1

Eu sei que tkinter não é thread-safe, mas sinceramente não sei ainda bem o que isso quer dizer. Estamos a criar um jogo com pygame, e gostaria de integrar um menu inicial e uma console escritos com tkinter, mas não sei se é possível, e se é uma boa ideia. Se é possível, como o posso fazer, e quais são as implicações e riscos que posso ter?

2

Não é possível combinar as duas bibliotecas porque são bibliotecas gráficas com objetivos diferentes, para não dizer concorrentes entre si. É sim possível escrever um programa que crie tanto uma janela pygame quanto outra tkinter ao mesmo tempo, mas não o tkinter dentro do pygame, em tela cheia, por exemplo.

Seria gerado um erro se tentarmos dizer que o master de um frame do tkinter é a janela do pygame, porque o tipo esperado é diferente.

Se por um lado, o pygame tem muitas propriedades e funções que trabalham com a placa de vídeo da máquina, por outro requer que até o loop principal da aplicação seja implementado. Mesmo um simples clique de mouse precisa ter seu evento escutado para que, de fato, o clique exista na aplicação. Logo, o pygame não tem condições de ter um botão padrão como no tkinter, pois o clique não funcionaria. Neste ponto o pygame é mais primitivo: ele pede que o sistema operacional crie uma janela, e, dentro dela, ele assume toda a responsabilidade.

Em contrapartida, no tkinter, todos os eventos que o sistema operacional possui já são escutados pela aplicação, inclusive o loop principal existe, na função mainloop(). A aplicação só não reage porque não existe uma função de callback, feita pelo programador, com as instruções para cada um destes eventos. Por isso o tkinter pode se dar ao luxo de ter controles elaborados como botões, comboboxes, e outros, mas sempre se submetendo à todas as definições visuais padrões do sistema, como resolução de tela, coisa que o pygame não precisa fazer.

É possível implementar no tkinter algo pequeno, 2D e melhor ainda se for meio estático, como um jogo de xadrez por exemplo. Pode-se usar o canvas. Nesse caso recomendo estudar a técnica de double buffer.

  • 1
    A reposta mais adequada seria sim, é possível, mas... – nbro 20/01/15 às 9:17
2

Sim, é possível. Ao menos é possível embutir o pygame no Tkinter.

Em algumas plataformas é possível embutir o display do pygame em uma janela já existente. Para fazer isso, a variável de ambiente SDL_WINDOWID deve ser setada com uma string contendo o id da janela.

A variável de ambiente é checada quando o display do pygame é inicializado. Mas fique atento, pois podem haver alguns efeitos estranhos quando rodar o pygame embutido em um outro display.

Aqui um exemplo:

import platform
import os
import pygame

#Assumindo que embed é um tk.Frame previamente criado
#Seta a id da janela (Windows ID)
os.environ['SDL_WINDOWID'] = str(embed.winfo_id())
#Seta o driver de vídeo caso for Windows
if platform.system == "Windows":
    os.environ['SDL_VIDEODRIVER'] = 'windib'
screen = pygame.display.set_mode((500,500))
screen.fill(pygame.Color(255,255,255))
pygame.display.init()
pygame.display.flip()

Fontes: Usuário do Stack PythonNut e Documentação do Pygame

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.