isto seria o correto:

Map<string, int> a = {
    '6': 6,
};

ou, claro, deixar inferir tudo.

Sabendo da regra pode-se usar corretamente, só não pode esquecer dela, que não é intuitiva.

1
  • Acho que o motivo do "Map A" ter os tipos dinâmicos é por isso: "The static type of a map literal of the form const {k1 : e1,...,kn : en} or the form {k1 : e1,...,kn : en} is Map<dynamic, dynamic>." e se levar a seguinte frase ao pé da letra "... you can use var and let Dart infer the type: ..." tudo se explica. – Drinjer 2/02/20 às 16:08

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.