3

Em C temos como informar o tamanho, ou até onde a função esta presente como por exemplo:

if (n > 2){ ... }

mas em Python é

if n > 2: ...

Eu gostaria de entender até onde essas funções terminam pois em C temos chaves para visualizar mas em Python não, quando preciso criar um if, ou for não sei até onde o if esta atuando para criar outra função.

  • 1
    Em uma linha: IDENTAÇAO – Arthur Siqueira 28/01 às 17:31
  • O "abrir e fechar" de blocos é feito através de identação – Arthur Siqueira 28/01 às 17:32

1 Resposta 1

3

Em C temos como informar o tamanho, ou até onde a função esta presente

Esta afirmação está errada. Isso nada tema ver com função isto é um bloco de comandos. Uma função sempre tem um bloco de comandos. Algumas comandos podem ou não ter um bloco de comandos. Então isto é valido:

if (n > 2) ...

ou

if (n > 2)
    ....

Desde que seja apenas um statement. Se tiver mais que um aí as chaves devem ser usadas para agrupar os comandos como um bloco único, em C. Algumas pessoas preferem sempre usar o bloco mesmo quando tem apenas um statement por padronização. Eu testei ambos em cada linguagem, fico um cima do muro em alguns casos.

Não importa se tem uma linha ou mais, a quantidade de linhas não define nada em C, mas se tiver várias haverá confusão e pode parecer algo errado. Inclusive indentação não importa para essa linguagem, então isso não faz o que você imagina (só a primeira linha é condicional):

if (n > 2)
    printf("%d", n);
    n++

Python usa uma técnica chamada whitespace significancy, então quando você faz um espaçamento chamado indentação é como se estivesse iniciando um bloco de comandos, é como se estivesse abrindo a chave (indent) e quando volta alguns espaços em uma linha para a mesma coluna que estava o cabeçalho desse bloco é como se tivesse fechando a chave (dedent).

Em Python linhas se confundem com statements em muitos casos.

Como há alguma ambiguidade para o autor é comum precisar colocar : no fim do comando que poderá ter um bloco. O compilador não precisa disto e acho que foi exagero exigir isto (a linguagem tem a filosofia de ser explícita prioritariamente, mas nem sempre segue, afinal o uso das chaves é a forma mais explícita e não ambígua de fazer isto, é até a crítica mais forte do não uso de chaves em Python ou C).

Então é válido (uma linha):

if n > 2: print(n)
print()

Ou assim:

if n > 2:
    print(n)
n += 1 #não é condicional
print()

Que fazem a mesma coisa. Já:

if n > 2:
    print()
    n += 1 #condicional
print()

Já aí as duas linhas indentadas fazem parte do mesmo bloco e são condicionais.

O primeiro não tem um bloco claro, então encerra ali na linha mesmo, e sabemos que não tem um bloco porque não teve indentação.

O segundo é a indentação que determinou o início e fim do bloco de comandos, no caso só tendo um comando.

E o terceiro a indentação determinou um bloco de dois statements.

Python preferiu adotar oficialmente o que é apenas convencionado usar em C para melhor organizar. Eu gosto disso, muita gente não gosta. Tem vantagens e desvantagens. Em C deixa funcionar com indentação toda errada, em Python não (até certo ponto). Python tende a tornar o código mais limpo, mas quem é desorganizado faz códigos ruins do mesmo jeito.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.