0

Estou trabalhando com uma API a qual possui a seguinte rota users/:id/documents.

Esta rota deverá retornar uma lista de documentos de um usuário especifico.

Por exemplo:

a rota users/:id/documents deverá retornar todos os documentos do usuário com id 1.

caso ele não possua nenhum documento, a rota retornará um array vazio com status 200, porem caso a requisição seja feita com um id de usuário inexistente devo retornar 404 ou um array vazio da mesma forma?

11

1 Resposta 1

2

Depende da semântica que quer dar. E há controvérsias quanto a isso. Algumas pessoas afirmam categoricamente uma coisa, outras são mais ponderadas. Então não considere esta uma resposta que diz o que você deve fazer, estou colocando algumas possibilidades para você decidir.

Algumas ponderações

Pense na API sem ser web, se tivesse métodos no mesmo executável, o que você retornaria? Seria um array vazio? Ou seria uma exceção? O 404 nesse caso é como a exceção.

Há quem goste de lançar exceção pra todo lado e então o 404 faria até sentido. Eu acho que deve informar que algo errado aconteceu de outra forma. Pra mim exceções só devem ocorrer se algo excepcional foi encontrado. Se é algo normal acontecer não deveria gerar exceção. E ter zero itens é algo normal de acontecer, não é? Talvez não o que a pessoa queria, mas é uma resposta normal?

Tem tecnologia que gosta das exceções para tudo.

Não gosto do 404 porque é a mesma resposta que teria se você colocar um URL e ele não existir por completo, então você está usando o mesmo código para duas coisas diferentes. Eu concordaria até com um outro 400, mas nenhum me parece apropriado. Se for outro pelo menos indica outra coisa. Se você achar outro que fica bom então deveria usá-lo.

Por que não usar o 204 No Content? Parece mais apropriado, pelo menos não mistura as coisas. E quem sabe teria o array vazio. Assim você tem uma resposta normal, que deu certo, mas um indicativo claro que o dado não deve ser usado. Não estou dizendo que é uma boa usar assim, mas é melhor que 404, pra mim. Pelo menos diz que a requisição foi bem sucedida, mas não tem dados válidos.

Algumas pessoas gostam até de 200 e não indicar no código que não há dados, isso deve ser verificado na mensagem resultante internamente. Isso é o adequado se você quer deixar o código HTTP só para indicar o que aconteceu com o transporte e sua segunda hipótese. Abre mão do REST.

Lendo a RFC dá uma indicação que essa é uma tecnologia que gosta das exceções. Lá na página 8 tem um trecho que ela trata os dados como o recurso que você está querendo acessar. Então será que o 404 não é o meio mais tecnicamente correto para esse caso? Veja:

A network data object or service that can be identified by a URI, as defined in section 3.2. Resources may be available in multiple representations (e.g. multiple languages, data formats, size, and resolutions) or vary in other ways.

Conclusão

Eu não gosto muito do uso de código HTTP para dar semântica do sistema, mas o povo que ama REST resolveu adotar assim, não sou eu que vou dizer o que é bom para você.

Então não dá para decidir por você, ambos funcionam se você fizer certo e não funcionam se fizer errado. O mais importante é ser consistente.

Uma coisa que pode te ajudar é perguntar para os usuários o que eles costumam usar com outras APIs, pode ser que isso indique a consistência, mas desconfie, nem sempre o usuário tem razão, muitas vezes ele é a pessoa que menos entende do assunto.

3
  • o povo que ama REST resolveu adotar assim pois é, acho que o REST ajudou bastante em muita coisa, mas tem suas deficiências e depois te obrigam a fazer uma coisa que não faz o menor sentido pq no REST é assim.
    – tvdias
    31/01/2020 às 14:15
  • @tvdias REST é feito como cada um gosta e não tem formato padrão algum, e provavelmente o AR não falou que o REST foi o problema, o problema é o "povo que ama" e começaram a inventar "regras" e "mitos". Ninguém te obriga a nada (a não ser que seja o seu gerente de projeto ou patrão), só faz isso se não sabe o que esta fazendo ou esta seguindo "receita de bolo". 31/01/2020 às 14:48
  • Muito obrigado, ajudou bastante a esclarecer minha duvida. 31/01/2020 às 14:49

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.