12

Vi algumas perguntas aqui que falam sobre o termo o Webhook. Gostaria de saber melhor do que se trata esse termo na programação.

2 Respostas 2

13

Os Webhooks são, basicamente, um meio de comunicação entre suas aplicações. Com eles, uma aplicação é capaz de enviar dados à outras aplicações. Desse modo, webhooks enviam dados mediante o acontecimento de um evento específico, geralmente em tempo real. Em suma, um autêntico callback estabelecido através do protocolo HTTP.

A aplicação que implementou o webhook irá enviar requisições HTTP às aplicações que se inscreveram. Por esse motivo, também são chamados de "web callbacks" ou "reverse API".

Como o webhook enviará uma requisição HTTP à outras aplicações, se a sua aplicação irá "receber" os dados, ela deverá estar preparada para receber e interpretar os dados, que geralmente são enviados sob o método POST com um payload em JSON. A aplicação receptora configurará, desse modo, um endpoint HTTP (geralmente no método POST), para receber os dados.

Diagrama de Webhook

Acima temos um simples diagrama para exemplificar o funcionamento de um webhook. Nesse caso, "Twitter Server" é a aplicação que enviará os webhooks e "Your Server" é a aplicação que irá recebê-los. Dessa maneira, mediante o acontecimento de eventos no Twitter, a sua aplicação receberá requisições HTTP (os webhooks), enviadas pelo Twitter. Por isso, a aplicação que receberá esses callbacks deve estar preparada para lidar e interpretar essas requisições.

Há também formas de autenticação no meio de webhooks. Como a aplicação que irá receber os dados deverá manter um endpoint para receber os dados da aplicação que enviará o webhook, pessoas com más intenções podem usar esse endpoint para enviar informações falsas. Desse modo, algum meio de autenticação poderá ser configurado entre as duas aplicações para que esse problema seja evitado. Entre os meios mais comuns de autenticação, podem ser citados:

  • A criação de uma lista-branca com IPs pré-configurados;
  • Autenticação HTTP Basic;
  • Tokens diversos, que podem ser incluídos em cabeçalhos HTTP. O GitHub, por exemplo, utiliza essa técnica.

Webhook × API

Muitas pessoas confundem webhooks com APIs. No entanto, apesar de fornecerem dados à um cliente, fazem isso de formas distintas. Basicamente, um webhook irá enviar os dados para as aplicações inscritas em tempo real (em "push"), enquanto uma API irá enviar os dados quando forem solicitados pelo cliente.

Além disso, o propósito das APIs é fornecer uma extensa quantidade de ferramentas para os clientes, como um CRUD. Os webhooks, por outro lado, na maioria das vezes tem a função de notificar o acontecimento de um evento, podendo também enviar dados relativos ao evento. Há um artigo em Inglês que elabora bem mais essas diferenças.

Referência

Recursos que usei para elaborar essa resposta:

6

Um Webhook é uma forma de permitir que seja executada uma ação após o acontecimento de um evento.

Geralmente é utilizado para permitir que aplicações externas possam se utilizar dos dados de um evento no exato momento em que ele acontece.

Exemplos disso seriam por exemplo a integração do github com o slack, do trello com o discord, e por aí vai.

O conceito resume-se em: - Uma parte que proverá esses dados, e portanto precisa permitir que sejam cadastrados os "listeners" para os eventos selecionados - Uma outra parte que saberá utilizar essas informações da forma como for desejada

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.